amazon-prime-video Baby Beauty Books Novo Kindle Paperwhite eBooks Kindle Cloud Drive Photos Electronics fashion Fire TV Stick home_clean home_improvement home_kitchen Office PC sports videogames wireless

Avaliações dos clientes

50 PRINCIPAIS AVALIADORES
18 de novembro de 2018
Apesar de se tratar de um clássico do terror, uma obra que inspirou filmes e peças de sucesso, que colocou as histórias de vampiro em evidência, essa não foi uma leitura da qual gostei. Primeiro posso dizer que a história é muito longa por conta de detalhes desnecessários, diálogos e descrições que não contribuem para o desenvolvimento da trama, um problema que só deixa a leitura arrastada e menos interessante. Bram Stoker parece que não revisou bem sua obra finalizada e deixou pontas soltas, além de algumas inconstâncias. E o modo em que a história é contada também não é do meu agrado: trata-se de diários, cartas e notas escritos pelas personagens, não há um narrador principal, mas sim cada personagem narra a história à sua maneira, em seus próprios registros. Esse tipo de escolha não me agrada, ainda mais com o tom exagerado e meloso utilizado nos diálogos e expressões, algo digno das narrativas românticas mais “água com açúcar”.

Drácula, o grande vilão, é mal aproveitado, aparecendo pouco em “pessoa” (ele é sempre mencionado, mas aparece em cena poucas vezes, mais no começo e no final). O vampiro, que vive na Transilvânia, decide ir à Inglaterra, espalhar o mal e contaminar a população da terra da Rainha Vitória. Entretanto, o autor não dá um bom motivo para esse vilão, que simplesmente decide se mudar, sem uma causa justificável, afinal, ele poderia ficar na Romênia e se alimentar do sangue das pessoas de lá, trata-se apenas de um ego muito inflado. E, tirando a primeira parte, o terror é bem escasso e fraquinho. Os heróis da trama possuem motivações e até que são interessantes, mas nenhum chega a ser magnifico ou memorável (talvez apenas Van Helsing se salva). E o ato final é bem fraco, aliás.

Um clássico muito importante, porém, bem chato. Uma leitura nada empolgante, com um clima bem lento e morno.

Bela edição da DarkSide. Capa dura, miolo em papel off-white, pintura trilateral, belo projeto gráfico e uma diagramação agradável. A capa não é em alto-relevo, é apenas uma imagem que passa a impressão de relevo (é lisa). A edição contém alguns extras, como uma apresentação escrita por Dacre Stoker, ilustrações (que poderiam ser mais interessantes), um texto que aborda ‘Drácula’ no cinema e algumas imagens de filmes clássicos, alguns manuscritos e notas originais de Bram Stoker e, também, o conto ‘O hóspede de Drácula’ — muitos extras bacanas.

Tradução de Marcia Heloísa, doutora em Letras, que tem como objeto de pesquisa a literatura de terror. Tradução muito boa, executada por alguém que é fã da obra e de seu autor; quanto a isso, podem ficar tranquilos. Ela também escreveu um prefácio e um posfácio, onde comenta sobre a obra, sua importância e temas abordados. O ponto negativo, como em boa parte dos livros da DarkSide, é a revisão, que deixou (mais uma vez) erros passarem — e olha que essa edição contou com o trabalho de uns quatro revisores!
Indicaria essa edição, que é a mais completa e bonita disponível no mercado brasileiro, caso você tenha interesse em conhecer a obra.

Alan Martins, Blog Anatomia da Palavra
review imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview imagereview image
79 pessoas acharam isso útil
44 comentários Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,6 de 5 estrelas
119
R$46,70+ Frete GRÁTIS em pedidos enviados pela Amazon acima de R$ 99 em livros e games ou de R$ 149 em outros produtos.