amazon-prime-video Books eBooks Kindle eBooks Kindle Novo Kindle Oasis Cloud Drive Photos electronics Fire TV Stick home_improvement home_kitchen Office PC VideoGames wireless

Avaliação de clientes

4,7 de 5 estrelas
84
Novembro, 9
Formato: Capa comum|Alterar
Preço:R$26,90+ Frete GRÁTIS em pedidos a partir de R$ 99 enviados pela Amazon


em 12 de abril de 2017
Esse livro é maravilhoso e não podia ser diferente, pois a Colleen Hoover arrasa. 9 de novembro se torna meu segundo romance preferido dela, pra mim não superou Hopeless.
Devo dizer que fiquei tão encantada que li tudo em um dia, apaixonei na pureza e altruísmo do amor de Fallon e Ben. Recomendo a ter na biblioteca!
5 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 3 de março de 2018
Olá
Pessoal,

Existem alguns autores que passam pelas nossas mãos e deixam marcas com suas obras, a Colleen Hoover é uma dessas, e depois que li Um Caso Perdido, assumi para mim que sempre que pudesse leria uma obra sua, e assim o fiz. Consegui um tempinho e acabei mergulhando em sua mais nova obra que agora apresento para vocês.

"Você nunca vai ser capaz de encontrar a si mesmo se você está perdida em outra pessoa."

Fallon é filha de um ator muito famoso, e desde pequena decidiu que queria seguir os passos do pai, e assim ela o fez até os seus 16 anos, quando em acidente ela acaba queimando metade de seu corpo e ficando com cicatrizes que a levaram a perder o espaço no mundo dos famoso, já que nesse meio aparência é tudo.

"Agora que as queimaduras estão curadas e eu estou cheia de cicatrizes, me pego as tocando obsessivamente. As cicatrizes parecem como veludo esticado, e seria normal ser tão revoltada com sua sensação como sou por sua aparência."

Dois anos se passaram e a data do acidente se tornou para Fallon uma data ruim, onde coisas ruins acontecem, o dia em que ela deseja se esconder do mundo. Mas talvez dessa vez as coisas sejam diferentes, e talvez a data possa se tornar especial, já que nesse mesmo dia, ela é salva de uma conversa inquietante com seu pai, por um estranho que se faz passar por seu namorado.

Ben estava na mesa da frente quando ouviu o diálogo entre pai e filha, aparentemente ela só precisava de apoio nessa nova jornada, mas o homem era contra sua mudança e não estava disposto a facilitar para a jovem, e é nesse momento quem Ben comete um ato impensado, se apresenta como namorado da moça, e dá a ela a defesa que ele achou que ela merecia, o que ele não esperava é que dessa loucura pudesse nascer algo tão forte e intenso que nem o tempo ou a distância seriam capazes de apagar.

Depois dessa reunião em família maluca, Fallon e Ben meio que se conhecem, ela quer ser famosa e ele esta batalhando para ser um escritor, e apesar do fato da atração ter sido instântanea, Fallon não acredita em amores a primeira vista e de forma alguma quer se comprometer antes dos 23, e assim nasce o acordo. A cada 9 de Novembro eles se encontrariam, passariam todo a ano sem comunicação de qualquer forma. Ele precisa escrever um livro sobre eles, e ela precisa aprender a se amar e curtir a vida sem vergonha das suas cicatrizes, e daqui 5 anos, eles ficariam juntos. mas cada ano se torna uma surpresa na vida desses dois e cada encontro nos tornamos mais desesperados pelo final feliz.

"Quando você encontra o amor, você o segura. Você agarra com ambas as mãos e faz tudo em seu poder para não deixá-lo ir. Você não pode simplesmente andar para longe dele e esperar que ele fique até que você esteja pronta para isso."

