amazon-prime-video Books eBooks Kindle Prêmio Livro Reportagem Novo Kindle Oasis Cloud Drive Photos electronics Fire TV Stick home_improvement home_kitchen Office Computers VideoGames wireless



AVALIADOR Nº 1em 12 de novembro de 2013
"Frankenstein" é o resultado de uma aposta entre uma inglesinha de 19 anos e Lord Byron. Ambos foram desafiados a inventar uma história de terror e Mary Shelley, a autora, criou um clássico do gênero gótico, enquanto que o manuscrito do afamado poeta ficou relegado ao esquecimento....

Na verdade, o livro é uma tocante narrativa sobre o preconceito e a solidão. Escrito entre 1816 e 1817, foi publicado no ano seguinte e revisado pela autora na terceira edição, considerada a definitiva e usada como base para traduções.

Pouca gente sabe que seu título original é "Frankenstein ou o Moderno Prometeu", pois assim como esse titã foi punido por Zeus, quando revelou o segredo do fogo à humanidade; seu protagonista, o jovem cientista Viktor Frankenstein, também recebeu seu castigo ao descobrir o mistério da criação da vida que é considerada de natureza divina. Aliás, o conflito entre o avanço da ciência e a religião também é um dos enfoques narrativos.

Uma confusão frequente é adotar Frankenstein, o sobrenome do criador, como o nome da criatura que sequer é mencionado. Também não há qualquer referência que ela seja produto da mutilação de cadáveres ou mesmo que veio à vida através de um raio.

Tais controvérsias foram introduzidas através das inúmeras adaptações sofridas pela obra nem sempre fidedignas. A própria aparência do monstro descrita no livro é singularmente diferente da imagem atual: sua pele é amarela ao invés de esverdeada e seus cabelos curtos com aquela "cômica" franjinha, na verdade, são lisos e compridos.

Finalmente, em 1994, foi lançada um filme homônimo, dirigido por Kenneth Branagh com ele mesmo no papel do cientista e Robert De Niro como a criatura. É a adaptação muito próxima do original e, sem duvida, merece atenção.
10 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 4 de abril de 2017
Frankenstein me surpreendeu, primeiramente o livro é muito diferente do que acreditamos, nada de criador do topo de um castelo esperando o raio, não, aqui é bem mais simples (na verdade muito simples, a escritora não da muitos detalhes sobre a criação do monstro, mas ok, primeiro que este não é o foco do livro e segundo que ele foi escrito em 1818).
O destaque da obra sem dúvida é a humanidade do monstro, ele é sensível e carente, é impossível não se simpatizar com ele e ficar triste com oq ele se torna com os anos de exclusão. Enfim, a obra é fenomenal, os discursos batem bastante da tecla de criador e criatura e vida e morte, porém muito bem escrito! Os diálogos sempre envolvem muito. Um clássico da ficção científica que mais do que merece atenção!
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 11 de junho de 2014
Adorei! Quem pensa que Frankenstein é somente um livro de monstros e de suspense está completamente enganado, a condição de monstro de um dos personagens principais é somente a base sobre a qual a autora discorre sobre a natureza humana, tão magnânima e cruel ao mesmo tempo.
10 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 19 de dezembro de 2016
Frankenstein ou o Moderno Prometeu (título original da obra) me surpreendeu bastante, pois eu imaginava que seria difícil tirar algum proveito dessa leitura. A imagem que temos é de um monstro com pouco domínio da linguagem, sem expressões e sem sentimentos, mas o monstro do livro é muito mais complexo, com a noção de pertencimento que todos os humanos tem. Ele sente a necessidade de fazer parte de alguma coisa e ser amado. Tudo isso é negado no momento em que é rejeitado por seu criador. Conhecendo apenas a dor e o sofrimento, é apenas isso que ele tem para retribuir. Essa é uma obra que vai muito além do terror, e nos fala sobre a importância de se ter um lugar na sociedade. Recomendo fortemente a todos!
|0Comentar|Informar abuso
em 31 de maio de 2018
Um clássico. Simplesmente um clássico. Leitura envolvente. Mary Shelley demonstra ser uma pessoa iluminada, com "pouca experiência" desenvolveu uma que permanece até hoje é com certeza permanecerá por muito tempo.
|0Comentar|Informar abuso
em 1 de julho de 2018
Recomendo com toda certeza. Excelente leitura, embora esta edição apresente erros bobos de gramática. Mesmo assim, como eu disse vale a pena a leitura.
|0Comentar|Informar abuso
em 31 de outubro de 2017
O livro é bom. Eu gostei porque é bem didático e a tradução também é super interessante. Eu indico esse livro para quem quer uma aventura fascinante.
|0Comentar|Informar abuso
em 28 de janeiro de 2017
Melhor que as histórias homônimas contadas no cinema.
Escolhi por acaso, mas gostei bastante da narrativa.
O cinema faz pensar que é um conto de um cientista louco q cria uma vida.
|0Comentar|Informar abuso
em 1 de abril de 2015
Eu gostei muito do livro, é um clássico, por isso escolhi este título. Deixou um pouco a desejar o fato que não existe nenhuma explicação para a criação do "monstro", é perdoável devido a época que o livro foi escrito. Vale a pena ler.
|0Comentar|Informar abuso
em 19 de fevereiro de 2018
O livro é maravilhoso, vale a pena ler. Não tem como não ficar fascinado com essa história. Super recomendo. Leiam.
|0Comentar|Informar abuso


Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui