Avaliações dos clientes

500 PRINCIPAIS AVALIADORES
28 de maio de 2019
A estória de "Nunca houve um castelo" começa no começo do século XX quando os Jansson, um casal de suecos, se muda para o Brasil.
Na época , Ipanema, no Rio de Janeiro, é ainda uma praia deserta, e é lá que eles constroem um castelo para morar.
O livro mistura ficção e realidade, personagens reais e imaginários para contar a estória de três gerações da família que se entrelaça com a história de Ipanema.
A ideia é boa, mas poderia ser melhor aproveitada. A primeira parte, a do casal de suecos, apela para o realismo fantástico e fica cafona.
O resto do livro, que conta a estória dos descendentes brasileiros, é clichê demais: em Ipanema todo mundo vive na praia e no bar; a empregada doméstica tem nome cafona e só pensa em escola de samba; pobres, ou vivem tomando cachaça ou são evangélicos; a classe média só sonha em trabalhar no Banco do Brasil e, claro, não podiam faltar os jovens torturados pela ditadura militar.
Não chega a ser ruim, mas não acrescenta muito, infelizmente...
2 pessoas acharam isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,5 de 5 estrelas
20 classificações de cliente
R$29,90