Evergreen Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Direct Publishing Dispositivos Kindle Kindle Unlimited Cloud Drive Photos



Ocorreu um problema para filtrar as avaliações agora. Tente novamente mais tarde.

em 22 de setembro de 2017
Leitura indispensável para todos. Inspirador, realista. Recomendado a todos que buscam abertura da mente no que se refere ao dinheiro.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 19 de agosto de 2017
Indico para pessoas que estão dispostas a mudança de vida e acredita em seu potencial para mudar a maneira de pensar.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 14 de janeiro de 2016
“Quando você for ignorante a respeito de um assunto, comece a instruir-se.” Pai Rico, Pai Pobre – Robert T. Kiyosaki

Bom livro sobre finanças! O autor mostra como é possível pensarmos de maneira diferente referente ao dinheiro e como esse dinheiro pode trabalhar para nós ao invés de trabalharmos por ele.
Este livro conseguiu ampliar meu entendimento sobre riqueza e o que diferencia, em relação a pensamentos e ações, uma pessoa pobre de uma rica.

O ponto negativo é: por se tratar de um autor norte americano, utiliza exemplos e leis fáceis de compreensão para a cultura americana; Não vale a pena pagar o preço de capa deste produto, pois temos excelentes autores brasileiros que também utilizam uma linguagem de fácil compreensão do assunto por um preço bem mais acessível como por exemplo Gustavo Cerbasi e Mauro Halfeld.

Sobre a edição:
Contém algumas ilustrações sobre fluxo de caixa; Não é livro de bolso; Capa normal com orelhas; Com notas de rodapé para explicar alguns termos em inglês usados pelo autor.

Sobre a entrega:
Para Natal, RN, a entrega foi em 4 dias corridos, antes do prazo estabelecido.
0Comentar| 14 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 5 de maio de 2013
Li recentemente o livro e gostei. Possuí diversos conselhos de como saber investir, sendo realista, dando a impressão que não seja tão difícil assim ser rico, o que obviamente precisa de prudência para saber onde está metendo suas economias e os riscos gerados a partir de seus investimentos. Não sou fã boy do autor, e nem tenho a intenção, pois não apliquei ainda suas dicas, mas creio que se alguém consegue tamanha fortuna, diz em seus livros que negócios possuem riscos a serem levados em conta e que devemos estar preparados para perder dinheiro, o fato de somente UMA de suas empresas ter ido à falência só me diz que ele está com a razão. O cara construiu um império do nada, ganhou rios de dinheiro e não vai ser eu quem vai dizer que não sabe investir.

Ao mesmo tempo, o livro somente nos fornece um panorama geral de como o mercado funciona. É um livro sobre os fundamentos da educação financeira e não um livro sobre investimentos. Mercado esse dos EUA, digo de passagem. Portanto, temos que tomar muito cuidado em achar que tudo o que ele fala está valendo para o Brasil. Alias, esse é um dos principais defeitos do livro, não ser adaptado para a realidade brasileira, algo que foi chamado atenção aqui nos comentários.

Outro ponto um pouco fraco: Não espere que se tenha o caminho das pedras para saber exatamente onde fazer investimentos, pois isso o autor não trabalha. É mais uma auto-ajuda para saber como ter a mentalidade de ficar rico, sair do fundo do poço financeiro e, através de exemplos, histórias e uma parábola de um Pai Rico que talvez nunca tenha existido e seja sua própria consciência, tentar ajudar a pensar mais sobre o assunto.

Por isso uma busca por autores brasileiros que trabalhem com o tema na atualidade seja uma boa, para complementar o livro.
0Comentar| 26 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 20 de fevereiro de 2017
Este livro traz reflexões muito interessantes em relação à carreira, sistemas de ensino e inteligência financeira. E como, culturalmente estamos despreparados para buscar soluções do tipo colocar o dinheiro a trabalhar por nós, e como isso é possível. Recomendo a quem busca uma mudança de mindset sobre dinheiro e investimentos.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 12 de julho de 2015
Lição 1: Os ricos não trabalham pelo dinheiro.
Aprenda a fazer seu dinheiro trabalhar por você investindo em ativos.
Ativo é tudo aquilo que te gera dinheiro. Aprenda a sair da "corrida dos ratos".

Você pode ser um escravo do dinheiro (mesmo um escravo bem pago ainda é um escravo) ou entender os sentimentos de medo que podem controlar seu pensamento e agir. Se instruir, refletir, ter autocontrole. Medo e desejo são os dois grandes sentimentos em relação ao dinheiro a serem compreendidos. Medo e desejo.
O que aumenta o medo e o desejo é a ignorância. A vida humana é uma luta entre o esclarecimento e a ignorância. A ignorância sobre o dinheiro causa tanta ambição e tanto medo.

Lição 2: Para que a alfabetização financeira?

Lição 3: Cuide de seus negócios.
O seu emprego não é necessariamente o seu negócio. Você trabalha na sua profissão, seu negócio pode ser outro. É o que te gera renda sem ter que trabalhar, apenas administrar (não trabalhar no sentido de profissão). Ativos.
Negócios que não exigem minha presença, ações, títulos, fundos mútuos, imóveis que gerem renda, promissórias, Royalties, tudo o que tenha valor, gere renda ou se valorize e tenha um mercado líquido.

