Aspectos Globais
dra.

Aspectos globais do envelhecimento da pele: prevenção e cuidados

Por Johnson & Johnson

Dra. Flavia Alvim Sant’anna Addor
CRM:66293
Mestre em Dermatologia e Pós graduada em Dermatocosmética-Universidade de Bruxelas
Diretora técnica - Grupo MEDCIN

Não existe uma idade definida para começar um tratamento contra os sinais do envelhecimento. Os sinais do tempo podem aparecer de acordo com uma série de fatores, como a exposição excessiva ao sol, por exemplo. Nesse sentido, a prevenção com protetores solares e hidratantes é uma eficaz forma de se cuidar.

Renovadores celulares, como os Alfa-hidroxiácidos (AHAs) e o retinol, são poderosos aliados contra o envelhecimento precoce, melhorando a textura da pele e reduzindo os sinais do envelhecimento.

Já as substâncias antioxidantes neutralizam a geração de radicais livres decorrentes da oxidação, evitando alterações dérmicas no colágeno, na hiperpigmentação e no DNA nuclear. O seu uso desacelera os clássicos sinais de envelhecimento da derme, como flacidez, rugas e manchas.

Mas, afinal, qual é a área do corpo mais afetada pelos sinais do tempo? Comprovadamente, o rosto é mais exposto. A flacidez resultante de seu envelhecimento reduz a firmeza e a elasticidade da pele e é causada pela perda de sustentação subcutânea e óssea ao longo dos anos. O pescoço também preocupa nesse sentido, pois é onde as temidas rugas aparecem graças às particularidades do local. No pescoço, a derme é mais fina e sujeita à uma maior ação da gravidade. A boa notícia é que essas rugas podem ser prevenidas e amenizadas com dermocosméticos, e até mesmo reduzidas a partir de procedimentos cirúrgicos.

As mãos são um capítulo à parte pois, além do sol, sofrem agressão química por conta das frequentes lavagens, por exemplo. Daí a importância da hidratação que, além de reparar a barreira de proteção da pele, previne ressecamento e aspereza. E já a proteção solar ajuda a evitar as manchas causadas pelo sol, conhecidas como melanoses solares, que são frequentes nas mãos.

Com relação aos olhos, é possível amenizar as rugas? Sim. A hidratação com regeneradores mais suaves, adequados à área delicada das pálpebras e antioxidantes pode ajudar. Reduzir a contração frequente e excessiva com o uso de toxina botulínica para fins profiláticos e de tratamento, também é uma forma de cuidado. Lembrando que a derme fina dessa região, associada ao movimento frequente que fazemos ao piscar, faz com que esta seja uma das primeiras partes do corpo a apresentar os sinais de envelhecimento. Para essa região, os dermocosméticos ideais devem ter texturas adaptadas que não escorram para o globo ocular, além da ausência de perfume ou que possuam fragrâncias especiais que sejam hipoalergênicas.