Faça download dos Aplicativos de Leitura Kindle Gratuitos e comece a ler eBooks Kindle nos mais populares smartphones, tablets e computadores pessoais. Para enviar o link de download para seu smartphone por SMS, use o formato internacional sem espaços (Código Internacional+DDD+Número. Exemplo: +551199999999)

  • Apple
  • Android
  • Windows Phone
  • Android

Para receber o link de download digite seu celular:

Preço digital sugerido: R$ 19,90
Preço Kindle: R$ 18,91

Economize
R$ 15,99 (46%)

OU

Essas promoções serão aplicadas a este item:

Algumas promoções podem ser combinadas; outras não são elegíveis. Para detalhes, por favor, acesse os Termos e Condições dessas promoções.

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Anúncio do aplicativo do Kindle

De como Aécio e Marina ajudaram a eleger Dilma eBook Kindle

3.5 de 5 estrelas 8 avaliações de clientes

Ver todos os 2 formatos e edições Ocultar outros formatos e edições
Preço
Novo a partir de Usado a partir de
eBook Kindle
"Tente novamente"
R$ 18,91

Número de páginas: 140 páginas Idioma: Português

eBooks na Loja Kindle
eBooks em oferta na Loja Kindle
Todos os dias, novos eBooks com desconto. Vem.

Descrições do Produto

Descrição do produto

Em mais um livro polêmico, o experiente especialista em marketing político Chico Santa Rita, que trabalhou em mais de 150 campanhas, agora com a parceria da historiadora e cientista política Fernanda Zuccaro, revela que a presidente Dilma Rousseff foi reeleita não pelas qualidades que não possuía, mas pelos erros das campanhas de seus adversários Aécio Neves e Marina Silva.
Com rigor científico e sem nenhuma piedade, eles devastam tais erros, analisam a última campanha presidencial e revelam detalhes de bastidores. Quase quarenta anos depois de seu surgimento, o marketing político, segundo eles, se "desvirtuou", ao vender ilusões, enganar as pessoas e deturpar criminosamente" os fatos.

Sobre o Autor

CHICO SANTA RITA é jornalista e publicitário, pioneiro do marketing político no Brasil. Está em campo desde a primeira eleição (1976) após a redemocratização. Nesses anos foram em torno de 200 trabalhos em todos os níveis políticos. Ele atuou como coordenador de campanhas eleitorais, consultor de imagem de governos e de corporações políticas, com destaque para as campanhas do presidencialismo no plebiscito de 1993 e do “Não” no referendo sobre a proibição da venda de armas em 2005. Trabalhou no Jornal da Tarde, na editora Abril e na TV Globo, entre outras empresas de comunicação. FERNANDA ZUCCARO é historiadora pela PUC-SP (2002), com especialização em Administração pela FGV/SP (2004) e em Marketing Político e Propaganda Eleitoral pela ECA – USP (2009). Atua na área de marketing político e comunicação eleitoral e governamental há mais de dez anos, em diferentes níveis de campanhas para candidatos a cargos proporcionais, bem como para campanhas para prefeito, governador e entidades públicas e privadas. Exerce a função de Diretora de Operações da Chico Santa Rita & Associados, uma das mais prestigiadas agências especializadas em marketing político no Brasil e na América Latina.

Detalhes do produto

  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 3844 KB
  • Número de páginas: 140 páginas
  • Editora: Geração Editorial; Edição: 1 (31 de agosto de 2015)
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B014RYM3XQ
  • Dicas de vocabulário: Não habilitado
  • Configuração de fonte: Não habilitado
  • Avaliação média: 3.5 de 5 estrelas 8 avaliações de clientes
  • Lista de mais vendidos da Amazon: #60,866 entre os mais vendidos na Loja Kindle (Conheça os 100 mais vendidos na Loja Kindle)

Quais outros itens os consumidores compraram após visualizar este item?

