Faça download dos Aplicativos de Leitura Kindle Gratuitos e comece a ler eBooks Kindle nos mais populares smartphones, tablets e computadores pessoais. Para enviar o link de download para seu smartphone por SMS, use o formato internacional sem espaços (Código Internacional+DDD+Número. Exemplo: +551199999999)

  • Apple
  • Android
  • Windows Phone
  • Android

Para receber o link de download digite seu celular:

Preço Kindle: R$ 23,90
OU

Essas promoções serão aplicadas a este item:

Algumas promoções podem ser combinadas; outras não são elegíveis. Para detalhes, por favor, acesse os Termos e Condições dessas promoções.

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Anúncio do aplicativo do Kindle

Otelo eBook Kindle

5.0 de 5 estrelas 3 avaliações de clientes

Ver todos os 2 formatos e edições Ocultar outros formatos e edições
Preço
Novo a partir de Usado a partir de
eBook Kindle
"Tente novamente"
R$ 23,90

Número de páginas: 368 páginas Configuração de fonte: Habilitado Page Flip: Habilitado
Idioma: Português

Novidades da Loja Kindle
Novidades da Loja Kindle
eBooks novos para sua biblioteca digital. Veja aqui

Descrições do Produto

Descrição do produto

A nova tradução de uma das obras mais populares do teatro. Leitura imprescindível do maior dramaturgo de língua inglesa .

Em Veneza, Otelo, um general mouro a serviço do Estado, conquista Desdêmona, uma jovem, filha de um nobre local. Após enfrentar a ira do pai e defender-se com sucesso contra a acusação de tê-la "enfeitiçado", ele parte a Chipre em companhia da esposa para combater o inimigo turco-otomano. Lá, seu alferes, o manipulador Iago, consegue paulatinamente instilar na mente do mouro a suspeita de que Desdêmona o traiu.
Otelo é a tragédia em que Shakespeare estudou os mecanismos da imaginação, da paixão e do ciúme. Em nova tradução de Lawrence Flores Pereira, que recria a linguagem grandiosa de Otelo e a prosa nefasta de Iago, esta nova edição é acompanhada de uma longa introdução e notas contextuais do tradutor, bem como de um ensaio de W. H. Auden.

Detalhes do produto

  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 1896 KB
  • Número de páginas: 296 páginas
  • Editora: Penguin-Companhia (27 de abril de 2017)
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B0727SDR56
  • Dicas de vocabulário: Não habilitado
  • Leitor de tela: Compatível
  • Configuração de fonte: Habilitado
  • Avaliação média: 5.0 de 5 estrelas 3 avaliações de clientes
  • Lista de mais vendidos da Amazon: #8,928 entre os mais vendidos na Loja Kindle (Conheça os 100 mais vendidos na Loja Kindle)

Avaliação de clientes

5 estrelas
3
4 estrelas
0
3 estrelas
0
2 estrelas
0
1 estrela
0
Ver todas as 3 avaliações dos clientes
Compartilhe suas ideias com outros clientes

Principais avaliações de clientes

Formato: Capa comum Compra verificada
Traduções: A peça Otelo pode ser encontrada em diferentes versões: Onestaldo de Pennafort, Carlos Alberto Nunes, Cunha Medeiros e Oscar Mendes, Péricles Eugênio da Silva Ramos, Barbara Heliodora, Beatriz Viégas-Faria, Jean Melville, e Lawrence Flores Pereira. A versão de Flores foi lançada recentemente pela Penguin e tem a ótima qualidade de Hamlet, publicada sob o mesmo selo (ver resenha). A presente edição tem um prelúdio muito bem escrito por Flores, um "ensaio" de W. H. Auden, poeta e crítico, que ministrou um curso sobre Shakespeare em "The New School for Social Research", e, finalmente, notas sobre o texto e tradução. Lawrence Flores é considerado um tradutor experiente e tem como currículo um livro de poemas, Engano especular (sob o pseudônimo Lawrence Salaberry), e inúmeras traduções poéticas: Antígona, de Sófocles, poesia barroca francesa, Charles Baudelaire, T.S. Eliot, entre outros. É organizador de uma série de volumes sobre a literatura dos séculos XVI e XVII e editor da revista acadêmica Philia&Filia (em parceria com Kathrin Rosenfield).

