R$ 62,90
Frete GRÁTIS em pedidos a partir de R$ 99 para as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e a partir de R$ 139 para Norte e Nordeste.
Em estoque.
Enviado e vendido por Amazon.com.br.
Virar para trás Virar para a frente
Ouvir Reproduzindo... Pausado   Você está ouvindo uma amostra da edição em áudio do Audible.
Saiba mais
Ver todas as 4 imagens

Why Nations Fail: The Origins of Power, Prosperity, and Poverty (Inglês) Capa Comum – 16 set 2013

4.3 de 5 estrelas 16 avaliações de clientes

Ver todos os 4 formatos e edições Ocultar outros formatos e edições
Preço
Novo a partir de Usado a partir de
eBook Kindle
"Tente novamente"
Capa Comum
"Tente novamente"
R$ 62,90
R$ 62,90
Em até 2x R$ 31,45 sem juros Calculadora de prestações
Você poderá escolher o número de parcelas na hora de fechar a compra.
Prazo Valor Mensal (R$) Total (R$)
2x sem juros R$ 31,45 R$ 62,90

Leia Enquanto Enviamos
Leia Enquanto Enviamos
Compre e comece a ler a amostra digital deste livro enquanto espera ele chegar. Saiba mais aqui.
click to open popover

Ofertas especiais e produtos em promoção

  • R$10 de desconto nos livros importados. Saiba mais aqui Insira o código IMPORT10 na hora do pagamento. Saiba mais (confira os termos e condições)

Frequentemente comprados juntos

  • Why Nations Fail: The Origins of Power, Prosperity, and Poverty
  • +
  • Thinking, Fast and Slow
  • +
  • The Power of Habit: Why We Do What We Do in Life and Business
Preço total: R$ 162,43
Compre os itens selecionados juntos

Faça download dos Aplicativos de Leitura Kindle Gratuitos e comece a ler eBooks Kindle nos mais populares smartphones, tablets e computadores pessoais. Para enviar o link de download para seu smartphone por SMS, use o formato internacional sem espaços (Código Internacional+DDD+Número. Exemplo: +551199999999)

  • Apple
  • Android
  • Windows Phone
  • Android

Para receber o link de download digite seu celular:



eBooks na Loja Kindle
eBooks em oferta na Loja Kindle
Todos os dias, novos eBooks com desconto. Vem.

Detalhes do produto


Descrições do Produto

Sobre o Autor

DARON ACEMOGLU is the Killian Professor of Economics at MIT. In 2005 he received the John Bates Clark Medal awarded to economists under forty judged to have made the most significant contribution to economic thought and knowledge.


JAMES A. ROBINSON, a political scientist and an economist, is the David Florence Professor of Government at Harvard University. A world-renowned expert on Latin America and Africa, he has worked in Botswana, Mauritius, Sierra Leone, and South Africa.

