Faça download dos Aplicativos de Leitura Kindle Gratuitos e comece a ler eBooks Kindle nos mais populares smartphones, tablets e computadores pessoais. Para enviar o link de download para seu smartphone por SMS, use o formato internacional sem espaços (Código Internacional+DDD+Número. Exemplo: +551199999999)

  • Apple
  • Android
  • Windows Phone
  • Android

Para receber o link de download digite seu celular:

Preço digital sugerido: R$ 29,90
Preço Kindle: R$ 28,40

Economize
R$ 12,50 (31%)

OU

Essas promoções serão aplicadas a este item:

Algumas promoções podem ser combinadas; outras não são elegíveis. Para detalhes, por favor, acesse os Termos e Condições dessas promoções.

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Anúncio do aplicativo do Kindle

1942: O Brasil e sua guerra quase desconhecida eBook Kindle

4.3 de 5 estrelas 70 avaliações de clientes

Ver todos os 2 formatos e edições Ocultar outros formatos e edições
Preço
Novo a partir de Usado a partir de
eBook Kindle
"Tente novamente"
R$ 28,40

Número de páginas: 312 páginas Idioma: Português

eBooks na Loja Kindle
eBooks em oferta na Loja Kindle
Todos os dias, novos eBooks com desconto. Vem.

Descrições do Produto

Descrição do produto



Sucesso absoluto na lista de best sellers da revista Veja (edição 201324)Do alto da minha ignorância — e tenho 1,89m —, sempre achei que haviam sido as rajadas da metralhadora (aquele instrumento que sempre dá a mesma nota, ra-tá-tá-tá), bem como o rufar dos tambores (ou, claro, o da bateria), que tinham levado meu amigo João Barone a se apaixonar obsessivamente pela Segunda Guerra Mundial. Afinal, como eu, ele não deixa de ser um garoto que, além de amar os Beatles e os Rolling Stones, segue aguardando pela morte (de preferência lenta e dolorosa) dos masters of war. Mas, qual o quê! Foi somente quando cheguei ao final do primeiro e espetaculoso parágrafo desse livro que vim a descobrir que Barone é filho de um dos tantos João Silva que cruzaram o oceano e moveram montanhas para lutar contra a infâmia nazista e a sombra do totalitarismo mais repugnante que surgiu sob os céus.Sim, João de Lavor Reis e Silva foi um dos pracinhas da FEB que ajudou a tomar o Monte Castello das mãos dos “tedescos” e “chucrutes”, libertando parte da Itália e colaborando para que os servos de Hitler fossem, pelo menos naquele momento e local, varridos do mapa. Esse nosso João era um dos 25 mil brasileiros, muitos deles de perfil heroico, que tomaram parte numa das únicas guerras “dignas” na qual o Brasil se meteu. Sim, porque na escola nos ensinaram uma antiga lição: que nossa história é mansa e pacífica e somos a pátria do “homem cordial”. Bem ao contrário, a trajetória histórica do Brasil é repleta de sangue e suor, e abunda em conflitos sórdidos, nos quais, com exceção de algumas genuínas revoltas populares, o país jamais se furtou de exibir sua face cruel.Mas daquela vez não. Depois de muita hesitação, e dos volteios do que já foi chamado de “neutralidade interesseira” do ditador Vargas, o dramático torpedeamento de navios de passageiros em águas territoriais nacionais levou o Brasil a enfim declarar guerra à Alemanha nazista e a pegar em armas, mirando-as na direção certa. Para preencher as lacunas e reticências deixadas pela relutância de seu pai na hora de relembrar os terríveis episódios vividos por ele na Itália, Barone trocou as baquetas pelo teclado de seu computador. Ali, batucou furiosamente esse relato comovente, dinâmico, arrebatador e fluente.Escrevendo em “linguagem de dia de semana” (como diria nosso amigo comum, Pedro Bial), Barone oferta a seus leitores esse livro repleto de aventura, ação e reflexão. Ao fazê-lo, juntou-se ao exército de autores que, mesmo não tendo cursado História, está de prontidão para vir em seu resgate.É claro que ainda não dá para saber se ele vai subir ao topo das paradas — nesse caso, as tais “listas de mais vendidos” —, como tão galhardamente, e há mais de 30 anos, vem fazendo sua banda, Os Paralamas do Sucesso. Mas isso importa menos do que o prodígio aqui concretizado: um convite irrecusável para que o público letrado em geral, e a garotada fã dos Paralamas em particular, possa acompanhar, de olhos bem abertos, o momento em que o Brasil pegou em armas e lutou do lado certo. Afinal, nem sempre foi assim…
Eduardo Bueno
“A Segunda Guerra vista por João Barone, filho do pracinha João Silva, é a dos ‘aliados da emoção’. Poderia ser o nome de um novo conjunto pop, mas a bateria aqui é outra.”
Joaquim Ferreira dos Santos
“Faça como o João Barone, não esqueça a Segunda Guerra Mundial. Somos filhos dela, independente de nossas idades.”
Alberto Dines
“O que se narra aqui não é apenas o relato da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Apesar de o livro servir também como narrativa histórica impecável — e os historiadores que se cuidem, pois um baterista da linha de frente do rock brasileiro decidiu se entrincheirar pelo território inconstante da História —, o que se revela é a odisseia particular de um filho em busca do pai.”
Tony Bellotto

Sobre o Autor

João Barone é baterista dos Paralamas do Sucesso e pesquisador da Segunda Guerra Mundial, com foco na participação brasileira no conflito. Escreveu durante três anos a coluna Barone vai à guerra, na revista Grandes Guerras, e realizou o documentário Um brasileiro no Dia D (2006), lançado em DVD e exibido em vários canais de TV. Recebeu condecorações por seu trabalho de valorização da história do Brasil na Segunda Guerra, entre elas a Medalha Três Heróis Brasileiros (Associação dos Ex-Combatentes do Brasil, 2009), a Medalha Mascarenhas de Morais (Associação Nacional dos Veteranos da FEB, 2010) e a Medalha da Vitória. É fundador e presidente do Clube de Veículos Militares Antigos do Rio de Janeiro, membro da Military Vehicles Preservation Assosiation, nos Estados Unidos, e diretor da Associação Brasileira de Preservadores de Viaturas Militares. Lançou seu primeiro livro, A minha segunda guerra, em 2008.

Detalhes do produto

  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 4346 KB
  • Número de páginas: 283 páginas
  • Editora: Nova Fronteira; Edição: 2ª (21 de maio de 2013)
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B00CXADDVS
  • Dicas de vocabulário: Não habilitado
  • Configuração de fonte: Não habilitado
  • Avaliação média: 4.3 de 5 estrelas 70 avaliações de clientes
  • Lista de mais vendidos da Amazon: #19,628 entre os mais vendidos na Loja Kindle (Conheça os 100 mais vendidos na Loja Kindle)