Avaliação de clientes

Principais avaliações de clientes

Formato: Capa comum Compra verificada
Pensei em uma análise do marketing das campanhas, por um dos maiores e mais conceituados especialistas em campanhas eleitorais do país. Mas o livro trata apenas da campanha da TV, apontando os erros e acertos dos candidatos, programa a programa. Perde sua força e o interesse, pois os programas analisados precisariam ser vistos um a um, comparados com o que diz o autor sobre eles. No fim, não responde ao que propõe o título. Apoiador de Aécio, o livro parece ser uma revanche contra o staff do candidato, que ignorou suas opiniões e sua tentativa de aproximação.
1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Por Wesley Menezes em 27 de novembro de 2015
Formato: Capa comum Compra verificada
Não recomendo esse material (não posso chamar de livro), pois apresenta um conteúdo técnico extremamente fraco e raso, além de repleto de misoginia. Não compre se você não concorda com análise de "marketing político" que descreve uma candidata a presidente como "anta, gorda, barriguda".
3 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: Capa comum
Eu anulei meu voto naquela eleição porque nenhum dos 3 candidatos dava para aguentar:
DILMA era do PT, e não precisa dizer mais nada.
MARINA SILVA não apresentou a menor capacidade intelectual, pois botou uma eleição ganha pela janela após ter enorme popularidade depois da morte do candidato pernambucano em um desastre de avião; ela se contradisse várias vezes, e no segundo turno da eleição, em vez de mandar os seus eleitores anular o voto, já que ela sempre falou em acabar com a polarização PT-PSDB, resolveu apoiar o candidato do PSDB Aécio Neves, cometendo assim uma verdadeira heresia política e perdendo completamente a credibilidade perante os eleitores que tem cérebro (Luiza Erundina a condenou publicamente por isso e se afastou dela no segundo turno).
AÉCIO NEVES tinha tudo para vencer se tivesse um pingo de estratégia de campanha e discurso de oposição (não tinha ambos), ficou em cima do muro, não tinha nenhuma proposta forte para combater o esquerdismo (como por exemplo, defender leis mais duras para bandidos e mudar as leis penais, dada a impunidade que existe no Brasil para criminosos); fez uma campanha amorfa e que não convencia nenhum eleitor verdadeiro de DIREITA --- merecia perder, e perdeu.
Com estes 2 adversários fraquíssimos, por tabela, DILMA só poderia vencer.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: eBook Kindle Compra verificada
Trata-se de textos originalmente publicados na web. A pertinência e a importância destas análises crescem na medida em que os acontecimentos subsequentes confirmam muitas das conclusões ali feitas.
Busquei este texto porque acho a oposição inoperante no Brasil e esta leitura deixa claro: não consegue fazer um discurso de oposição consistente porque não tem outro projeto.
Quando vejo uma deputada estadual, bem proeminente e prestigiada, inclusive com cargos no executivo, que é suprassumo da carreira parlamentar (sic! obter uma boa votação para ser nomeada para um cargo no Poder Executivo) aproveitar toda a campanha eleitoral gratuita para dizer: nós apoiamos a campanha de câncer contra a mama, nos queremos mais creches, nos queremos igualdade salarial para as mulheres, nos visitamos não sei quantos hospitais na nossa gestão: fico pensando isto é um programa político ou um programa de assistência social? Será que a falante tem realmente um projeto político, que não estou percebendo e por isso parece que é meramente assistencialista. O livro mostra como os candidatos, no momento em que deveriam ter questionado a candidata vencedora, durante a campanha, realmente provocando um debate produtivo sobre questões do país, preferiram ao invés de fazer isto e apontar as contradições, ir para um escapismo, de responder com mais jingles e peças publicitárias simplesmente enaltecendo a biografia dos candidatos. Claro não podia enaltecer os projetos dos candidatos de oposição porque eles parece que também tem só um projeto de poder. a única mudança que eles propõe é no nome do ocupante do cargo ao qual concorrer.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
click to open popover