Faça download dos Aplicativos de Leitura Kindle Gratuitos e comece a ler eBooks Kindle nos mais populares smartphones, tablets e computadores pessoais. Para enviar o link de download para seu smartphone por SMS, use o formato internacional sem espaços (Código Internacional+DDD+Número. Exemplo: +551199999999)

  • Apple
  • Android
  • Windows Phone
  • Android

Para receber o link de download digite seu celular:

Preço Kindle: R$ 13,09
OU

Essas promoções serão aplicadas a este item:

Algumas promoções podem ser combinadas; outras não são elegíveis. Para detalhes, por favor, acesse os Termos e Condições dessas promoções.

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

FRASES INTERESSANTES - 500 Máximas e Frases inseridas em contextos diversos - Para Filosofar No Bar, No Clube, No Congresso, No Lar Espírita e Na Escola por [BRAGA, F.]

FRASES INTERESSANTES - 500 Máximas e Frases inseridas em contextos diversos - Para Filosofar No Bar, No Clube, No Congresso, No Lar Espírita e Na Escola [Print Replica] eBook Kindle


Ver todos os 323 formatos e edições Ocultar outros formatos e edições
Preço
Novo a partir de Usado a partir de
eBook Kindle
eBook Kindle, 8 fev 2018
R$ 13,09

Ofertas de eBooks na Loja Kindle
Ofertas da Loja Kindle
Todo dia, novas ofertas em diversos eBooks. Confira todas

Descrições do Produto

Descrição do produto

FRASES INTERESSANTES é uma obra de Fábio Braga, reconhecido por suas máximas inseridas em contextos diversos, como no premiado conto Garçom Filósofo. Este é um livro de 180 páginas de encher os olhos do mais ferrenho crítico literário. E por que este e-book é tão bom assim? É porque ninguém até hoje conseguiu fazer cerca de 500 Frases de impacto e contextualizá-las da forma mais espetacular possível.
Para Filosofar no Bar 3
GARÇOM FILÓSOFO
No paradisíaco litoral de Alagoas, debaixo de um coqueiral extenso, havia uma palhoça que, aos domingos de sol forte, enchia de banhistas. Era o bar do seu Manoel, que de mané não tinha nada. Fiado ele cortava a estranhos e àqueles fregueses assíduos só vendia para pagar depois por motivo de consideração, e dos bônus que ao longo dos tempos acumularam. Mas o que chamava mesmo a atenção do bar do seu Manoel não era o tira-gosto quentinho assado na brasa nem a cerveja geladinha, tirada da freezer vertical.
Geralmente, o freguês costumava dar o ar da sua graça por lá com o fino propósito de ler as frases do garçom Lulinha, carinhosamente apelidado de
o garçom filósofo.
No papelzinho da conta, o senhor das letras deixava para cada cliente uma mensagem especial, gostasse ou não da profundidade das palavras. Ao pessoal que ali frequentava reparando a vida dos outros, dizendo que um é magro, outro é gordo, naquele deboche danado, macaco velho em como tratar elemento dessa qualidade, o filósofo sacava a caneta do bolso da camisa branca, escrevia algo, e fazia aterrissar de bico o bilhetinho bem em cima da mesa dos preconceituosos, com uma lapada literária, tal como: “Há os que erram porque querem saber, os que erram porque não sabem o que querem e ainda os que sabem o que querem, mas mesmo assim erram”.
Para a turma que bebe elogiando em excesso o serviço do bar, como quem no final vai pedir outra cerveja para pagar no dia de são nunca, Lulinha, vacinado contra freguês que ajeita a gravatinha borboleta do garçom com segundas intenções, a porrada cultural para que o sangue de velhaco não gastasse além da quantia
que trouxe em sua carteira: “Quem embarca em navios de promessas se vê ancorado em ilhas da fantasia”
E nas vezes que o bar ficava com cara de que seguiria noite adentro, a lua sorrindo lá do alto, seu Manoel pondo a dentadura para sorrir também, por causa dos cornos que levam chifre, mas gastam, Lulinha pelos cornos é solicitado: - Filósofo, escreve aí na cadernetinha algo que me faça esquecer a amada, porque as canções bregas não funcionaram... Doutor em resolver problemas dessa natureza, e como cada caso de corno é um caso, para aliviar o fardo dos chifres no quengo de trabalhador braçal, Lulinha tacava-lhes um torpedo popular: “Sexo não se faz por favor; sexo se faz por amor” Mas se visse que o camarada era um corno culto, abria mão daquela máxima e enviava uma outra, altamente filosofada: “Amigo, não somos nada e concomitantemente somos tudo; porque se, para uns, inexistimos, sem nós, outros não existiriam; se somos, para uns, apenas uns a mais no mundo, para outros, em seu mundo, somos os únicos a existir”
A sua prática de colocar no bloco de anotações máximas e frases feitas de improviso, a todos, impressionava pela originalidade. Muitos gaiatos, para desmascará-lo, espichavam os olhos até o limite da visão apenas para terem certeza absoluta de que Lulinha não ia penetrar na cozinha, de pontinhas de pés, apto a uma ação maquiavélica de copiar tudo de algum livro de grandes mestres pensadores, escondido entre a comida do armário… mas, nada de truques, tudo saía mesmo do crânio privilegiado desse doutor honóris-causa.
Um prato cheio para a imprensa escrita e televisada
E volta e meia aparecia repórter de todos os cantos, um brigando com o outro, naquele empurra-empurra de microfone e câmera de televisão, tudo para agendar entrevistas furo-de-reportagem com o mago da bandeja iluminada.
...a coisa foi indo, foi indo, e sua fama chegou até em Portugal

Detalhes do produto

  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 8882.0 KB
  • Quantidade de dispositivos em que é possível ler este eBook ao mesmo tempo: Ilimitado
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B079Q77GRH
  • Dicas de vocabulário: Não habilitado
  • Configuração de fonte: Não habilitado
  • Avaliação média: Seja o primeiro a avaliar este item

Avaliação de clientes

Ainda não há avaliações de clientes para este título.
Compartilhe seus pensamentos com outros clientes
click to open popover

Onde está meu pedido?

Frete e devoluções

Precisa de ajuda?