Avaliações dos clientes

Avaliado no Brasil em 5 de junho de 2020
"It's alive, It's alive!!!"

Depois de algum momento no século passado, por meio de filmes e cultura pop, "Frankenstein" passou a ser conhecido como o monstro da pilha funerária ambulante. Curiosamente na história original, este nome trata-se do criador, mestre das artes profanas: Victor Frankenstein. Eu achei muito diferente pela imagem de tantos anos que temos dessa história, naturalmente pensamos que é um conto de horror (e muito embora, pode acabar sendo), mas, sobretudo, é uma tragédia (e das grandes!)
"Frankenstein ou o Prometeu moderno" escrito por Mary Shelley há mais de 200 anos, reflete seus profundos sentimentos em relação a sua existência (19 anos em vida): seu amor por Percy B. Shelley, aos filhos que morreram prematuros... tudo isso e mais um pouco, misturados em uma história muito gótica e principalmente, muito triste (Em minha opinião).

É a primeira vez que compro uma edição da Penguin, e guardarei com carinho. Adorei o prefácio de Ruy Castro, sensacional!! E as apêndices são interessantíssimas. Vou procurar por mais, sem dúvidas :)
P.S: Vi em um comentário que o coração representado na capa seria uma referencia ao coração de Percy Shelley, que depois de sua morte, foi dado à Mary e a mesma guardava-o em seu escritório. Macabro!
1 pessoa achou isso útil
Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,8 de 5 estrelas
4,8 de 5
410 classificações globais