Faça download dos Aplicativos de Leitura Kindle Gratuitos e comece a ler eBooks Kindle nos mais populares smartphones, tablets e computadores pessoais. Para enviar o link de download para seu smartphone por SMS, use o formato internacional sem espaços (Código Internacional+DDD+Número. Exemplo: +551199999999)

  • Apple
  • Android
  • Windows Phone
  • Android

Para receber o link de download digite seu celular:

Preço digital sugerido: R$ 29,90
Preço Kindle: R$ 28,40

Economize
R$ 19,50 (41%)

Leia à vontade. Mais de 1 milhão de eBooks Saiba mais
Leia de graça
OU
OU

Essas promoções serão aplicadas a este item:

Algumas promoções podem ser combinadas; outras não são elegíveis. Para detalhes, por favor, acesse os Termos e Condições dessas promoções.

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Anúncio do aplicativo do Kindle

Presos que menstruam: A brutal vida das mulheres - tratadas como homens - nas prisões brasileiras eBook Kindle

4.2 de 5 estrelas 9 avaliações de clientes

Ver todos os 2 formatos e edições Ocultar outros formatos e edições
Preço
Novo a partir de Usado a partir de
eBook Kindle
"Tente novamente"
R$ 28,40

Número de páginas: 294 páginas Configuração de fonte: Habilitado Page Flip: Habilitado
Idioma: Português

Kindle Unlimited
Kindle Unlimited
Leia este e mais de 1 milhão de eBooks de graça com Kindle Unlimited. Saiba mais.

Descrições do Produto

Descrição do produto



Carandiru feminino. A brutal vida das mulheres tratadas como homens nas prisões brasileiras. Grande reportagem sobre o cotidiano das prisões femininas no Brasil, um tabu neste país, Nana Queiroz alcança o que é esperado do futuro do jornalismo: ao ouvir e dar voz às presas (e às famílias delas), desde os episódios que as levaram à cadeia até o cotidiano no cárcere, a autora costura e ilumina o mais completo e ambicioso panorama da vida de uma presidiária brasileira. Um livro obrigatório à compreensão de que não se pode falar da miséria do sistema carcerário brasileiro sem incorporar e discutir sua porção invisível. Presos que menstruam, trabalho que inaugura mais um campo de investigação não idealizado sobre a feminilidade, é reportagem que cumpre o que promete desde a pancada do título: os nós da sociedade brasileira não deixarão de existir por simples ocultação – senão apenas com enfrentamento. Palavras-chave: Prisões femininas, sistema carcerário brasileiro, jornalismo, sociedade, política e governo

Detalhes do produto

  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 1124 KB
  • Número de páginas: 215 páginas
  • Editora: Record; Edição: 1 (18 de junho de 2015)
  • Vendido por: Amazon Servicos de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português
  • ASIN: B0106KU5LC
  • Dicas de vocabulário: Não habilitado
  • Leitor de tela: Compatível
  • Configuração de fonte: Habilitado
  • Avaliação média: 4.2 de 5 estrelas 9 avaliações de clientes
  • Lista de mais vendidos da Amazon: #814 entre os mais vendidos na Loja Kindle (Conheça os 100 mais vendidos na Loja Kindle)

Quais outros itens os consumidores compraram após visualizar este item?

Avaliação de clientes

Principais avaliações de clientes

Formato: Capa comum Compra verificada
Esse livro é um soco no estômago. Com histórias lindas, envolventes, tristes, de superação, amor, preconceito, abandono e muito mais. Esse livro mostra o que a mídia não mostra. É um soco no seu estômago, te faz perceber que o sistema carcerário brasileiro esta falido. Te conta de forma envolvente como as mulheres são tratadas nas penitenciárias, com descaso, humilhações, torturas, esquecimento de todos os lados. Essa autora é brilhante, te choca e te emociona ao mesmo tempo do começo ao fim. Super recomendo esse livro. Ja li duas vezes.
2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: Capa comum Compra verificada
Um ótimo livro, escrito de forma que cada capítulo é uma história, dessa forma não é obrigatório ler de forma cronológica.
Nas histórias a autora consegue de forma chocante mostrar o mais próximo do que é ser um mulher presa no sistema carcerário brasileiro.
Já li outros livros sobre esse tema e posso afirmar que esse foi o mais sincero e realista.
3 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Por Adriana Mellado AVALIADOR TOP 500 em 22 de novembro de 2016
Formato: Capa comum
Não tem como não gostar desse livro, verdadeiro demais. O que essa jornalista conta através de suas pesquisas só reforça que nosso sistema carcerário está falido e como as pessoas realmente não se importam com as outras.
Tudo contado de forma real, forte, você até consegue sentir na pele o sofrimento, a emoção, o ódio, enfim, quando termina de ler o livro, parece que toda a energia está em você.
Parabéns pelo trabalho e pelo profissionalismo.
Adriana Mellado - blog comentalivros.com
1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Por Cliente Amazon em 9 de outubro de 2016
Formato: Capa comum Compra verificada
Ler este livro me mostra perfeitamente a sensibilidade de Nana Queiroz em primeiro lugar e em seguida como pode ser cruel a vida de seres humanos que estão as margens da sociedade. Estar preso não significa que deve deixar de ser gente e virar animal, os presídios deveriam ter estruturas que reabilitam e não que tiram a dignidade.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: eBook Kindle
A realidade das presidiárias brasileiras foi revelada de forma sensível por Nana Queiroz. O livro mostra os absurdos enfrentados diariamente pelas detentas nos presídios brasileiros, desde a falta de condições mínimas de higiene - chegando ao ponto de precisarem usar miolo de pão como absorvente - até a rotina de violências cometidas pelos carcereiros e policiais. Nem as grávidas escapam dos espancamentos e abusos. Um livro poderoso, escrito com a alma.
1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
click to open popover