1 usado(s) a partir de R$ 70,00
Tem para vender? Venda na Amazon
Virar para trás Virar para a frente
Ouvir Reproduzindo... Pausado   Você está ouvindo uma amostra da edição em áudio do Audible.
Saiba mais
Ver esta imagem

O Dia D, 6 de Junho de 1944: A Batalha Culminante da Segunda Grande Guerra Capa Comum – 1997


Ver todos os formatos e edições Ocultar outros formatos e edições
Preço
Novo a partir de Usado a partir de
Capa Comum, 1997
R$ 70,00
click to open popover

Faça download dos Aplicativos de Leitura Kindle Gratuitos e comece a ler eBooks Kindle nos mais populares smartphones, tablets e computadores pessoais. Para enviar o link de download para seu smartphone por SMS, use o formato internacional sem espaços (Código Internacional+DDD+Número. Exemplo: +551199999999)

  • Apple
  • Android
  • Windows Phone
  • Android

Para receber o link de download digite seu celular:



Leia Enquanto Enviamos
Leia Enquanto Enviamos
Confira todos os livros disponíveis e escolha o seu aqui

Detalhes do produto


Descrições do Produto

Baseado em relatos orais e escritos a partir de fatos verídicos, testemunhados por homens que participaram da invasão da Normandia (6 de junho de 1944). O livro constitui-se na mais completa coleção de memórias de que se tem notícia e foi baseado nos 1.400 relatos compilados pelo Eisenhower Center of American Studies. O desejo de Ambrose foi concluir o livro a tempo de coincidir com o 50º aniversário da invasão da Normandia. O então General Eisenhower, comandante Supremo das Forças Aliadas, ao ser entrevistado por Ambrose, declarou que a batalha do Dia D demonstrou ao mundo o triunfo da democracia sobre o nazismo e o fascismo. Com críticas extraordinariamente favoráveis do The New York Times, The Wall Street Journal, Chicago Tribune e San Francisco Chronicle, O Dia D - 6 de junho de 1944 consagrou-se como a mais importante obra sobre o assunto. Indispensável a historiadores, estudantes, jornalistas e interessados no tema, o livro será um sucesso entre o público leitor brasileiro. "São os jovens nascidos na falsa prosperidade dos anos 20, e que cresceram na dura realidade da depressão dos anos 30, que este livro retrata. A literatura que eles leram quando garotos era antibélica, cínica, retratando patriotas como otários, molóides como heróis. Nenhum deles desejava tomar parte em outra guerra. Eles queriam estar jogando beisebol, não granadas de mão, atirando com armas calibre 22 em coelhos, não com carabinas M-1 em outros jovens. Mas quando veio o teste, quando houve que escolher entre lutar pela liberdade ou abandoná-la, eles lutaram. Eram os soldados da democracia, eram os homens do Dia D, e a eles devemos nossa liberdade"

Avaliação de clientes

Ainda não há avaliações de clientes para este título.
Compartilhe seus pensamentos com outros clientes

Onde está meu pedido?

Frete e devoluções

Precisa de ajuda?