Evergreen Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Direct Publishing Dispositivos Kindle Kindle Unlimited Cloud Drive Photos

Lançamento: Dez Dias que Abalaram o Mundo

O lançamento da Coleção Clássicos de Ouro de Setembro.

Dez dias que abalaram o mundo aborda os eventos dos primeiros dias da Revolução Russa, quando os bolcheviques tomaram o poder em Petrogrado e depois em toda a Rússia.

Não se trata de história escrita com distanciamento, mas de uma crônica que devolve ao leitor toda a atmosfera daqueles tempos de turbulências e bruscas transformações.

Veja o livro

Os Mandarins

Publicado em 1954, este livro assinala o definitivo engajamento político e literário de Simone de Beauvoir.

Romance existencialista, Os mandarins descreve a atmosfera febril da França entre 1944 e 1948, as repercussões da Segunda Guerra Mundial, a agitação intelectual, a corrupção moral, os dilemas e as dúvidas da esquerda e, sobretudo, “o chão coberto de ilusões desmoronadas”.

Simone de Beauvoir recebeu por este livro um dos mais importantes prêmios literários da França, o Goncourt.

A Conquista da Felicidade

Em A conquista da felicidade, o filósofo Bertrand Russell buscou diagnosticar as inúmeras causas da infelicidade na vida moderna, traçando um caminho para escapar do mal-estar aparentemente inevitável que predomina mesmo em sociedades prósperas.

Que o leitor não espere, como o autor adverte no prefácio, erudições profundas: o que move esta obra é a convicção de que, com um pouco de esforço bem-orientado, é possível chegar à felicidade.

Escrito originalmente em 1930, este pequeno livro permanece atual — e muito necessário.

A Guerra dos Mundos

Publicada pela primeira vez em 1898, A guerra dos mundos é considerada uma das obras fundadoras da ficção científica moderna.

O romance de H.G. Wells descreve uma invasão da Inglaterra por alienígenas de Marte e pode ser lido como uma crítica feroz ao imperialismo europeu do século XIX.

Esta edição traz ainda as famosas ilustrações de Henrique Alvim Corrêa.

Contos de Terror, de Mistério e de Morte

Com esta coletânea, o leitor entrará em contato com alguns das melhores histórias da obra de Edgar Allan Poe, considerado o criador do conto policial. Nelas, associam-se medos reais a casos extraordinários, e o resultado é espetacular e surpreendente.

Neste Contos de Terror, de Mistério e de Morte estão reunidas algumas de suas melhores narrativas e, dialogando com elas, ao final do volume, o aclamado poema “O corvo”, que se tornou emblemático da produção literária do autor norte-americano.

Como resultado temos uma coletânea em que se associam medos reais a casos extraordinários, o espetacular e o surpreendente em concentradas doses do mais puro terror.

O Eterno Marido

Esta novela de Dostoiévski narra o reencontro de um viúvo com o ex-amante de sua esposa.

O ponto fulcral da história é este encontro inusitado, contado com doses de suspense e humor.

A Riqueza das Nações

A Riqueza das Nações é considerada a obra fundadora da ciência econômica.

Escrito no século XVIII, o clássico de Adam Smith gerou uma série de mudanças nas políticas econômicas.

O livro aborda temas como o acúmulo de riqueza, divisão do trabalho, sistemas de economia, e até hoje é grande referência entre os estudiosos de todo o mundo.

A edição integral impressiona pelo conteúdo e principalmente por sua extensão.

Esta versão condensada traz uma criteriosa seleção dos cinco livros originais e mantém a essência da obra-prima de Smith.

O Fantasma de Canterville e Outros Contos

Oscar Wilde foi um dos maiores escritores de língua inglesa, e esta coletânea reúne o que há de melhor em sua literatura: a crítica social em forma de sátira, o humor sagaz e as reflexões sobre a contraditória e injusta sociedade vitoriana.

No conto que dá nome ao livro, o fantástico, o terror e a comédia se combinam numa trama genial: um fantasma que há tempos assombra uma casa no interior da Inglaterra é agora aterrorizado pelos novos moradores do lugar.

A obra ainda inclui outras famosas histórias de Wilde, como “O príncipe feliz”, que vem encantando diferentes gerações de leitores.

Física em 12 Lições

Uma introdução sem igual ao mundo da Física por um dos maiores professores de todos os tempos.

As aulas de Feynman, que revolucionaram o ensino dessa ciência pelo mundo, compõe a base desse livro.

São 12 lições transmitidas com informalidade, entusiasmo e humor.

Retrato do Artista Quando Jovem

Retrato do artista quando jovem é uma das obras literárias mais importantes do século XX.

O primeiro romance de James Joyce narra a história do jovem católico irlandês Stephen Dedalus, que rejeita a religião e os laços patrióticos para se desenvolver sem restrições como artista.

Fortemente autobiográfico, o livro foi publicado pela primeira vez em 1916 e revolucionou a literatura por seu estilo inventivo, uma das marcas da escrita de Joyce.

É considerado um dos textos fundadores do Modernismo e precursor de Ulisses, obra-prima que o autor lançaria anos depois.

O Tambor

O Tambor é considerado por muitos o melhor romance sobre o dilaceramento do mundo alemão no pós-guerra.

O livro conta a história de um anão que, ao tocar seu tambor, ressuscita suas lembranças, as de sua família e de seu país, agitando um universo grotesco e misterioso cuja lógica não é deste mundo.

Publicado originalmente em 1959, o romance de estreia de Günter Grass tornou-se um best-seller e trouxe reconhecimento internacional ao autor, que mais tarde ganharia o prêmio Nobel de Literatura.

Crepúsculo dos Ídolos

Crepúsculo dos ídolos foi um dos últimos livros escritos por Nietzsche e pode ser considerado uma síntese de sua filosofia.

A obra faz uma crítica à cultura ocidental moderna e é com aforismo, sarcasmo e trocadilho irônico que o pensador alemão se dirige a Sócrates, Platão, Kant e tantos outros.

Em contraste com todos esses supostos representantes da “decadência” cultural, Nietzsche aplaude César, Napoleão, Goethe e os sofistas como tipos mais fortes.

Esta sua obra implacável e cheia de vigor é, nas palavras do jornalista Geir Campos, “uma leitura candente, provocadora, inquietante, verdadeira série de golpes de martelo sobre ideias quentes”.

Moby Dick

Muitos livros em um, Moby Dick é considerado uma das obras mais importantes da literatura. Publicado em 1851, recebeu duras críticas da imprensa especializada, sendo “redescoberto” apenas no início do século XX, por meio das análises de escritores consagrados da época, como D. H Lawrence e W. H Auden.

O clássico de Herman Melville é narrado por Ishmael, tripulante do baleeiro comandado pelo capitão Ahab, que, em sua última viagem, deseja capturar a grande baleia branca que no passado arrancou uma de suas pernas.

A beleza e a complexidade de Moby Dick residem na forma como Melville consegue explorar com maestria os mais diversos gêneros literários, construindo ao mesmo tempo diálogos shakespearianos, descrições científicas precisas e reflexões filosóficas sobre o bem e o mal.