Fallon e Ben são dois estranhos que se conhecem em dia importante e se tornam importantes um para o outro, conhecem o amor e descobrem o perdão um nos braços do outro. Com o passar dos anos coisas vão acontecendo e segredos surpreendentes são revelados no decorrer da trama e isso torna a leitura incrível e viciante. Tudo estava perfeito, as peças se encaixavam e o romance era meigo e encantador, mas aí por algum motivo que eu gostaria de entender Colleen dá um final que por Deus, poderia ter sido bem melhor, e apesar de amar todo o livro, senti falta de um final que me deixasse sem palavras, um final que fizesse jus a todo o seu trabalho divino no decorrer do enredo, mas ele não veio.

A escrita da Colleen continua sendo encantadora e maravilhosa, a mulher possui um dom supremo e seus livros são sempre surpreendentes, com enredos marcantes e revelações de deixar os leitores de cabelos brancos, e claro que com Novembro, 9 não poderia ser diferente, mas ainda sim ela pecou no final,

A capa do livro esta linda e a diagramação impecável, tudo colabora para uma leitura confortável e agradável, fazendo com que ficar longe do livro seja impossível.

Por mais que tenha achado a obra incrível e tenha detestado o final, ainda sim indico a obra, não apenas por ser um romance lindo e apaixonante, mas por conter lições muito importantes para vida, por debater assuntos como preconceito, perda, amor próprio e sonhos, quando devemos abandonar um sonho?? Colleen mais uma vez nos mostra com suas palavras que nada é impossível, que o amor esta do seu lado, você só precisa dar uma chance, e que quando ele é puro e verdadeiro, nem mesmo o tempo pode colocar fim nele.

"Juventude e beleza se vão. Decência humana não."

