Avaliações dos clientes

10 PRINCIPAIS AVALIADORES
2 de junho de 2015
Embora o tema principal em "Persuasão" seja persuadir, não surpreende que os exemplos que o romance oferece ocorram em pequena escala. Um indivíduo pode persuadir outros indivíduos a fazer ou não coisas que podem afetar dezenas de outras pessoas. Hoje, persuasão é um grande negócio. Na publicidade e nos meios de comunicação, é praticamente impossível conseguir passar o dia sem que alguém tente nos convencer a comprar algo ou acreditar em algo. Vozes persuasivas falam em todas as redes de TV, na tela de computador, quadro de avisos, nos transportes de massas, dizendo-nos que para ser sexy precisamos comprar determinado produto, ou que o candidato X disse que o céu não é sempre azul e você não acha isso ultrajante? Persuasão já não se limita aos nossos amigos e relações - está em todo lugar que olhamos. Então, o que o romance pode nos dizer sobre como lidar com a persuasão nos dias de hoje? Será que a narrativa sugere que é algo que se deve ouvir ou tentar ignorar? O romance de Austen retrata a persuasão como uma ferramenta poderosa, mas não revela se é certa ou errada – vai depender de quem a faz uso e para que fins. Às vezes persuasão pode atuar como conselho útil; outras, pode empurrar uma pessoa em direção a uma má decisão ou à falsa crença. A questão é como podemos saber a diferença? O que podemos fazer para encontrar um meio termo entre os extremos de acreditar em tudo que ouvimos? E como lidamos com nossas mentes quando diferentes fontes tentam nos convencer a fazer ou pensar coisas diferentes? "Persuasão" não necessariamente dá respostas a estas perguntas, mas nos lembra que precisamos sempre manter esses questionamentos. Em suma, de todos os romances de Jane Austen, este é o meu favorito.
8 pessoas acharam isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,9 de 5 estrelas
11 classificações de cliente
5 estrelas
85%
4 estrelas
15%
3 estrelas 0% (0%) 0%
2 estrelas 0% (0%) 0%
1 estrela 0% (0%) 0%
R$39,90