amazon-prime-video Baby Beauty Books eBooks Kindle eBooks Kindle Cloud Drive Photos Electronics fashion Fire TV Stick home_clean home_improvement home_kitchen Office Computers sports VideoGames wireless

Avaliações dos clientes

18 de março de 2017
Conheci "A Máquina do Tempo" na ordem contrária: tive meu primeiro contato com o filme de 2002 (que é um remake), e me pareceu um ótimo filme. Depois fui atrás do filme original, de 1960, e me impressionei. Apesar de antigo, o filme original é bem mais interessante que o seu remake, e pelo que tinha lido, mais fiel ao livro. Passou um bom tempo e finalmente li o livro (escrito em 1895).

O que eu posso dizer é que o livro é melhor que os dois filmes (o que não é nenhuma novidade se tratando em adaptações), mas o filme de 1960, além de ser mais fiel ao livro, é melhor que seu remake. Seus adendos são melhores e mais explorados. Dois créditos ficam com o remake: a animação da viagem do tempo, por motivos óbvios (a tecnologia de 2002 já era suficiente para criar os efeitos incríveis da viagem detalhado no livro, e certas cenas foram reproduzidas com precisão, como a velocidade da passagem entre o dia e a noite aumentar a um ponto onde o sol se torna apenas um arco luminante cruzando o céu); e o viajante ir além do ano 802.701 - que não foi mostrado no filme de 1960 - mas nem isso salva muito o remake: o que é mostrado no futuro distante é muito rápido, inexplorado e completamente diferente do livro.

De qualquer modo, recomendo a leitura, e o filme de 1960. O remake de 2002, apesar de ter sido dirigido pelo bisneto do autor do livro, peca bastante em sua fidelidade. Depois que você conhece a obra, o remake se torna meio frustrante, mas ainda é um bom filme, e só. Salva-se pelos efeitos especiais.
2 pessoas acharam isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,5 de 5 estrelas
50
R$5,31