Avaliações dos clientes

Avaliado no Brasil em 13 de agosto de 2017
Com um enredo muito semelhante a Crepúsculo/Cinquenta Tons, com o macho alfa malvado e, ao mesmo tempo, bonzinho, gostoso, e claro, muito rico, essa história, pelo menos, consegue ter um protagonista interessante, o que me cativou logo de cara. Ao contrário de outros da fórmula, aqui o rapaz entrou na situação de escravo sexual por um motivo plausível, e apesar de ter se apaixonado pelo proprietário em tempo recorde, ele conseguiu ser racional em alguns momentos, o que eu gostei bastante. Sobre o mundo novo criado pelo autor para ambientar a trama, no começo me pareceu mais uma tentativa de explicar os acontecimentos com o mínimo de criatividade, ficou devendo mais descrições, explicações. Ao final eu tive a impressão de que a intenção do autor era fazer uma sátira, ou uma previsão do nosso futuro, se foi isso, ficou até legal. Outros pontos que podiam ser mais bem trabalhados: o chip em Ianto não deixou nenhuma marca quando foi implantado (ele procurou), mas o garoto conseguiu localizar o lugar certinho na hora de tirar, isso me soou um pouco inverossímil. Outra coisa, há inúmeros equívocos quanto ao uso da vírgula, principalmente na segunda metade do livro, e o uso do verbo Haver onde deveria estar “a ver”. Fora isso, o livro foi bem interessante e eu o devorei num único dia, me deixando com curiosidade de ler outros do autor.
2 pessoas acharam isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,5 de 5 estrelas
4,5 de 5
77 classificações globais