Avaliações dos clientes

500 PRINCIPAIS AVALIADORES
9 de dezembro de 2019
"A Arte de Charlie Chan Hock Chye" é uma obra supreendente. É impressionante como Sonny Liew consegue descrever de maneira clara e objetiva a formação da Malásia como um país independente utilizando a linguagem dos quadrinhos. Valendo-se de trechos de hqs, Liew narra os principais eventos da formação de seu país, passando pela revolução estudantil e até mesmo a prisão de líderes políticos. Liew por meio de metáforas visuais representa o olhar opressivo dos colonizadores sobre a Malásia, assim como a perspectivia dos colonizados que aparecem também como personagens em situações dramáticas ou irônicas. Neste aspecto, "A arte..." é uma verdadeira aula de História.
Também vale destacar que Liew emula diversos estilos, de modo a prestar um tributo ao universo das hqs e, assim revela suas principais fontes de inspiração para "A arte...". de modo a fazer dessa hq um sofisticado e inteligente exercício de metalinguagem.
Dessa forma algumas das hqs criadas por Charlie Chan - uma criação ficcional de Liew - têm desenhos que remetem a trabalhos de artistas gráficos reconhecidos no meio quadrinístico, tais como Ozamu Tezuka e Frank Miller. É muito interessante como Liew consegue traçar um painel amplo sobre a evolução dos quadrinhos no Oriente ao longo de vários anos, enfatizando sempre nas obras ficcionais de Chan o elemento metafórico de modo a representar alegoricamente a desigualdade social, a instabilidade política do país e, principalmente a busca de uma identidade cultural dos malaios, que á época consistia em sua maior dificuldade.
O resultado é uma hq, na qual Liew demonstra seu talento como roterista e ilustrador, por meio de seu traço peculiar, cartunesco e com estilo próprio. Não é a toa que essa obra recebeu vários prêmios importantes e muito merecidos na indústria dos quadrinhos. Para mim é um dos melhores quadrinhos da editora Pipoca e Nanquim. Uma verdadeira obra-prima da nova arte.
Sobre a edição: comentar sobre ela é "chover no molhado". Sendo uma nova tiragem, essa não tem sobrecapa, mas capa dura o que não a diminui em nada - eu achei até mais bonita que a anterior. O papel é off set de alta gramatura e no final temos um glossário explicando melhor alguns eventos históricos narrados.
"A arte de Charlie Chan Hock Chye consegue ao mesmo tempo ser uma divertida aula de História sobre a formação da Malásia - eu aprendi muito sobre o país- e também uma homenagem ás vezes comovente da difícil tarefa de criação das hqs. É uma obra que seja pela arte ou pela importância histórica/cultural vale a pena ser adquirida.
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,7 de 5 estrelas
240 classificações de cliente
R$48,90Frete GRÁTIS com o Amazon Prime