Com uma trama sensacional, cheia de amor, mentiras, mistérios e perdões, super recomendo Novembro,9. Se você curte um bom romance, esse com certeza foi escrito para você, então leia. Delicie-se com a escrita de Colleen ou descubra o prazer de viajar por suas palavras.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 5 de maio de 2018
Meu primeiro livro da autora foi Talvez Um Dia. Achei magnífico. Fiquei apaixonado pela estória e pela escrita da autora.
O segundo livro, O Lado Feio do Amor, foi uma enorme decepção. E Novembro 9 ficou no meio do caminho entre os dois.
A premissa da estória até que pareceu ser interessante, mas meio forçada. Na verdade a idéia, em si, do livro é forçada, meio fora da realidade.
Do meio pro fim que a estória engrena, se torna mais crível e envolvente.
Gostei do desfecho e dos personagens principais.
Em suma, vale a leitura. Mas definitivamente não é o melhor da autora.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 20 de fevereiro de 2018
Começamos a trama em um nove de novembro que tinha tudo para ser triste, já que há dois anos atrás nessa mesma data Fallon, sofreu um grave acidente que a deixou com cicatrizes e incapaz de continuar sua promissora carreira de atriz. Tudo acontece em uma noite que ela decide dormir na casa do pai, o mesmo que, assim como pensa ela, acidentalmente pôs fogo na casa, desde o dia do acidente, ela acredita que tudo que aconteceu em sua vida, é culpa dele. Mesmo muito magoada, por ter sido justo o próprio pai a tirar seus sonhos, ela encontra seu pai para um café da manhã. Como sempre, ele age como se os últimos anos não tivessem sido um inferno na vida de Fallon.
Em outra mesa, Ben, um futuro escritor, escuta toda a conversa entre pai e filha e, inconformado com a atitude dele, resolve interferir. E é nesse momento que a vida deles muda completamente. Após o pai sugerir que nenhum cara se interessa por Fallon, já que o último que ela saiu foi justamente à dois anos antes do acidente, Ben se faz passar por seu namorado, e assim, ao apresentar-se como tal, começa a defende-la, fazia tempo que Fallon não era defendida por alguém ou que um rapaz parecia não ligar para sua aparência, já que ela acredita estar “danificada” desde o incêndio. Diante de tal atitude, ela se vê completamente encantada. Após seu pai ir embora, totalmente revoltado com as atitudes de Ben, Fallon resolve passar o dia ao lado desse jovem lindo, porém, estranho, aproveitando a companhia dele para esquecer tudo o que a data representa em sua vida. O que os dois não esperavam, era que o encontro fosse marcar tão significativamente suas vidas. A ligação entre os dois é tão forte, que eles assumem o compromisso de se encontrarem todo ano, durante cinco anos, em todo nove de novembro a partir do primeiro encontro, mas com a condição de que durante os outros dias do ano, eles não tenham nenhum tipo de contato seja por telefone, ou rede social. A princípio, a ideia é ajudar Ben a escrever um livro de romance baseado nesses encontros, porém, com o passar dos anos, a intenção muda completamente.
A história passa a descrever, cada nove de novembro deles, mostrando-nos como eles mudaram ao longo dos anos, como se envolvem mais e mais a cada encontro, e como carregam as dores e os segredos, que adianto, são pesadíssimos.
O legal de cada encontro é que eles, veem, uma nova chance para recomeçar, e que a amizade entre eles, ajuda superar seus medos e traumas.
Graças a ajuda de Ben, com suas palavras carinhosas e incentivadoras, Fallon, aprende a se amar e a se aceitar exatamente como é, já que ela passou anos fechada em um mundo de culpa, raiva e auto depreciação. Já Ben, quer fazer o bem e ajudar as pessoas que ama, e faz da meta da sua vida, mostrar para Fallon o quanto ela é especial e linda. Mas no fundo, ele também está tão quebrado quanto ela, e acredita que ajudá-la, de certa forma, é um caminho para que ele próprio se ajude.
Conseguimos perceber com intensidade a dor dos personagens, e como seus medos e inseguranças vão mudando ao longo dos anos por causa da influência positiva que cada encontro gera sobre eles. Outra coisa bem legal da trama, é que além de ser narrada por ambos os personagens, a narrativa dura vários anos. A única coisa que senti falta foi o desenrolar da vida deles até cada nove de novembro em que se encontram, apesar de eles comentarem certos detalhes, senti falta de saber um pouco mais do que foi feito da vida deles enquanto estavam separados. Claro que foi ótimo perceber, a cada novo encontro, o quanto eles vão amadurecendo com o passar dos anos, mas ao mesmo tempo sentia mais e mais curiosidade sobre o que eles faziam para preencher a solidão dos outros dias do ano. Mas nem só de amor e encontros anuais vive a trama, pouco antes do fim, nos é revelado um grande segredo, que muda completamente o rumo de tudo e até chegarem ao felizes para sempre que Fallon (e nós) tanto almeja, somos tomados por sentimentos de revolta, dor e sofrimento (aconselho separarem muitos lencinhos, porque vão precisar).
Achei bem interessante a autora, além de abordar o foco inicial que seria o romance, falar também sobre temas importantes como as sequelas deixadas nas vítimas de incêndio (tanto as externas quanto as internas), suicídio, pais ausentes, câncer, morte precoce.
A trama fluiu de uma forma rápida e intensa, visto que é impossível parar de ler até chegar ao fim, Collen como sempre, não decepcionou e nos apresenta essa trama intensa, porém, com todo romance que já estamos acostumados, e assim como em todos os seus livros, o choro é livre, o ponto principal foi o quanto a autora conseguiu mostrar que o amor cura e renova, ao focar no amadurecimento e no perdão.
A editora Galera Record fez um excelente trabalho na capa, deixando-a simples, porém, muito bonita, sem nenhum erro ortográfico e uma diagramação perfeita, esse livro vai te conquistar e te envolver de uma forma, que no fim, você vai desejar também ter um nove de novembro.
|0Comentar|Informar abuso
em 30 de maio de 2018
“Você nunca vai conseguir se encontrar se estiver perdida em outra pessoa”
.
Fallon é uma garota de dezoito anos que está de mudança para Nova York a fim de tentar sua carreira de atriz, interrompida quando, num incêndio, 30 % do seu corpo foi queimado, deixando-a com cicatrizes. Benson James Kessler é um aspirante a escritor. Ambos se conhecem no jantar de despedida de Fallon com o pai, quando ele decide fingir que é namorado dela.
.
A atração que os dois sentem um pelo outro é instantânea e eles fazem um pequeno acordo. Todo dia nove de novembro, até que Fallon complete vinte e três anos, eles irão se encontrar. Ben escreverá um livro sobre eles e Fallon terá que se dar chance para outros relacionamentos. A partir daí muita água vai rolar na vida de cada um deles e o que parecia que ia dar certo, pode acabar sofrendo uma grande reviravolta.
.
“Quando encontrar o amor, deve agarrá-lo. Você o agarra com as mãos e faz o possível para não soltar. Não pode simplesmente se afastar dele e esperar que dure até que você esteja preparada.”
.
Confesso que logo de cara já amei a narrativa da autora. Colleen tem uma escrita que simplesmente me deixa de boca aberta. Eu amei cada poema que abria um novo novembro, 9, e gostei muito da interação do Ben com a Fallon, embora algumas vezes ela tenha me irritado com algumas decisões. No entanto, também consegui compreendê-las e talvez tivesse feito a mesma coisa em seu lugar.
.
Eu amei o livro e senti uma montanha russa de emoções em cada reviravolta. O final quase me fez chorar e só posso dizer que Novembro 9 é incrível. A única ressalva que tenho (que por acaso é a mesma de Um Caso Perdido) é como a personagem acaba creditando demais sua autoconfiança ao mocinho. Embora as heroínas da Colleen sejam muito fortes e eu as admire muito, gostaria de ver essa confiança mais ligada a elas mesmas por algum motivo interior. Ainda assim, os livros da Colleen Hoover são maravilhosos e passam valiosas lições de superação que nos fazem refletir. Como sempre ela arrasou meu coração e ainda estou tentando me recuperar dessa leitura marcante.
|0Comentar|Informar abuso
em 24 de outubro de 2016
De todos os livros que já li da querida #CoHo, esse foi simplesmente foi perfeito ,
A historia de Ben e Fallon é linda ,esse livro foi oque mais me emocionei , vale a pena ter em sua coleção;
super indico.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 2 de junho de 2018
Eu recomendo, acima de tudo, você ler todos os livros da Colleen sem saber absolutamente nada sobre eles. São todos incríveis e isso basta. Eu li todos sem saber qual é o nome dos personagens e sequer saber direito a premissa. E todos que eu li até agora me surpreenderam tanto que foram para a lista dos meus favoritos. São lindos, tristes, cativantes. Chorei de felicidade e de tristeza. Nenhum livro que eu li antes da Colleen fizeram me passar por essa experiência. November 9 me fez enxergar o que é se apaixonar e me intrigou muito a forma da escrita. Como tudo que ela escreve: foi uma experiência linda e emocionante. Mais do que recomendo!
|0Comentar|Informar abuso
em 16 de julho de 2017
Que livro maravilhoso, idas e vindas, choros e risos, raiva e amor, mais uma obra prima da Colleen Hoover. Recomendo, por favor leiam, agora, todo mundo precisa ler esse livro urgente. Sensacional.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 27 de janeiro de 2018
Demorei para engatar a leitura desse livro. A premissa do livro me pareceu um tanto quanto clichê, e o plot demorou MUITO a chegar (pra ser exata, só começou a me prender em 80% da leitura). Não está entre meus favoritos dela, ainda mais que o final me decepcionou, mas o plot vale a leitura.
|0Comentar|Informar abuso
em 2 de novembro de 2017
Oque dizer sobre esse livro ? Cativante, maravilhoso, incrível, perfeito. É tudo de bom. Não dei muito crédito para esse livro quando comprei, mas assim que peguei para ler, não consegui largar até saber oque ia acontecer no final. Livro com algumas reviravoltas, que me deixaram de boca aberta rss. Claro que no final é algo muito clichê, mas vale apena. Super recomendo. Melhor livro que li esse ano!
|0Comentar|Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Talvez Um Dia
R$26,90
Confesse
R$24,20

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui