amazon-prime-video Books eBooks Kindle eBooks Kindle Prêmio Livro Reportagem Novo Kindle Oasis Cloud Drive Photos electronics Fire TV Stick home_improvement home_kitchen Office PC VideoGames wireless



100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 13 de setembro de 2017
Um dos meus escritores prediletos, em fase inicial de carreira, propõe nesta novela algo diferente do que acostumamos a encontrar em sua fase pós-exílio. Digo isto pois, normalmente, começa-se a ler Dostoiévski através de alguma obra-prima realista (ex. Crime e Castigo ou Os Irmãos Karamazov). São, de fato, obras de maior apelo. Daí o "impacto" ao deparar-nos com este viés romântico.

Contudo, para entendermos Noites Brancas, além de situá-la na cronologia do autor, devemos perceber (pelo menos eu consegui) que há uma certa paródia em relação ao tema e aos personagens; não a paródia "como simples modo de ridicularização de algo sério, e sim como meio de revitalização de velhas formas" (Nivaldo dos Santos). Não estou, aqui, querendo apenas citar uma das muitas observações de posfácio. Não! Simplesmente percebi, depois de muito ler livros e autores da fase romântica, que não se trata de personagens "puros". Mesmo fazendo uso de recursos utilizados no Romantismo, há um realismo incipiente e insidioso que traz os sonhos e as quimeras para o plano prático da vida; e sem muitas delongas. A leitura é fluida e gera expectativas que são, inclusive, desfeitas de forma irrevogável.

Poderia tentar rechaçar algum comentário que li por aqui, desabonando o autor ou a forma como escreveu a novela... Mas, aí, eu revelaria partes cruciais ou, até mesmo, o final da história!

A editora 34 sempre proporcionando o melhor! Ótima tradução! Posfácio curto de Nivaldo dos Santos com excelentes observações acerca do contexto em que foi publicada, posicionamento da crítica à época, etc. A edição possui algumas notas de rodapé e ilustrações.
7 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 13 de novembro de 2017
O subtítulo do livro, que não aparece na capa, diz muito: ‘Romance sentimental (Das recordações de um sonhador)’.

Era uma vez um jovem que — para suportar uma vida solitária, melancólica e sem sentido — sonhava. Na falta de gente, encontrava alívio na contemplação minuciosa de lugares e transeuntes, por isso adorava caminhar, levando consigo o leitor.

Foi este hábito que o levou a encontrar uma mulher, a primeira. Então, já cansado de só sonhar, decidiu trocar uma parte dos sonhos por alguma realidade, que o amor subitamente fez suportável ao lado da jovem dama. Ou teria sido a troca somente de um sonho por outro sonho um pouco mais lúcido?

A dama, também ela, era uma sonhadora, mais isto não a impedia de ter uma visão mais prática da vida.

E o jovem sonhador resignou-se em voltar à velha vida, mas com ânimo renovado: “Meu Deus! Um momento inteiro de júbilo! Não será isto o bastante para uma vida inteira?…”

Fica essa pergunta para o leitor.

Qual é a dose de sonho necessária para encarar a realidade? Quanto do que chamamos realidade não é, no fundo, apenas sonho?

Soube que esta novela romântica é uma obra bastante diferente das que fizeram Dostoiévski conhecido, escritas depois do anos de trabalho forçado na Sibéria. Apesar da predominância do lirismo nesta obra, dá para vislumbrar pouco do existencialismo que marcaria as obras pós-Sibéria, que eu nunca li. Ficou a curiosidade de ler uma obra da outra fase.
4 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 6 de julho de 2018
Noites Brancas é um romance sentimental onde a magia de São Petersburgo fala diretamente com o leitor.
Dividido pelas 4 noites. o Personagem é um romântico, e um flaneur.
O personagem fala em terceira pessoa.
Solidão dos personagens principais. Mulher prática, homem sonhador, sentimental. A cidade de São Petesburgo é como um personagem pra Dostoiévski.
ë uma obra envolvente, com toques de humor.
O relacionamento de mocinha com homens mais velhos, parece recorrente.
Algumas citações bem inspiradas, "Um novo sonho é uma nova felicidade, uma nova dose de veneno delicado e sensual" . "Um momento inteiro de júbilo ! Não será isso o bastante para uma vida inteira?..." foi o que ele teve, um júbilo em meio a uma atmosfera densamente romântica e lúgubre, repleta de sonhos e espectros.
Gostei bastante do livro, uma história simple e sensível!
|0Comentar|Informar abuso
em 16 de fevereiro de 2017
O leitor mais habituado provavelmente sabe que Dostoiévski está inserido na escola literária do realismo. Nesta obra há, porém, uma licença romântica. Noites Brancas é marcada por elementos sentimentais, mas não recorre - e não se sucumbe - ao sentimentalismo desregrado, afogado por um mar de lágrimas. A dose certa é ministrada com cuidado por Dostoiévski. O inominado protagonista (e narrador) é um homem taciturno, condenado - segundo pensa - ao degredo e que encontrará em uma Srta. (Nástienka), por quem se apaixona, razões para esperar pela próxima noite feliz. Se podemos resumir esta narrativa, fazê-mo-lo do seguinte modo: é uma estória de paixões e amores. Foi-me impossível, por isso, não recordar, no término da leitura, da reflexão de Nietzsche em "Humano, Demasiado Humano": "pode-se prometer ações, mas não sentimentos, pois estes são involuntários. Quem promete a alguém amá-lo sempre, ou odiá-lo sempre, ou ser-lhe sempre fiel, promete algo que não está em seu poder".

Recomendo!
1 pessoa achou isso útil
|22 comentários|Informar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 10 de abril de 2018
Sempre fico com uma sensação de interiorização ao ler Dostoievski. Ele com seus personagens conseguem entrar subliminarmente dentro das nossas cabeças e emoções. Não é poucas vezes que me pergunto se eu já não pensei ou penso como este ou aquele personagem. Suas dúvidas, medos, ansiedades e mesmo a solidão. Esse livro para mim teve uma leitura fácil e fluida.
Parabéns a Amazon por sua entrega sempre cuidadosa e rápida.
|0Comentar|Informar abuso
em 27 de abril de 2018
Li diversos comentários aqui no site, antes de adquirir o livro, e todos apontam para a leitura fácil, fluída, porém ao mesmo tempo minuciosa e rica em detalhes.

Tudo isso é verdade!

Entretanto, continuando a compartilhar com as opiniões de alguns dos amigos abaixo (ou será que acima?), o que mais me chama a atenção nas obras de Dostoiévski é a capacidade que ele tem de, alguma forma, fazer com que o leitor se sinta "na pele" do seu personagem.

É inacreditável que, ao ler o livro, você se veja passando por situações sonhadoras, vexatórias, hilárias ou, até, angustiantes, fazendo com que seja fácil ler o livro do início ao fim, normalmente de uma única vez.

Nota 10/10!
|0Comentar|Informar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 23 de dezembro de 2017
Já havia lido esse livro quando era adolescente, de uma coleção antiga da biblioteca da minha mãe. Não me lembrava de nada e resolvi reler. Clássico russo, livro bem curto com uma história de amor bem maluca, me lembrou o Primeiro Amor do Turguêniev. Personagens bem loucos também, estou já achando que é uma característica da literatura russa. Adorei.
|0Comentar|Informar abuso
em 10 de janeiro de 2018
É lindo como Dostoiévski tem a capacidade de despertar em nós, leitores, as mais diversas impressões... Mesmo o livro sendo curtinho, (uma espécie de ?novela modesta? para quem já leu outros títulos ? mais conhecidos - do autor), é muito bem escrito e repleto de detalhes. Creio que o aspecto psicológico dos personagens é algo que o Dostoievski gosta de explorar, deixando isso bem evidente com a descrição das vidas dos personagens, de como chegaram àquele ponto, e de como se tornaram quem são... E, ainda que o drama amoroso, utópico e desconexo, entre os personagens me tenha ?cansado? um pouco, foi possível perceber nesse romance irreal, simbolismos bastante reais, sobre como é perigoso eleger ?substitutos? para suportar a nossa própria existência. É claro que seria muito mais fácil vivermos escondidos atrás dos nossos sonhos, a fim de evitar o sofrimento, mas isso só nos levaria a um insolente cárcere dentro de nós mesmos. Não é mesmo? Rs... Enfim, RECOMENDO a leitura. ;)
review image
|0Comentar|Informar abuso
em 15 de maio de 2018
Primeiramente gostaria de elogiar a excelente edição da Editora 34 que traduziu a obra diretamente do russo e fez um trabalho impecável. Noites Brancas foi a primeira obra de Dostoiévski que eu li, após pesquisar um roteiro de leitura que indicou essa como a primeira obra a ser lida por quem deseja ser introduzido ao universo de Dostoiévski. Foi amor à primeira leitura. Essa novela narra a estória de um homem que, na primeira das noites brancas de verão de São Petersburgo, conhece Nástienka, uma donzela pela qual se apaixona instantaneamente, mas que é apaixonada por outro. Sem maiores detalhes sobre a narrativa, Noites Brancas é uma obra extremamente sensível, que introduz o leitor à linguagem de Dostoiévski, um dos maiores romancistas da literatura mundial, a partir das profundas reflexões do solitário narrador e protagonista, que se autodenomina Sonhador, e é capaz de abrir mão de seu amor para que esta seja feliz, mesmo que com outro. O Sonhador nos apresenta um amor que dá sentido à vida, pois está eternizado na memória. Para ele, a felicidade se resume a breves momentos.

“Meu Deus! Um minuto inteiro de felicidade! Afinal, não basta isso para encher a vida inteira de um homem?”

Recomendo muito mesmo para quem não é leitor de Dostoiévski. Leitura de fácil compreensão, não está entre as mais complexas do autor, apesar de ser uma das grandes obras da literatura clássica!
|0Comentar|Informar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 8 de novembro de 2015
Uma curta história de amor e de desentendimentos, cuja leitura nos desperta o desejo de fazer com que o casal se compreenda, tão ansiosa e sofregamente se comunicam que não conseguem se entender; mas não chegamos a fazê-lo por não confiarmos em nenhum deles, especialmente na moça. Mas o que digo eu? É um romance e não podemos interferir no seu enredo, por mais que o queiramos, só nos restando lê-lo com igual ansiedade até o final.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Bobók
R$19,00
Dois sonhos
R$29,00
Gente Pobre
R$5,99

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui