Faça download dos Aplicativos de Leitura Kindle Gratuitos e comece a ler eBooks Kindle nos mais populares smartphones, tablets e computadores pessoais. Para enviar o link de download para seu smartphone por SMS, use o formato internacional sem espaços (Código Internacional+DDD+Número. Exemplo: +551199999999)

  • Apple
  • Android
  • Windows Phone
  • Android

Para receber o link de download digite seu celular:

Preço Kindle: R$ 2,31
Leia à vontade. Mais de 1 milhão de eBooks Saiba mais
Leia de graça
OU
OU

Essas promoções serão aplicadas a este item:

Algumas promoções podem ser combinadas; outras não são elegíveis. Para detalhes, por favor, acesse os Termos e Condições dessas promoções.

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Anúncio do aplicativo do Kindle

Não Deixe o Sol Brilhar em Mim eBook Kindle

5.0 de 5 estrelas 1 avaliação de cliente

Ver todos os formatos e edições Ocultar outros formatos e edições
Preço
Novo a partir de Usado a partir de
eBook Kindle
"Tente novamente"
R$ 2,31

Número de páginas: 263 páginas Configuração de fonte: Habilitado Page Flip: Habilitado
Idioma: Português

Kindle Unlimited
Kindle Unlimited
Leia este e mais de 1 milhão de eBooks de graça com Kindle Unlimited. Saiba mais.

Descrições do Produto

Descrição do produto

..."Então, numa noite dessas em que estava quase a enlouquecer, no caminho de volta, encontrei um garoto. Era um pouco mais velho do que você é agora, talvez tivesse uns dezessete anos. Isso foi nos anos sessenta, não me recordo agora o ano, mas as roupas, os cabelos e os carros eram característicos da época. Estava num desses carros conversíveis que, provavelmente, pegara escondido dos pais. Viu-me caminhando pela calçada e se ofereceu para levar-me em casa. Era muito educado e estava nervoso ao conversar comigo, quero dizer, não parecia galanteador nem atrevido. Talvez quisesse comprovar para si mesmo que podia ser igual aos outros garotos da sua idade, do seu grupo; mas seus gestos e atitudes destoavam de suas pretensões, era só um bom garoto.
Ainda era muito cedo e eu tinha acabado de despertar. Havia saído há pouco tempo de casa e perambulava em um parque próximo. Em algum lugar ali por perto, havia um grande número de jovens


reunidos, talvez uma festa ou algo parecido e ele devia ter vindo de lá. Entrei no carro e enquanto dirigia, ele me perguntou várias coisas: se eu estava na festa; meu nome; de onde eu era; falou-me de si. A princípio, conversava timidamente, mas, aos poucos, adquiriu confiança, talvez encorajado por minha atitude aparentemente tranquila e interessada, diferente talvez das garotas do seu convívio que o deviam achar desinteressante. Confesso, entretanto, que pouco prestei atenção ao que me dizia, meu interesse estava no calor que dele emanava, sua timidez ao me abordar deixara-o tenso, sua pulsação acelerada me atraía os sentidos; podia sentir cada vaso sanguíneo sendo percorrido, o ritmo do seu coração a bater; tudo soava como música inebriante aos meus ouvidos. Quando pedi para que parasse o carro ao passarmos em um local discreto, sua tensão foi às alturas, acabando de me enlouquecer por completo. Assim que parou, dominei-o com o olhar, me encostei a ele e segurei-o com uma das mãos enquanto que com a outra inclinava sua cabeça deixando à mostra seu pescoço, a artéria pulsante, viva. Rasguei a pele e perfurei-a com os dentes, mas a ânsia me fez incompetente; a dor quebrou o encanto hipnótico fazendo-o despertar gritando em desespero. Segurei sua boca com uma das mãos, enquanto ele se debatia descontroladamente; mas não era páreo para a força que o subjugava, dominei-o por completo. O sangue jorrou da ferida, abracei-me a ele e bebi seu sangue até me saciar. Senti seu coração enfraquecendo pouco a pouco e quando o larguei não passava de um fraco sussurro aos meus ouvidos. Já não oferecia nenhuma resistência e seus olhos assustados me fitavam numa acusação sem palavras. Morreu logo em seguida, deixando-me como legado transtorno e desespero, dessa vez, completamente ciente do quão desprezível eu havia me tornado. Inclinada por cima dele, beijei-lhe o rosto, implorei-lhe perdão e chorei. Mas os olhos sem brilho negaram-me o perdão, a pele fria recusou o beijo, indignados pareciam me dizer: Vá embora daqui com sua falsidade, Judas, carrasco.



A cena toda já era por si só aterradora, o sangue encharcava-lhe a roupa e tudo a sua volta; a ferida horrorosa, tal qual boca escancarada, mostrava obscenamente o seu interior mais íntimo. Não tive coragem de fazer-lhe mais ofensas, apenas fechei-lhe os olhos e fui-me embora. Na noite seguinte, Adam veio me indagar a respeito de um crime horrendo ocorrido nas proximidades e que estava sendo noticiado. Não precisei dizer-lhe nada, meus olhos disseram tudo. "

Detalhes do produto

  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 1183 KB
  • Número de páginas: 263 páginas
  • Editora: Rhiza Pixel; Edição: 1 (1 de outubro de 2010)
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B004774ML0
  • Dicas de vocabulário: Não habilitado
  • Leitor de tela: Compatível
  • Configuração de fonte: Habilitado
  • Avaliação média: 5.0 de 5 estrelas 1 avaliação de cliente
  • Lista de mais vendidos da Amazon: #49,464 entre os mais vendidos na Loja Kindle (Conheça os 100 mais vendidos na Loja Kindle)

Avaliação de clientes

5 estrelas
1
4 estrelas
0
3 estrelas
0
2 estrelas
0
1 estrela
0
Veja todas as avaliações de consumidores
Compartilhe suas ideias com outros clientes

Principais avaliações de clientes

Formato: eBook Kindle Compra verificada
Foi muito legal lembrar da época de minha adolescência e além de tudo em uma história de vampiros passada em ruas e locais que conheço tão bem. Adorei!
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
click to open popover