Books eBooks Kindle eBooks Kindle Cloud Drive Photos Fire TV Stick HI home_kitchen Electronics Kindle Paperwhite Office Computers VideoGames Wireless



500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 18 de junho de 2017
Faz quase um ano que comprei este livro mas estava com medo de iniciar a leitura. Posterguei até o começo desta semana, quando decidi finalmente me aventurar. Explico: tenho tara por filosofia e sou um apreciador do estilo descontraído do professor Clóvis. Apesar de não concordar com a maioria das coisas que prega, agrada-me ouvir suas palestras. Então esta obra tratava-se de um prato cheio, destas que demoramos a apreciar, para que a boa sensação demore.
Iniciada a leitura, numa primeira parte encontramos os capítulos capitaneados justamente pelo professor Clóvis. Apenas poucas páginas foram necessárias para me ocasionar um descontentamento geral. Ao invés de aprofundar-se nos temas que divagava, o autor preferia enumerar suas próprias qualidades, de uma maneira velada. Com passagens desinteressantes sobre sua vida pessoal e sobre como ele próprio nem sempre gosta do que faz, ocasiona um desentusiasmo no leitor, podendo levar até ao abandono da obra daqueles que forem menos devotos da filosofia.
Há alguns pontos que falaram muito alto para mim, algumas narrativas de antigos filósofos, mas há também uma penca de generalidades e indicações para livros de terceiros, segundo os quais baseia os argumentos. É bem morno e pífio. Se a filosofia serve para gerar dúvidas, o professor Clóvis traz aqui certezas demais. Isso é ruim. É péssimo.
Findados os capítulos iniciais, parti para a metade final, escrita por Júlio Pompeu, um até então desconhecido para mim.
Não sei se por causa dos temas políticos que abordou, da forma de conduzir os parágrafos ou por decepção tamanha com o escritor anteriormente citado, fiquei cativado por todo o conteúdo que li nos capítulos finais. A impressão é a de que não esquecer-me-ei do conteúdo, nem daqui a muitos anos, pois há uma riqueza de argumentos e ideias que eleva a leitura a um patamar dificilmente encontrado em livros desta natureza mais genérica.
Só não digo que todo mundo deveria ler este livro (principalmente a metade final) pois a filosofia precisa ser iniciada, jamais imposta. Uma boa forma de qualquer um começar a enveredar por estes caminhos é através do sempre recomendado "O Mundo de Sophia", de Jostein Gaarder, uma ótima introdução ao assunto.
Daí para cá, é um pulo. Para entedermos que nada é e não é; nada pode e não pode; nada é certo e incerto; e que posso ter certeza de algo e não ter. E posso/devo aceitar posições e filosofias divergentes porque há inúmeros fatores dos quais nunca se haverá um consenso total do que as ideias representam. O próximo passo é procurar mais livros do surpreendente Julio Pompeu. E não deixarei de acompanhar Clóvis de Barros Filho por uma única decepção.
0Comentar| 3 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 22 de abril de 2016
A obra consiste na transcrição de palestras e aulas dos professores Clóvis e Júlio. Apesar do apelo mais introdutório sobre filosofia, eu achei a liguagem da obra um tanto sofisticada (principalmente do parte do prof. Clóvis), ao contrário do que alguns avaliadores acharam. O legal do livro é a forma que os professores abordam alguns temas interessantes e bem próximo ao leitor, instigando a reflexão sobre diversos assuntos. Não faltam referências aos grandes nomes da filosofia. Minha dica para o leitor é ler essa obra sem muitos intervalos ao longo da leitura, dessa forma você evita prejudicar a reflexão e o raciocínio.
0Comentar| 40 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 24 de fevereiro de 2017
O primeiro autor discorre de maneira fácil e agradável sobre a filosofia, bem como confessa como foi pego de surpresa, no litoral, e chamado para fazer uma palestra.

Já o segundo autor, em que pese seu acerbo conhecimento, não me agradou tanto, com exemplos um tanto quanto simplórios.

Ambos são autores de enorme cabedal científico, com diversas indicações de leitura a cada capítulo.
0Comentar| 3 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 13 de outubro de 2017
O livro é um resumo de algumas aulas que o professor Clóvis de Barros ministrou na Casa do Saber. A linguagem é até interessante, a estrutura do texto se assemelha a uma conversa. No entanto, ao contrário de outras obras do Clóvis, há algumas quebras que comprometem uma compreensão mais precisa dos conceitos. Geralmente o Clóvis aborda UM tema a partir de sua descrição cronológica (dos gregos aos contemporâneos)... Aqui são abordados vários temas, sem essa cronologia... Não é ruim, mas, comparada a outras obras do autor, essa é inferior.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 7 de fevereiro de 2018
Clovis de Barros Filhos (e Júlio Pompeu q antes eu não conhecia) tem talento para tornar a filosofia algo digerível, instigante, esclarecedor. Todos os livros do autor que li são ótimos e esse também é. Júlio Pompeu não deixa por menos e faz ótimo par. Recomendo.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 29 de janeiro de 2018
Um livro claro e de fácil leitura, sem se afastar das complexidades da filosofia. A filosofia é aqui apresentada como deve, trazendo mais questionamentos do que respostas, mas tornando as perguntas mais embasadas. Nós faz pensar mais e melhor sobre as questões da vida cotidiana. Nos coloca como partícipes ativos e não expectadores passivos.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 22 de agosto de 2017
Sem dúvida Clóvis de Barros Filho e seus amigos são excelentes em repassar a filosofia de uma forma agradável, brincalhona e fácil, tornando acessível a qualquer um!
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 15 de fevereiro de 2017
Para aqueles que desejam se aventurar pelos caminhos da filosofia, refletir sobre questões da vida que afetam todos nós é uma ótima opção. Os autores, excelente oradores que conseguem dar certa leveza a assuntos complexos e muitas vezes abstratos, tudo com um toque, eventualmente, sarcástico típico dos autores. Ainda como uma opção de entrada à quem interessasse por filosofia sem seguir uma correria acadêmica, é indicado diversos textos e livros de filósofos consagrados para um aprofundamento da leitura.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 19 de fevereiro de 2018
Com uma linguagem acessível e bem humorada os autores discutiram alguns dos temas mais complexos da filosofia. Recomendo fortemente a leitura desse livro, especialmente se você busca uma "porta de entrada" para se aprofundar no estudo dos problemas que, há muito, afligem a humanidade.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 1 de agosto de 2017
Como se propõe logo no início é um livro introdutório na filosofia e cumpre bem o seu papel. Acredito que uma releitura, acompanhado dos textos sugeridos pelos autores tornará a obra ainda mais válida.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Somos todos canalhas
R$9,90

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui