Avaliações dos clientes

5 de abril de 2015
Não sei o por quê, mas nunca me interessei em ler a saga Divergente. Da mesma forma que não me interessei em ler a saga Jogos Vorazes. Mas, depois de ver Divergente e Insurgente nos cinemas, resolvi ler o terceiro e último livro da trilogia: Convergente. Como apenas apenas acompanhei a história pelos filmes, fiquei perdido em algumas citações ou referências a acontecimentos do passado que foram cortados dos filmes ou eram totalmente contrários ao que foi mostrado. A narrativa do livro é dividida entre o ponto de vista de Tris e do Tobias, o que não acrescenta nada ao livro, pois os dois não tem visões tão diferentes que justifique essa opção pela autora. Pelo contrário, a narrativa é tão semelhante que as vezes temos que voltar pra lembrar de quem é a narrativa. A primeira metade do livro é um pouco monótona. Não acontece muita coisa importante, mas a ação ganha força mais para o final do livro. Falando em final, muita gente pode ficar chateado com o final (eu fiquei), mas é um final condizente com a história de Tris e Quatro. Não é excelente, mas prende o leitor e vale a leitura.
6 pessoas acharam isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

3,8 de 5 estrelas
85 classificações de cliente