Avaliações dos clientes

5 de janeiro de 2019
como no outro livro de Richard, Os sete estados emocionais do cerebro, o cientista busca uma visao academica, pratica, teorica, analitica, empirica, em busca da verdade. Ou seja, um cientista nato. Curioso que mesmo sendo um cientista (por dentro), desde seu inicio como estudante nos anos 70, a meditacao o atraia. Quanto mais praticava, mais o aguçava sua curiosidade e sua resiliencia em estudar os efeitos, em querer provar ao mundo que sim, a meditacao traz beneficios. "lutou" contra a academia de ciencia, que julgava seus estudos uma perda de tempo. NA decada de 90, seus esforcos foram recompensados com o apoio do Dalai Lama. Mais recompensador ainda foi provar a "mudanca, os tracos" neurais apos sessoes de meditação, gracas ao avanco tecnologico que prporcionaram exames cerebrais mais apurados. Dr. Richard age como um cientista, mas certamente é guiado por uma força inabalável que o possibilitou chamar atencao do mundo ocidental para esta prática milenar, ou diria melhor ainda, meio de vida. Sim, pois os traços (ao menos que ele ja conseguiu provar) podem ser duradouros. Meditar é como um exercicio, como um estudo, como um aprendizado qualquer. uma vez aprendido, se replica, se aperfeicoa, se torna mestre, na mesma proporcao que o dia a dia do aluno/mestre se torna cada vez mais leve. Quem sabe um dia o ser humano passara a crer para ver, ao inves de ver para crer. Boa Leitura, principalmente para aqueles ditos, céticos. Destaco o capitulo IX, "A levaza do ser".
13 pessoas acharam isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,7 de 5 estrelas
42 classificações de cliente
R$29,90