Avaliação de clientes

Principais avaliações de clientes

Por Thiago Tavares AVALIADOR TOP 500 em 3 de dezembro de 2016
Formato: Capa comum Compra verificada
Já nas primeiras páginas do livro é possível perceber que ele é bem superficial, focando mais na vida pessoal dos pracinhas do que nos aspectos político-econômicos que deflagraram a participação brasileira na segunda guerra mundial. Para aqueles que não conhecem muito sobre o assunto o livro é interessante e traz vários fatos que irão enriquecer seu conhecimento dessa história pouco divulgada, mas obviamente há livros mais completos e com análises mais técnicas. A narrativa do Barone é quase romântica, piegas, mas a leitura é fácil e fluída.
2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Por Renato Menara em 26 de novembro de 2015
Formato: Capa comum Compra verificada
Gostei bastante do livro, traz informações muito interessantes e desconhecidas para o grande publico. Para o Brasileiro comum, FEB é sinônimo de monte castello, e foi uma grata surpresa saber que a atuação do Brasil no cenário da segunda guerra foi amplo e deixou sua marca, seu legado. na sua historia e na historia daqueles que se aliaram contra a investida do eixo. Gostei da linguagem utilizada, uma linguagem popular que faz com que o leitor sinta que há grande emoção naquilo que se é escrito, de um verdadeiro entusiasta, e não de um escritor. Acho que o proposito das avaliações é saber avaliar para quem essa obra se destina e o porque ela é escrita, e acho que atendeu as expectativas. Concordo com alguns comentários a respeito da formatação, de uma sequencia mais logica e cronológica dos fatos narrados, um pouco mais de detalhes a respeito do dia a dia vivido, mais entendo as dificuldades de se conseguir depoimentos inéditos de um publico, que, em sua maioria, já morreu. Recomendo esse livro, informações muito interessantes que oferecem um panorama da guerra e do contexto politico, economico e social do pais, e que ajuda o leitor a entender o contexto maior que a iniciativa estava englobada.
4 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Por Daniel em 23 de dezembro de 2016
Formato: Capa comum Compra verificada
João Barone discorre sobre a participação do Brasil na 2ª Gerra Mundial, valorizando a participação da FEB sem ser ufanista e conta em detalhes as razões que levaram o Brasil à guerra, a preparação das tropas a (précaria) logística, as missões, personagens principais, relações com os países aliados, a interação com os italianos, o lado humano do povo brasileiro representados pelos soldados e que marcou as comunidades por onde passou e que rendem (pasmem!) homenagens anuais aos soldados brasileiros mortos no conflito até hoje!
Uma aula de história que valoriza nosso povo, soldados e desmistifica os preconceitos e críticas tão amplamente discutidos por aqueles que tanto carecem de patriotismo! O livro também é enriquecido com algumas fotografias que época que são bem interessantes!
Acho que uma versão ilustrada do livro seria perfeita!
1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: eBook Kindle Compra verificada
Se considerarmos as pouquíssimas informações disponíveis sobre a campanha da FEB, esta obra traz várias informações interessantes e nos ajuda a conhecer um pouco a nossa história.
Quando comparamos a livros sobre a campanha americana percebemos que ainda é muito superficial.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: eBook Kindle Compra verificada
Excelente! Esse livro é essencial a todos que pensam gostam de história e guerra e deveria entrar nas bibliografias indicadas para qualquer curso de histórias nos colégioas.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: eBook Kindle Compra verificada
Apesar de não ser um historiador, o João Barone fez um estudo bem aprofundado da Segunda Guerra Mundial. Seu estilo é leve e descreve os acontecimentos como um bom contador de histórias.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: eBook Kindle Compra verificada
Livro muito esclarecedor de uma parte quase desconhecida da história de nosso país. Recomendo a todos por ser muito interessante.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: eBook Kindle
O livro faz um périplo nos fatos que antecederam e se seguiram à participação brasileira na Segunda Guerra Mundial.

Um aspecto positivo da obra é mostrar o 'day after' dos pracinhas: o descaso com que o país tratou esses brasileiros que se aventuraram numa guerra para a qual não foram convenientemente preparados. O autor também foi feliz ao tratar da mesquinharia política de Getúlio, ao obliterar a importância dos generais brasileiros e dos próprios pracinhas, desmobilizados ainda na Itália, como forma de neutralizar qualquer pressão para redemocratizar o país.

Como pontos negativos, o texto entrecortado, ao lidar com uma ampla gama de fatos que muitas vezes já são do conhecimento geral e que não tinham lá muita relação com o tema central do livro. Também se sente falta de uma análise mais profunda das alternativas que estavam na mesa do governo brasileiro, ao se decidir por enviar a FEB à Europa.

Por fim, uma falha na revisão. Li-o na versão kindle e algumas palavras com as letras "pat" encontram-se truncadas: "simpatizante" aparece "simizante"; "simpatia" vira "simia"; o leitor lerá "ton" ao invés do polêmico Patton. Algum descuido na revisão deve ter apagado os "pat" do texto.
11 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso

Avaliações mais recentes de clientes

click to open popover