Avaliações dos clientes

50 PRINCIPAIS AVALIADORES
12 de fevereiro de 2018
"O que a sociedade ganha trancando essas mulheres por anos consecutivos?" (pág. 209)

A pergunta que o médico-escritor Drauzio Varella faz em "Prisioneiras", último volume de sua "Trilogia do Cárcere", permeia toda a obra.

Desfecho magistral, este livro faz relato e, ao mesmo tempo, reflexão sobre o aprisionamento de mulheres no Brasil. Mais amplamente, trata-se de um quase estudo do sistema carcerário nacional, com a vantagem de ter sido realizado por alguém que foi "testemunha ocular" dos fatos, como dito pelo próprio autor.

Dos três volumes da série, este parece o mais robusto. Não apenas em número de páginas, porém principalmente pelas observações claras, fortes, objetivas e certeiras. Da leitura pode-se inferir que Dr. Drauzio conhece o tema - e a realidade das cadeias - como poucos e com mais propriedade do que nossas ditas "autoridades".

Capítulos como "Cadeias comandadas" e "Violência e confinamento" são passagens a um tempo profundas e esclarecedoras, sem academicismos. Como um "simples" médico que atende voluntariamente detentos e detentas é capaz de fazer reflexões tão acertadas e certeiras sobre um problema palpitante, mas que não encontra solução apropriada pelos donos do poder? Talvez porque conheça as pessoas e suas histórias por trás das estatísticas.

"Prisioneiras" tem escopo amplo, supera o propósito de tratar o universo dos presídios pela perspectiva feminina, jamais deixado de lado, no entanto. Em verdade, não falar das presidiárias no contexto atual da segurança pública é ignorar um problema crescente, que é o aumento avassalador do aprisionamento de mulheres, de efeito devastador na sociedade. Todavia, é parte de um contexto mais abrangente da explosão de criminalidade no país.

Pela primeira vez, salvo engano, o autor aborda com mais contundência o PCC, organização criminosa que até então vinha chamando, nos outros dois livros, somente de "facção" e "Comando". Há capítulos inteiros dedicados ao funcionamento do grupo, a exemplo de "As Ideia, a Torre e o Supremo Tribunal".

Enfim, por tudo isso Dr. Drauzio Varella fez um trabalho que não poderia ser classificado senão como de utilidade pública. Excepcional!
10 pessoas acharam isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,8 de 5 estrelas
104
R$34,32Frete GRÁTIS com o Amazon Prime