Sinopse: Não existe “spoiler” quando se fala de clássicos. Santo Agostinho, o primeiro psicologista real, revela em “Confissões” (ver resenha) que quando era criança roubava peras, não por fome ou para dar a outros, mas como uma “ação gratuita”. Este ato era a pura asserção da própria autonomia, e nada mais. Assim o faz também o personagem de Coleridge em “A Balada do Velho Marinheiro”, quando mata o albatroz para ter uma experiência emocionante.” Comportamento similar pode ser encontrado também nos personagens de Dostoiévsky, notadamente em “O Homem do Subsolo”.
Saiba mais ›
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Por Dario Andrade AVALIADOR TOP 500 em 27 de abril de 2017
Formato: Capa comum
Otelo, o mouro de Veneza, é uma das 4 peças de Shakespeare que são chamadas de tragédias sombrias, juntamente com Hamlet, Rei Lear e Macbeth. Dessas, era a única que não tinha lido até agora. Otelo é o soldado mouro, a serviço de Veneza, que se apaixona e casa com Desdêmona, a filha de Brabâncio, senador da cidade italiana. Otelo é o grande general de Veneza, responsável pelas vitórias militares da cidade e, graças a isso, é enormemente respeitado pelo doge e pelas grandes famílias locais.
A paz do casamento de Otelo e Desdêmona é perturbada pela ação de Iago, que se sente, pelo menos é o que o próprio afirma no primeiro ato da peça, injuriado por ter sido preterido em uma promoção que o tornaria o lugar-tenente, braço direito, de Otelo. Esse, ao invés, resolve escolher Cássio para o posto. A insatisfação de Iago o leva a dar início das maquinações que irão despertar o ciúme de Otelo. Atiça o mouro ao sugestionar, sutil e repetidamente, que Cássio e Desdêmona se amam, o que é falso. A despeito de pedir provas e alegar que examinaria os fatos de maneira isenta, Otelo é um soldado, que desconhece o amor. E não tem as habilidades para lidar com ele. Mas ao mesmo tempo, sendo soldado, é incapaz de lidar com as intrigas da corte. O mundo de Otelo é bastante simples. Não existe o cinza, mas só a vida e a morte e a disputa inclemente entre dois campos inimigos. Na vida civil, que Iago domina, existe uma enormidade de nuances, sutilezas, que ele, Otelo, é incapaz de compreender. Na vida civil, os fatos nem sempre são claros e evidentes.
Saiba mais ›
2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: Capa comum
Atendendo apenas a esse específica edição.

Uma edição para a vida inteira, simples, de fácil manuseio, com estudos introdutórios do próprio tradutor (que ficou primoroso, assim como na edição de Hamlet), e do grande Auden. Além de notas sobre pontos específicos da tradução ao final do livro. Vale cada página.
1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso

Avaliações mais úteis de consumidores na Amazon.com (beta) (Pode incluir avaliações do Programa de Recompensas para Primeiros Avaliadores)

Amazon.com: 4.0 de 5 estrelas 1 avaliação
4.0 de 5 estrelas Tragedia eterna 10 de setembro de 2013
Por Eric Mascarin Perigault - Publicada na Amazon.com
Formato: Capa comum
Como en todas las tragedias del autor, el final es trágico, por eso el nombre. Los seres humanos movidos por sus bajas pasiones hacen lo indebido. El triunfo de la emoción sobre la razón, del corazón sobre el raciocinio. En este caso la emoción letal son los celos. Lo interesante del desarrollo de esta y todas las obras del autor, aparte del argumento, son los diálogos, las visiones sobre la conducta humana y sobre su manera de pensar y la forma en que expresa esto. Se dice que fue escrita después de Hamlet. Llevada al cine, como todo lo del autor, en innumerables ocasiones.
click to open popover