Lição 4: A história dos impostos e o poder da sociedade anônima

Lição 5: Os Ricos inventam Dinheiro
Um bom conhecimento de números, mente criativa e 'guarra'. A atitude certa é fundamental.
A inteligência financeira depende de:
- Alfabetização financeira (capacidade de entender números) ; Estratégias de investimento (a ciência do dinheiro fazendo dinheiro); O mercado (oferta e demanda); A Lei (regulamentos estaduais e nacionais sobre contabildade e empresas).

Liçnao 6: Trabalhe para aprender - não trabalhe pelo dinheiro
Desenvolvimento constante

Os principais motivos que 'prendem' as pessoas: Medo, ceticismo, preguiça (incluindo a preguiça mantendo-se ocupado), Maus hábitos (como não pagar a sí mesmo primeiro) e Arrogância (ego + ignorância)

O livro é muito fácil de ler, com história pessoais do autor quando criança, aprendendo com o Pai Rico e percebendo o contra-exemplo no Pai Pobre. O formato é agradável, e da metade pro final dá alguns exemplos mais específicos.
0Comentar| 22 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 18 de abril de 2017
Este livro mudou a minha maneira de enxergar o dinheiro!

Havia escutado apenas o audiobook, no final, me senti na obrigação de ler este livro.
O livro é muito fácil de ser lido, os exemplos são excelentes.
Ao terminar de ler o livro, você certamente não será a mesma pessoa que começou a lê-lo, suas crenças irão mudar conseqüentemente a sua vida também irá se transformar.
Recomendo este livro para TODO mundo, pois é um livro que deveria ser lido pelo menos uma vez por mês, para pegar cada detalhe, cada ensinamento.
0Comentar| 5 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 4 de abril de 2017
Pouco técnico. O conceito da ideia poderia ser desenvolvido em no máximo dois parágrafos. O livro se resume a experiências próprias e achismos.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 17 de setembro de 2016
Esse foi um dos primeiros livros que li enquanto acadêmico da Administração. Hoje, 10 anos se passaram e mais de 300 outros livros foram lidos, mas a essência de Pai Rico, Pai Pobre continua extremamente atual. É um livro básico, meio bobinho, mas poderoso!

Kiyosaki explica a diferença entre o pensamento do Pai Rico e o pensamento do Pai Pobre da seguinte forma:

Enquanto os ricos compram ativos, ou seja, bens geradores de renda que não dependem de sua presença física no lugar, como imóveis, títulos ou entrando como sócio em empresas, os pobres compram passivos pensando que são ativos, ou seja, eles na verdade só têm despesas e dívidas, e trabalham cada vez mais para poder pagá-las em uma corrida sem fim. Suas receitas são provenientes de um único local, de maneira que caso aconteça algum imprevisto, seu desastre financeiro será uma questão de tempo.

Sair da corrida dos rato, onde você trabalha apenas para pagar as contas feitos no cartão de crédito, é um grande desafio, afinal, desde que nascemos, somos moldados pela sociedade a pensar como o Pai Pobre, ou seja, estudar em uma boa faculdade com o compromisso de tirar boas notas, para quem sabe, arrumar um bom emprego e ir lentamente galgando os degraus que a hierarquia empresarial tem a lhe oferecer, SE ela lhe oferecer.

Já pensar como o Pai Rico nos parece estranho, não fomos educados para isso, tão pouco aceitamos essa premissa naturalmente.

Um assunto que sem dúvidas vale a reflexão.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 25 de abril de 2017
É um livro introdutório sobre a educação financeira, para aqueles que já tem um bom conhecimento da área pode se tornar mais um auto ajuda.
Na verdade, não deixa de ser um livro de auto ajuda; auto-ajuda financeira. Apesar de tudo, é um livro educativo que mostra os perigos de uma falta de educação finaceira que o autor defende que fosse ensinada nas escolas. A consequência são as pessoas endividadas e sem uma saúde financeira que afeta a saúde física, diretamente.
Eu entendo o autor e concordo em muitos pontos com ele, como no caso da educação financeira ser extremamente importante, mas não posso concordar em tudo. Ele defende que muitas vezes poderíamos adiar nossos projetos para que no futuro tivessemos melhores condições, uma vez que aquele dinheiro gasto na realização do projeto poderia ser aplicado e trabalhar para que futuramente pudesse realizá-lo sem nenhum esforço adicional nosso. É realmente muito interessante fazer o dinheiro trabalhar para nós, mas esta equação não conta com um termo muito importante: a efemeridade da vida.A maioria das pessoas as vezes se preocupa apenas com o presente, pois não sabem se podem contar com amanhar, apesar de esperarem por ele.
De toda forma, é um boa introdução as opções que se oferecem a todos, e como podemos nos tornar independentes, sem precisar esperar pela previdência social, cada dia mais falida.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:


Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui