Books eBooks Kindle eBooks Kindle Novo Kindle Oasis Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick home_improvement home_kitchen Office Computers videogames wireless



em 2 de março de 2016
Minha análise não se refere ao conteúdo do livro (Eric Ries), mas sim à péssima tradução para o português brasileiro. Em vários trechos percebe-se a falta de zelo, com frases truncadas, erros de ortografia, traduções literais... Até mandei uma mensagem para a editora, mas sem resposta. Fica a dica para fazerem uma revisão consistente, valorizando mais a nossa língua materna.
23 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 15 de julho de 2014
Ok, vou ser sincero, faz muito tempo que li esse livro, e só agora vim resenhá-lo, então serei "enxuto".

Se você quer empreender, e principalmente se quer iniciar um negócio inovador, esse livro vai te ajudar a entender práticas aceitas e levadas a cabo por grandes empreendedores do Vale do Silí­cio. O pressuposto mais importante dessa obra diz respeito à confecção de Produtos Minimamente Viáveis para testar a resposta do público à inovação que você pretende trazer ao mercado.

Sobre o Produto Minimamente Viável:

Imagine que você quer criar um produto inovador. Vou pensar num exemplo qualquer: uma caneta com a ponta grossa que preenche bolinhas em cartões de respostas (o público-alvo seriam candidatos a vagas em universidade - vestibulandos - e a cargos públicos - "concursandos"). Um Produto Minimamente Viável seria aqui uma caneta bem tosca... o único pressuposto é que ela seja capaz de preencher as bolinhas com bem menos esforço que uma caneta comum. Você não vai gastar dinheiro para estilizar a caneta, deixá-la "sexy", bonita, etc. Você tenta vender pelo teu preço-alvo algumas unidades nas entradas das escolas onde se fazem vestibulares e outros concursos públicos e faz anotações sobre as respostas dadas pelo teu público-alvo. Assim, você contém ao máximo seus custos e checa se tem ou não um produto vendável em mãos. Se não tiver, faz adaptações e testa de novo ou abandona a ideia. Se tiver, começa a produção e depois faz novos testes para estilizar a caneta, melhorar sua funcionalidade etc. Basicamente, você nunca gasta desnecessariamente sem saber se haverá um retorno. Gasta apenas o necessário para realizar testes. Daí o termo "enxuta" no tí­tulo do livro.

Se, por outro lado, você deseja ser franqueado de uma grande rede de alimentação já estabelecida, teu dever de casa não passa pela confecção de um produto minimamente viável. O fato de que essa rede cresceu e se expandiu já é prova suficiente de que o público aceita e paga pelos produtos da empresa. Então, nesse caso, te cabe fazer uma diligência acerca de custos e do local onde você vai abrir sua franquia para ver se é ou não boa ideia tocar seu negócio.

O livro, portanto, tem como público-alvo empreendedores ou aspirantes com a ideia de lançar produtos ou serviços realmente inovadores.

Até aqui, parece que o livro é nota 10, mas há um motivo pelo qual só lhe dei 4 estrelas. Acho que os autores são dogmáticos e fissurados na ideia do MVP (sigla para "minimum viable product", "produto mí­nimo viável" em inglês). Tenho pé atrás com generalizações e esse livro certamente generaliza por meio da constante reafirmação de que o MVP é o único caminho a se seguir ao se iniciar uma start-up inovadora.

Não tiro só da minha imaginação a informação de que há outros caminhos a se seguir. O Billy Murphy, empreendedor em série e autor do blog foreverjobless.com e do podcast com o mesmo nome, por exemplo, ensina que o MVP não cabe bem em algumas iniciativas. Não vou dissertar sobre isso, o autor citado faz isso melhor que eu (mas seu conteúdo só está disponí­vel em inglês, infelizmente).

Na minha forma de avaliar, 4 estrelas ainda significa muito bom, e esse livro é um clássico mundial. O recomendo a empreendedores ou aspirantes com veia inovadora.
158 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 21 de janeiro de 2018
É um bom livro pra quem deseja iniciar uma startup e não tem formação em Administração e áreas correlatas. Para os já iniciados, é um livro bastante superficial e que expõe alguns conceitos óbvios.

A narrativa é mais um relato de experiências próprias do autor na IMVU com várias dicas e passos para se levarem em conta na abertura de uma Startup. O livro, além de tudo, explica e condensa muito bem esse termo que é tão erroneamente utilizado por aí.
5 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 26 de maio de 2017
Me surpreendeu. O livro é muito melhor do que eu esperava. Bem escrito e dinãmico, cheio de técnicas e exemplos práticos.

Indispensável para quem quer entender melhor de negócios ou quem tem uma grande ideia e ainda não sabe a melhor forma de tentar viabilizá-la.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 9 de janeiro de 2018
É daqueles livros que você sente orgulho de ter lido e sai indicando, pois se destaca dos demais e realmente agrega conhecimento! Aconselho para todos que queiram empreender, inclusive para quem já for empreendedor ou estudante/profissional de administração, publicidade e marketing. Irá aprender conceitos sobre: aprendizagem validada, construir-medir-aprender em busca dos "atos de fé", experimentos, MVP (produto minimamente viável), pivotar ou perseverar, acelerar o empreendimento, adaptação do planejamento estratégico focado no cliente... Eric Reis transcende a teoria com sua experiência e prática, explicando tudo com cases de sucesso e insucessos!
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 13 de março de 2017
A visão de trabalhar com a cadeia enxuta, onde deve-se eliminar o desperdício, fazer o que realmente é preciso e não simplesmente fazer rápido o que não ser a usado.

Ter principalmente a noção do que realmente agrega valor ao cliente e não na complexidade de produzir.

Perder o medo de experimentar, sem que tudo esteja perfeito da primeira vez.

Usar métricas que representem a realidade do esforço.

São exemplos de que a metodologia da resultado, excelente !
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 17 de agosto de 2016
Fui atrás deste livro na intenção de conhecer mais sobre o modelo de uma empresa enxuta. Achei bem interessante principalmente o ponto em que o autor discorre sobre utilizar ferramentas e modelos de administração em startups é completamente sem sentido.
Achei bem repetitivo e muitas vezes as passagens causam uma certa confusão por não "linkar" o assunto no próximo.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 10 de abril de 2018
Eric Ries criou uma abordagem revolucionaria de administração que esta transformando a maneira pela qual os novos produtos são criados, desenvolvidos e lançados. A Startup Enxuta ensina empreendedores, administradores e lideres empresariais a serem mais bem-sucedidos na condução de seus negócios sem, contudo, desperdiçar tempo e recursos. Na esteira da turbulência da economia mundial, a inovação é essencial para estimular o crescimento econômico, e o processo criado em 'A Startup Enxuta' foi desenvolvida para que se possa evitar dinâmicas de atualidade. Eric descreve o plano para que cada um possa executar os princípios fundamentais da startup enxuta em qualquer projeto.
|0Comentar|Informar abuso
em 8 de julho de 2017
Uma abordagem científica para um problema caótico: como validar, criar e crescer uma startup baseado em um ciclo de feedback e melhoria contínua. Não vai resolver todos os seus problemas, mas foi um divisor de águas na época do seu lançamento e hoje é tido como conhecimento obrigatório para empreendedores, tendo definido todo um vocabulário exigido para entender esse mercado.
|0Comentar|Informar abuso
em 14 de fevereiro de 2016
Interessante obra que trata do modelo "startup", esclarece do características proprias do novo tipo de empresas que domina os noticiários já há alguns anos. O autor apresenta casos reais, comenta detalhadamente aspectos dos novos modelos de empresas e os comra a modelos tradicionais.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso