amazon-prime-video Baby Beauty Books Novo Kindle Paperwhite eBooks Kindle Cloud Drive Photos Electronics fashion Fire TV Stick home_clean home_improvement home_kitchen Office Computers sports videogames wireless

Avaliações dos clientes

500 PRINCIPAIS AVALIADORES
14 de dezembro de 2018
"O Anel do Nibelungo" é uma famosa ópera de Richard Wagner dividida em quatro partes e considerada sua obra-prima. Esse drama musical inserido no imaginário coletivo inspirou outras manifestações artísticas na pintura, no cinema, assim como outras obras inseridas na alta fantasia destacando-se "O Senhor dos Anéis" de J. R.R. Tolkien.
Por isso, adaptar uma obra de tanta relevância no cenário cultural para a linguagem dos quadrinhos consistia em grande desafio. Transformar sons em imagens requer técnica e muita criatividade. Essa empreitada foi realizada com sucesso por P. Craig Russel conhecido por outras adaptações de óperas, textos clássicos e, principalmente contos de Neil Gaiman o criador da série "Sandman".
Russel é muito bom no que faz- tanto é que seu talento foi reconhecido e por essa hq, uma obra-prima dos quadrinhos feita a partir de outra obra-prima da música- ele ganhou o Eisner, o mais importante prêmio dos quadrinhos, na categoria de artista gráfico. Em "O Anel do Nibelungo" seu traço está menos estilizado e mais realista, de modo a expressar muito bem as intensas emoções dos protagonistas.
"O Anel do Nibelungo" é uma obra de alta fantasia. Aqui temos a criação de um mundo imaginário habitado por deuses, heróis e outros seres fantásticos. A trama gira em torno de um objeto mágico - neste aspecto há alguns pontos de aproximação com "O Senhor dos Aneís- que carrega uma maldição que afeta profundamente a vida de todos os personagens. Dentre eles, destaca-se Brumildé, a valquíria que vai desencadear uma situação trágica que terá um desfecho surpreendente.
"O Anel do Nibelungo" não como qualquer outra hq, que você lê somente como entrenimento rápido. É uma obra complexa, para ser lida aos poucos. Assim, é possível apreciar melhor as belas ilustrações de Russel cheias simbolismos e as metáforas visuais.
Também nessa obra temos elementos fantásticos, a exemplo de uma espada mágica que, posteriormente, serão retomados e revistos em outras obras de fantasia.
Em "O anel do Nibelungo" nota-se as características do romantismo alemão, na exploração de temas tais como as relações amorosas conflituosas associadas ao tema do duplo, a traição e a disputa de poder que resulta em trágicas consequências. Há uma alta carga de dramaticidade na hq de Russel, que também está muito presente na ópera de Wagner.
Como sempre a edição da PN é caprichada. Tem capa dura, folhas de papel cuchê e um extra interessante descrevendo o processo de transposição da obra original de Wagner para a linguagem dos quadrinhos. Também tem as capas das edições americanas da editora Dark Horse.
"O Anel do Nibelungo" foi uma das melhores leituras do ano. É também um dos melhores lançados da PN, que tem investido em excelentes obras. Vale a aquisição para quem gosta de quadrinhos mais artísticos e livros de fantasia, na linha de "O Senhor dos Anéis".
1 pessoa achou isso útil
0Comentar Informar abuso Link permanente

Detalhes do produto

4,9 de 5 estrelas
117