Amazon Prime Video Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Direct Publishing Kindle Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick HI Kitchen Computers VideoGames Wireless

Avaliação de clientes

4,6 de 5 estrelas
11
Frankenstein
Formato: Capa dura|Alterar
Preço:R$47,92+ Frete GRÁTIS em pedidos a partir de R$ 99


em 8 de novembro de 2017
Claro que várias edições anotadas e ilustradas de Frankenstein serão de grande ajuda aos leitores. Contudo, THE NEW ANNOTETED FRANKENSTEIN, de Leslie S. Klinger, oferece, num só volume, muito mais do que é necessário para a compreensão do enredo, da perspectiva histórica e da visão panorâmica dessa obra. Além de ser, é sempre bom reiterar a frase-feita: “um primor de artes gráficas”, em todos os sentidos.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 27 de setembro de 2017
Ebook muito bem organizado. Claramente o tipo de livro que faz você querer degustar cada frase que ele contêm. Recomendo muito!
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 6 de setembro de 2015
Um classico literario, nos leva a refletir sobre as experiencias científicas na atual sociedade.Qual o limite da ciencia em prol da sociedade
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
AVALIADOR Nº 1em 30 de janeiro de 2016
Quem É O Mostro?

"Frankenstein" é o resultado de uma aposta entre uma inglesinha de 19 anos e Lord Byron. Ambos foram desafiados a inventar uma história de terror e Mary Shelley criou um clássico do gênero gótico, enquanto que o manuscrito do afamado poeta ficou relegado ao esquecimento.

Na verdade, o livro é uma tocante narrativa sobre o preconceito e a solidão, cabendo ao leitor refletir sobre quem é realmente o monstro nessa história. Escrito entre 1816 e 1817, foi publicado no ano seguinte e revisado pela autora na terceira edição, considerada a definitiva e usada como base para traduções.

Pouca gente sabe que seu título original é "Frankenstein ou o Moderno Prometeu", pois assim como esse titã foi punido por Zeus, quando revelou o segredo do fogo à humanidade, seu protagonista, o jovem cientista Viktor Frankenstein, também recebeu seu castigo ao descobrir o mistério da criação da vida que é de natureza divina. Aliás, o conflito entre o avanço da ciência e religião é um dos enfoques narrativos.

Uma confusão frequente é adotar Frankenstein, o sobrenome do criador, como o nome da criatura que sequer é mencionado. Também não há qualquer referência que ela seja produto da mutilação de cadáveres ou mesmo que veio à vida através de um raio.

Tais controvérsias foram introduzidas através das inúmeras adaptações sofridas pela obra nem sempre fidedignas. A própria aparência do monstro descrita no livro é singularmente diferente da imagem atual: sua pele é amarela ao invés de esverdeada e seus cabelos curtos com aquela "cômica" franjinha, na verdade, são lisos e compridos.

Finalmente, em 1994, foi lançada um filme homônimo, dirigido por Kenneth Branagh com ele no papel do cientista e Robert De Niro como a criatura. É a adaptação muito próxima do original e, sem duvida, merece atenção.
0Comentar| 4 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
AVALIADOR Nº 1em 28 de março de 2016
"Frankenstein" é o resultado de uma aposta entre uma inglesinha de 19 anos e Lord Byron. Ambos foram desafiados a inventar uma história de terror e Mary Shelley, a autora, criou um clássico do gênero gótico, enquanto que o manuscrito do afamado poeta ficou relegado ao esquecimento....

Na verdade, o livro é uma tocante narrativa sobre o preconceito e a solidão. Escrito entre 1816 e 1817, foi publicado no ano seguinte e revisado pela autora na terceira edição, considerada a definitiva e usada como base para traduções.

Pouca gente sabe que seu título original é "Frankenstein ou o Moderno Prometeu", pois assim como esse titã foi punido por Zeus, quando revelou o segredo do fogo à humanidade; seu protagonista, o jovem cientista Viktor Frankenstein, também recebeu seu castigo ao descobrir o mistério da criação da vida que é considerada de natureza divina. Aliás, o conflito entre o avanço da ciência e a religião também é um dos enfoques narrativos.

