Avaliações dos clientes

10 PRINCIPAIS AVALIADORES
29 de julho de 2015
É uma tarefa árdua criticar negativamente uma obra aclamada não apenas pelos especialistas, mas pelo melhor crítico literário: O tempo. Mas "Os Maias", apesar de ser considerada uma das maiores obras da literatura portuguesa, e embora eu seja entusiasta de literatura em língua portuguesa (tanto brasileira quanto portuguesa), me pareceu um ou dois degraus abaixo do nível das grandes obras escritas no vernáculo.
Fora o título, que achei algo enganoso. Não trata da saga de toda uma família, mas há claramente apenas um personagem principal, central. Sim, é um Maia. Carlos. Mas os demais "Maias" mal aparecem na história. O que mais aparece é seu avô, como personagem secundário.
A história também é bem novelesca, como novela mexicana, com revelações e surpresas chocantes, mas nem tanto. Ao meio da trama, já fica bem claro no que vai dar.
O que salva a obra é a qualidade da escrita, a deliciosa forma de escrever.
Mas, perto de "O crime do Padre Amaro", este livro fica devendo. E muito.
Por fim, até a metade do livro, a leitura se arrasta, caminha para outro lado. Há muito papel gasto para fatos que não agregam em nada na trama. Aparentemente, o livro começou a ser escrito com um propósito, que foi depois perdido.
Vale a leitura? Se já tiver lido a maioria dos grandes clássicos em língua portuguesa, leia. Caso contrário, deixe para depois.
3 pessoas acharam isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,2 de 5 estrelas
22 classificações de cliente
R$1,99