Avaliações dos clientes

22 de novembro de 2016
Vamos lá. Na minha opinião, uma obra-prima. Um dos melhores livros que já li. Leia, leia logo, é bom demais.

Há vários aspectos que gostaria de destacar. Primeiro, o título em português é um dos piores títulos que já inventaram de inventar, O Sol É para Todos. Isso não tem nada a ver com o livro, pelamordedeus. Dois, a tradução da palavra mockingbird, o nome de um pássaro, parece ser complicada. Na tradução, usaram cotovia em Portugal. No Brasil, usaram rouxinol. Alguns traduzem como tordo ou sabiá, outros dizem que mockingbird é um pássaro que não existe no Brasil e que a melhor tradução seria literal, pássaro imitador. De todo modo, a frase ‘to kill a mockingbird’, matar um pássaro imitador, é usada duas ou três vezes no livro. Inicialmente, de forma literal, quando Atticus recomenda aos filhos que não matem esse tipo de pássaro, pois ele não faz mal a ninguém e diverte a todos com seus cantos. Posteriormente, a frase tem significado metafórico relacionado a personagens do livro. Terceiro aspecto, o livro foi o único de Harper Lee. Como isso é possível? A moça escreve um livro excelente que se torna, quase de imediato, um clássico da literatura, e nunca mais escreve nada. Por quê e como? Não sei.

A história é simples e marcante. Na pequena Maycomb, no Alabama, uma menina descreve a vida na cidadezinha durante dois ou três anos. Scout, a menina, e Jem, seu irmão mais velho, passam o tempo entre brincadeiras e a escola. São filhos de Atticus Finch, um advogado viúvo. Além da crise econômica provocada pela Grande Depressão, a cidade vive a tensão de um julgamento. Atticus é o advogado de defesa de um negro que foi acusado de estuprar uma moça branca. Tudo isso é visto por meio dos olhos de Scout. Ela e Jem procuram acompanhar o desenrolar dos acontecimentos, às vezes com a participação de Dill, um menino que passa férias de verão na casa vizinha. Dill é sonhador, inventa histórias, fantasias e brincadeiras.

Cabe lembrar que a história é parcialmente fundada na infância de Harper Lee. Ela era vizinha de Truman Capote na cidadezinha de Monroeville e diz-se que o personagem Dill é baseado em Capote. É curioso observar que o nome da cidade imaginária, Maycomb, assemelha-se a Holcomb, o nome da cidade real na qual Capote e Lee passaram muito a tempo a pesquisar o crime que deu origem ao livro A Sangue Frio, de Capote. O fato de To Kill a Mockingbird ter feito grande e imediato sucesso parece ter abalado a amizade dos dois. Além disso, Capote não deu o crédito devido à Lee na pesquisa que resultou em A Sangue Frio.

Vale muito a pena ler o livro de Harper Lee.
26 pessoas acharam isso útil
33 comentários Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

340 classificações de cliente318 avaliações de clientes
4,8 de 5 estrelas
R$31,26