Uma confusão frequente é adotar Frankenstein, o sobrenome do criador, como o nome da criatura que sequer é mencionado. Também não há qualquer referência que ela seja produto da mutilação de cadáveres ou mesmo que veio à vida através de um raio.

Tais controvérsias foram introduzidas através das inúmeras adaptações sofridas pela obra nem sempre fidedignas. A própria aparência do monstro descrita no livro é singularmente diferente da imagem atual: sua pele é amarela ao invés de esverdeada e seus cabelos curtos com aquela "cômica" franjinha, na verdade, são lisos e compridos.

Finalmente, em 1994, foi lançada um filme homônimo, dirigido por Kenneth Branagh com ele mesmo no papel do cientista e Robert De Niro como a criatura. É a adaptação muito próxima do original e, sem duvida, merece atenção.

Nota: Conheci os livros da Wisehouse Classics durante minha última viagem aos Estados Unidos e fiquei encantada com a qualidade, o bom preço e a variedade de títulos disponíveis ao leitor. A custo zero, também recomendo os eBooks, uma excelente opção para quem possui o Kindle e tem bom domínio do inglês.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
AVALIADOR Nº 1em 28 de março de 2016
"Frankenstein" é o resultado de uma aposta entre uma inglesinha de 19 anos e Lord Byron. Ambos foram desafiados a inventar uma história de terror e Mary Shelley, a autora, criou um clássico do gênero gótico, enquanto que o manuscrito do afamado poeta ficou relegado ao esquecimento....

Na verdade, o livro é uma tocante narrativa sobre o preconceito e a solidão. Escrito entre 1816 e 1817, foi publicado no ano seguinte e revisado pela autora na terceira edição, considerada a definitiva e usada como base para traduções.

Pouca gente sabe que seu título original é "Frankenstein ou o Moderno Prometeu", pois assim como esse titã foi punido por Zeus, quando revelou o segredo do fogo à humanidade; seu protagonista, o jovem cientista Viktor Frankenstein, também recebeu seu castigo ao descobrir o mistério da criação da vida que é considerada de natureza divina. Aliás, o conflito entre o avanço da ciência e a religião também é um dos enfoques narrativos.

Uma confusão frequente é adotar Frankenstein, o sobrenome do criador, como o nome da criatura que sequer é mencionado. Também não há qualquer referência que ela seja produto da mutilação de cadáveres ou mesmo que veio à vida através de um raio.

Tais controvérsias foram introduzidas através das inúmeras adaptações sofridas pela obra nem sempre fidedignas. A própria aparência do monstro descrita no livro é singularmente diferente da imagem atual: sua pele é amarela ao invés de esverdeada e seus cabelos curtos com aquela "cômica" franjinha, na verdade, são lisos e compridos.

Finalmente, em 1994, foi lançada um filme homônimo, dirigido por Kenneth Branagh com ele mesmo no papel do cientista e Robert De Niro como a criatura. É a adaptação muito próxima do original e, sem duvida, merece atenção.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 5 de outubro de 2017
Esperava mais desse livro, mas talvez não seja o meu tipo meu tipo de história preferido. Também não sei se essa versão em português de Portugal tenha atrapalhado a experiência da leitura. Não é uma história ruim, nem assisti os filmes ou séries (se existem séries). O livro só fica bom lá na metade quando é mostrada a versão do monstro, mas depois fica meio sem graça.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 6 de outubro de 2017
Acredito que foi revolucionário na época, ainda hj é um bom livro, vale a pena conferir.
.... .... .... ....
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 16 de dezembro de 2014
O livro é um clássico da literatura de terror, que admito não estar nas minhas listas de leitura até pouco tempo atrás, mas minha atenção foi conquistada após ouvir um podcast sobre a obra (The White Robot Podcast). O livro tem um ar muito mais romântico do que normalmente se pode esperar de um livro de terror, e especificamente sobre o Monstro (conhecido na cultura pop como Frankenstein) difere bastante do gigante abobalhado com parafusos no pescoço que normalmente se vê por aí.

