Indicações Amazon: confira nossas recomendações de Julho

Dos lançamentos aos imperdiveis, confira nossa seleção dos melhores livros de Julho.

“Uma incrível união de texto, imagem e design, e uma demonstração do completo domínio da arte sequencial por Clowes. Um título obrigatório para todas as seções de graphic novels.” - Booklist

O livro Paciência consegue juntar romance, ficção e mistério do início ao fim da leitura. Os personagens, Jack e Paciência, possuem vários segredos não percebidos inicialmente e no decorrer da história, com os desenhos psicodélicos, explosão de cores e mudança de dimensões, conhecemos a história de Jack e Paciência sem restrições. A HQ é viciante, e suas várias camadas de mistério são envolventes de forma que é difícil parar de ler o livro, que tem uma história agradavelmente imprevisível; uma indicação tanto para os que já amam o mundo dos quadrinhos, quanto àqueles que ainda não entraram no mundo dos desenhos.
Compre o livro físico
Compre o eBook

“Espetacular. Graciosamente escrito e estruturado, Dias bárbaros é uma fascinante história de aventura, uma autobiografia inteligente e uma incessante reflexão sobre amor, amizade e família.” The Washington Post

O livro vencedor do Prêmio Pulitzer de biografia em 2016 é para leitores que surfam ou não.
Para os surfistas, o livro traz um significado especial da história do esporte, passando pela evolução dos projetos de prancha e das técnicas de surf. Dias Bárbaros é uma imersão, em certo ponto da leitura você vai chegar a sentir a água salgada nos pés.
Para os que não surfam, a crítica de Olivia Laing do The Guardian, sintetiza bem o que esperar da leitura: “Não sei nada de surfe, mas fui arrebatada pela intensidade da linguagem de Finnegan”. O autor escreve um livro de memórias sobre suas jornadas e aventuras passando por questões de família, amigos e relação com a natureza.
Compre o livro físico
Compre o eBook

“Ela nunca tinha patinado no gelo, mas não teve medo. Gente que nem ela não tem medo. E gosta de botas pesadas com ferro para rasgar o chão.”

Vencedor do Prêmio Kindle de Literatura em 2016, contando também com a aprovação do público em avaliações e resenhas, Machamba recebe edição física e mostra que veio para dobrar a língua de quem disse que não se escreve mais literatura de qualidade no Brasil. O nome do livro é o mesmo que o da personagem principal, que designa plantação, o lugar e a atividade. Sugestivamente, o termo tem origem suaíli e é usado em Moçambique. Sem exageros, a personagem principal parece ter a força subjetiva das personagens de Clarice Lispector e as imagens apontam para uma retomada da mitologia de Guimarães Rosa.
Machamba tem uma linguagem que oscila entre descrições quase cinematográficas dos olhos da personagem principal e uma beleza poética inusitada, cheia de deslocamentos quase surrealistas. Estes cruzamentos temporais, geográficos, culturais e metafóricos, é claro, não vêm por acaso.
Veja o livro físico
Veja o eBook

“Como diz a música, Dave sempre será “a marca que vou levar no coração”. Com sua presença, ele me transformou profundamente. E, com sua ausência, ele me transformou na mesma medida.”

Faça acontecer, primeiro livro de Sheryl, foi um sucesso e fez com que ela se tornasse uma referência de mulher forte, que enfrenta dificuldades e preconceito e mesmo assim torna-se bem-sucedida profissionalmente.
Nesse sentido, em Plano B, ela discute e mostra exemplos de resiliência a partir das suas experiências, principalmente após a morte de seu marido, que, como sabemos de Faça acontecer, foi uma peça decisiva para que ela pudesse crescer em sua carreira.
O livro nos mostra que podemos ser mais fortes do que pensamos, justamente quando passamos por uma situação que exige muita força. Por isso, ele é indicado não só para as pessoas que precisam atravessar um período de luto, como Sheryl, mas para todos que sofreram alguma perda, ou que se viram perdidos em algum momento.
Veja o livro físico
Veja o eBook