Avaliação de clientes

Principais avaliações de clientes

Formato: eBook Kindle Compra verificada
Ótimo livro que complementa Armas, Germes e Aço mostrando porque as Nações fracassam: basicamente quando uma minoria toma o poder e monta instituições exclusivas que funcionam para concentrar renda e poder na mão desta minoria.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Por jeancsp AVALIADOR TOP 500 em 9 de dezembro de 2014
Formato: eBook Kindle Compra verificada
Este livro merece as avaliações positivas recebidas. É o melhor livro que já li sobre relações de poder. Resumindo, o autor defende que a riqueza das nações depende da quantidade de pessoas que tem acesso à riqueza e, por consequência, ao poder político/econômico (entenda-se poder sobre o Estado, que nada mais é do que um instrumento para defender os interesses dessas pessoas). Muitas pessoas tendo acesso à riqueza significa muitos poderosos, que obrigam o Estado a defender seus interesses, promulgando leis que assegurem que a riqueza continue sendo dividida entre muitos. Geralmente, o regime político assegura ampla participação (democracia). Há poucos golpes de Estado porque dificilmente uma pessoa/setor consegue se fortalecer o suficiente para usurpar o poder. O sistema, então, é construído para garantir o acesso à riqueza de muitos.
Já nos países pobres, poucas pessoas têm acesso à riqueza; esses poucos têm poder político/econômico; o Estado promulga leis para garantir seu domínio, impedindo que outros entrem na disputa, à custa da miséria da maioria. Há instabilidade política porque, havendo poucos no poder, é mais fácil que outro grupo se fortaleça e derrube o governante, tomando posse do sistema de exploração representado pelo Estado. Acredito que a África represente o melhor exemplo disso, com guerras civis intermináveis, ditadoras crués, instabilidade política e muita pobreza.
Saiba mais ›
2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Por Jean em 2 de abril de 2017
Formato: eBook Kindle Compra verificada
Ver o autor elogiando o Lula no final do livro foi uma desfeita com o leitor brasileiro. O livro distingue os países pobres dos ricos pela a incorporação de instituições inclusivas econômicas e políticas, tudo o que o governo lulopetista não fez nos seus 13 anos de desgovernos. Fala que Venezuela, Cuba, China e as ditaduras da África não são desenvolvidas porque não tem instituições inclusivas, países esses que são o que o governo Lula-Dilma mais fez alianças. Final decepcionante.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: Capa comum Compra verificada
Solicito, por gentileza, atualizar a informação no site. Os livros não foram entregues porque a compra foi cancelada e estou aguardando o reembolso.
Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Por Leandro em 8 de janeiro de 2014
Formato: eBook Kindle
Why Nations Fail é excelente! Certamente, é o melhor texto que já li sobre explicações para pobreza e prosperidade de países em geral. Por quê?

O livro é resultado de quinze anos de pesquisa científica dos autores Daron Acemoglu e James Robinson. No livro, são abordadas e comparadas as trajetórias institucionais de vários países, em diversos períodos históricos. A tese principal do apresentada é a de que a países que são pobres o são devido a instituições políticas e econômicas "extrativas" - ou seja, instituições que concentram poder político nas mãos de uma pequena elite, que por sua vez o utiliza para extrair riqueza da maior parte da população e se beneficiar.

Países que prosperam, por sua vez são aqueles que implantam instituições políticas e econômicas inclusivas. Do lado político, um dos dois principais pilares é a existência de um estado centralizado, de forma que seja exercido um nível razoável de lei e ordem - de forma a evitar, por exemplo, o colapso das instituições na forma de guerra civil. O outro pilar das instituições políticas, segundo os autores, é o pluralismo - deve haver igualdade perante a lei, e o poder político deve ser distribuído de forma ampla na sociedade, de forma que diferentes grupos possam exercê-lo e evitar que aqueles que ocupam o poder se transformem em líderes absolutistas.
Saiba mais ›
12 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso
Formato: eBook Kindle Compra verificada
Esse livro me impressionou principalmente com o grau de exemplos históricos para formar sua opinião, houve um estudo minucioso por todos os continentes, em diversos tempos. Os exemplos sintetizam o pensamento resumido em dois pontos principais, centralização do poder e inclusão. A centralização é a primeira forma de organização que trouxe grande desenvolvimento ao mundo, aqueles que tiveram um estado único obteve vantagens sobre os outros. A inclusão significa o poder de decisão dos indivíduos sobre as escolhas produtivas e políticas do país, ao qual um escravo não tem chance, já em uma plutocracia é mais fácil.
A diferença atual dos países desenvolvidos e subdesenvolvidos está relacionado ao fator de inclusão, essa seria a principal diferença dos Estados Unidos e a América Latina. Também o Japão, apesar de ter começado como um governo de exploração, teve ao acaso da história, a criação de uma democracia em um tempo anterior e de forma mais forte em relação a outras colonias, tornando-se desenvolvido nos dias atuais.
O livro é sincero no ponto que diz criar uma teoria explicativa, mas não um guia para se atingir o desenvolvimento.
Só não avaliei "muito bom" por achar exagerado a reconstrução da história em apenas duas variáveis e não ser inovadora todas as teorias, muita já tinham sido feitas por outros grandes autores brasileiros.
1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Sim Não Enviando feedback...
Agradecemos pelos seus comentários.
Desculpe, o registro do seu voto falhou. Tente novamente
Informar abuso

Avaliações mais recentes de clientes