A história começa com uma troca de cartas entre dois irmãos, Margaret e Walton, durante uma viagem deste nas regiões gélidas do ártico. Após algumas cartas, Walton descobre Victor Frankenstein desolado no meio do gelo, em situação de saúde lastimável. O homem é resgatado e, após se recuperar, conta seu passado, desde um jovem apaixonado pelas ciências naturais até os dias de tormenta que passou depois de ter criado o horrendo Monstro, ato que se torna eterna fonte de arrependimento e agonia desde que ouviu o primeiro urro da sua criação. Embora a história foque o passado de Victor, acabamos tomando conhecimento sobre os rumos tomados pelo Monstro, e descobrimos que ele é - se torna, na verdade - um ser pensante, eloquente e bastante razoável; entretanto sua aparência horrenda o condenou viver em sofrimento e solidão.

É importante destacar o peso que a aparência tem na tragédia do Monstro e como isso gerou toda a sequência de infortúnios. O medo de alguém que é jogado numa cela com um leão provém da impotência diante da fera, diferentemente do medo de alguém que é jogado na mesma cela tomada por baratas. O Monstro podia instilar os dois tipos de medo, porém fica claro que a repulsa que sentem por ele é tão somente graças à sua aparência nojenta, ao passo que em certo momento da história, o Monstro é acolhido por uma única pessoa: um cego. Análogo à essas duas formas, Victor era assombrado por um terceiro e mais opressivo terror: o de ter condenado a humanidade à viver sob a ameaça do Monstro.

Raiva, tristeza e ocasional esperança são os traços mais fortes que senti na leitura, e todos esses sentimentos são apresentados tanto em Victor quanto no Monstro, por diferentes razões. A escrita é bastante poética, deixando o texto denso em sua maior parte e dando um ar de teatralidade às cenas. Muitos atribuem um aspecto religioso muito presente no livro, o que não me marcou tanto assim. Talvez por eu ter lido a edição de 1831, ao invés da original de 1818, algumas coisas tenham ficado de fora, mas pelo que percebi, a presença da religiosidade se dá em instâncias normais de livros clássicos - especialmente de terror - que já não é tão fácil de se implementar devido ao materialismo científico que vivemos hoje em dia.

O que gostei:
- A escrita quase teatral, ainda que três ou quatro vezes eu tenha me distraído nas divagações melodramáticas.
- Cenas bem montadas.
- Personagens convincentes e bem definidos.

O que não gostei:
- No final da história eu estava ávido para descobrir o desfecho e tinha que aturar pela enésima vez as lamúrias de Victor. Ainda que a escrita fosse boa e coesa com as passagens anteriores, eu me peguei desejando pular as ponderações tristonhas dele para continuar com os fatos seguintes.

Considerações finais:
Frankenstein foi uma experiência gostosa de se ler. Não vai dar susto em ninguém e a escrita refinada talvez diminua o terror do enredo para valorizar a tragédia vivida pelos personagens, mas ainda assim, um dos melhores materiais de terror que já li (lembrando que nunca fui entusiasta do gênero). Ironicamente eu li uma edição em inglês (não tive problema algum com o entendimento, ainda que muitas palavras e construções de época me soassem estranhas) e no livro há referência ao fato de que só aprendendo outras línguas e lendo seus autores, alguém pode se considerar verdadeiramente letrado.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 23 de fevereiro de 2016
Ótima leitura, mantém o suspense e a emoção durante toda a narrativa e discute as questões da vaidade e da atitude diante das diferenças, ainda bastante atuais. Recomendo.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Dracula
R$20,28
Classic Starts(tm) Frankenstein
R$21,98
Drácula
R$47,92
Frankenstein
R$21,66
Where the Red Fern Grows
R$23,31

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui