Avaliações dos clientes

28 de dezembro de 2019
Olá meus amores, hoje venho trazer a resenha de um livro incrível, que envolve e sufoca ao mesmo tempo, mas que te segura a cada página lida.

Indomável é o primeiro livro da Série Dark Hand, da autora incrível ZoeX...
Romance Dark não é romântico. Talvez não tenha final feliz e seja pesado demais para alguns leitores. Indomável foi o primeiro livro do gênero romance dark que li há anos atrás pelo wattpad e, agora, pela Amazon, posso dizer que a admiração e a vontade de continuar a ler a série aumentou ainda mais.

Em uma escrita incrível, Zoe nos traz a relação entre Elizabeth Fabbri e Don Louis Lupollo. Universos distintos e de uma atração totalmente desconhecida por ambos.
Elizabeth é uma jovem de 23 anos, batalhadora, apesar das tantas contas pra pagar, a falta de um emprego e seu pai doente. Estava numa balada com uma amiga e, acabou dando de cara com um Don da máfia americana, Louis Lupollo. Este ao por os olhos em Lizzie, determinou que ela seria dele naquela noite. Louis só não contava com a boca de caminhoneiro e perseverança, além de orgulho próprio de Elizabeth quando lhe negou a proposta. Nunca Louis havia recebido um "não". E aí começa as estratégias sujas de Louis para enfim ter o que deseja.

Em meio ao desespero, Elizabeth aceita sua nova proposta e ambos acabam se aproximando e desvendando mistérios e traumas do passado que ainda resistem ao tempo.

Sabe, enquanto a história está sendo contada por Lizzie, até arriscaria dizer que Louis tem coração e que este está totalmente enredado pela garota bocuda que não se deixa dominar pelo Don. Acho até que ele não está nos padrões de violência da máfia, até ler os capítulos bônus que a autora nos presenteia com a visão dele desde o encontro até o resgate de Lizzie em um galpão abandonado. Aí vejo o quanto ele é o diabo que tanto se fala da pessoa dele.

A história também traz vários personagens que nos desperta a curiosidade como a Natasha, noiva russa do Don, tida como um negócio vantajoso entre as máfias americana e russa; seu consigliere, Felippo, que está na lista de possíveis traidores da 'Famiglia"; e, o loiro encantador e divertido, Zola, um de seus soldados de confiança, que acabou criando uma boa amizade por Lizzie.

A história é incrível mesmo. Adorei a Lizzie com todas as minhas forças. E principalmente quando ela se prometeu fazer o Don saber o que é sentimentos.

" Eu me senti na obrigação de fazer aquele homem sentir alguma coisa, fosse remorso pelas atrocidades cometidas, fosse um coração quebrado. Aquele homem ia aprender a sentir."

Mas Lizzie, apesar da sua força, saiu machucada dessa relação. Nunca iria afirmar seus sentimentos por Louis. Seu segredo fora reavivado graças aos negócios ilícitos do Don... Será que ela iria se recuperar? Será que ela ainda iria querer estar cara a cara com o diabo?

Quotes

" Mesmo não querendo admitir, ter Louis segurando minha mão e beijando meus dedos fazia meu coração bater taí forte contra o peito, que se não fosse pela música alta, tinha certeza que ele poderia ouvir."

"Meu coração estava com marcas feitas pela boca do diabo, e eu arriscava dizer que meu coração guardava um espaço pequeno e escuro que aceitava e adorava aquilo que ele oferecia."

"Cada vez que um homem dele apertava o gatilho, era ele quem estava por trás. Como eu podia arriscar o pensamento sobre futuro com alguém assim?"

" -- Eu não estou brincando -- Louis se levantou e caminhou até min, debaixo da chuva. -- Nunca falei tão sério em toda minha vida. Estou apaixonado por você -- Louis colocou as mãos sujas de terra no meu rosto. -- Eu estou totalmente entregue a você -- e então ele me beijou."

"Será que as coisas sempre seriam intensas assim entre nós? Eu estava em frangalhos, mas ainda assim, queria aquele homem do mesmo jeito ou até mais intensamente do que ele pensava que me queria."

"Como ele podia ser tão escuro, e ainda assim fazer eu me sentir confortável no meio daquele breu?"

"-- Estava pensando... precisei cruzar a América toda para encontrar você -- ele sussurrou como se me contasse um segredo."

"-- Eu não quero precisar sentir sua falta. Continue comigo -- o tom era inquisitivo."

"Eu queria gritar que o queria, mas não naqueles termos, não sendo uma propriedade. Essa não era eu, nunca seria. Se um dia Louis me amasse, talvez ele pudesse entender."

"Pela primeira vez, eu não queria ser temido, e era uma merda ter tantas primeiras vezes com aquela bambina."

"Tudo havia começado por apenas interesse em seu corpo, então em sua língua afiada e de repente eu queria a garota comigo a cada passo que eu dava."

"Q única coisa na qual eu conseguia pensar era em Elizabeth, seus olhos verdes cheios d'água por se importar com o maldito que eu era."
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,8 de 5 estrelas
269 classificações de cliente
R$5,99