Avaliações dos clientes

12 de maio de 2013
John Boyne, reconhecido escritor irlandês, escreveu seu livro mais famoso, "The Boy In The Stripped Pyjamas" em tempo recorde: dois dias e meio. No mesmo pique, li em poucas horas, a medida que sua história envolvente faz com que a leitura capture o interesse até o final..

Dolorida, bela e sem jamais soar piegas, seu cenário tem como pano de fundo a Segunda Guerra, apresentando uma cosmopolita Berlim e um campo de concentração distante onde Bruno com sua família vão morar, pois seu pai, um importante oficial nazista, foi nomeado para dirigir o lugar. Separado por uma cerca que se perde no horizonte, dividindo dois mundos e dois povos, o menino conhece Schmuel, um judeu de sua idade com quem trava uma amizade secreta que vai levá-los ao encontro de uma dura realidade.

"The Boy In The Stripped Pyjamas" (o pijama é o uniforme dos prisioneiros no campo de concentração) é um libelo a favor da paz e contra qualquer tipo de discriminação, tendo como ponto nevrálgico a chaga do antissemitismo. Nada mais nada menos do que um pungente manifesto em prol da igualdade e do entendimento entre os homens onde a infância com toda sua inocência serve de instrumento para expor a barbárie do Holocausto.

Há um filme homônimo, porém, não está à altura do livro. Finalizando, faço minhas, as palavras do autor: "essa história aconteceu há muito tempo e nada parecido poderia acontecer de novo. Não na nossa época." Será?...
3 pessoas acharam isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,7 de 5 estrelas
84 classificações de cliente
R$35,89Frete GRÁTIS com o Amazon Prime