eBooks Kindle eBooks Kindle Novo Kindle Oasis Cloud Drive Photos Books Electronics Fire TV Stick HI home_kitchen Office Computers VideoGames Wireless



em 19 de junho de 2017
Aquele típico livro desejado por tempos e que não decepciona quando o lê.
"Caixa de pássaros" faz seu paralelo entre presente e passado, onde um complementa o outro, repleto de suspense e que me encheu de esperanças, suposições, agonias, tensões e teorias sobre um mundo onde não se pode mais abrir os olhos.
Terminei com gostinho de quero mais! Leitura fenomenal!
Um livro muito bem escrito, repleto de suspense e tensão, envolvente (em especial na parte que conta o que aconteceu no passado), onde se encontram pessoas de cara a um novo mundo, algo que nunca imaginaram acontecer, tendo que aprender a conviver em comunidade apesar dos contragostos.
Óbvio que todos personagens têm seus altos e baixos, entretanto não se pode confiar em exatamente ninguém. Eu particularmente consegui ter uma boa ideia do que poderia ocorrer ao fim do livro, mas não como seria e, apesar de ter acertado pelo menos 50% das minhas teorias, o modo como tudo aconteceu ainda assim me surpreendeu bastante. Amo quando isso acontece! E não foi por uma ou duas páginas, mas vários acontecimentos em cadeia, dignos de deixar o coração na mão.
Terminei a história com gostinho de "quero mais", porém confesso que não sei se gostaria de continuação. Ficou perfeitamente imperfeito da maneira que tudo foi construído.
Sem dúvidas, valeu muito a pena esperar para comprá-lo.
E não se esqueça: Não abra os olhos!
0Comentar| 4 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 31 de março de 2017
Que livro maravilhoso!
É um livro incrível. O autor tem uma narrativa que te deixa vidrado, você só vai parar de ler quando ele acabar.
Você se sente no mundo com a galera e tudo parece realmente escuro. É uma experiência absurda.
Gostaria muito que houvesse uma continuação pq esse foi outro livro que me deixou na bad literaria tentando entender tudo que aconteceu anteriormente e bolando o que aconteceria depois.
0Comentar| 5 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 16 de março de 2017
Intrigante. O livro te prende na leitura de um jeito incrível, as descrições das cenas tão bem detalhadas, mesmo que eles não enxerguem em grande parte delas. No início não gostei do fato de ser narrado em terceira pessoa, mas esse livro é incrível, conseguiu me deixar ansiosa durante todo o ele, me fazia pular da cama ao ouvir uma porta bater com o vento, me fez ter um certo medo de acender a luz do meu quarto... o fim te deixa um pouco a desejar, faz com que você imagine o que acontece depois, o que, para mim, foi genial. Se está procurando um livro com uma história bem escrita, boa é genial este é o livro.
0Comentar| 5 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 17 de novembro de 2017
Quando comecei a ler este livro tinha altas expectativas, afinal de contas ele é comparado a nada mais nada menos que Stephen King, o que deixou a minha decepção ainda maior, não é que o livro seja ruim, ele tem uma boa base, um bom universo a ser explorado, o problema é a confusão que é a história: Confusa, mal explorada(principalmente os personagens o que gera decepção), e o simples fato de que ela não desenvolve, acontecem algumas coisas, muito do passado é contado mas o livro permanece parado o que o torna um tanto quanto entediante, principalmente o final, você sente como se estivesse faltando boa parte do livro e o encerra muito desanimado, para mim foi um desperdício de tempo.
0Comentar| 3 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 27 de dezembro de 2017
Há quatro anos e meio um surto inexplicável estava causando medo e apreensão ao redor do mundo. Inicialmente na Rússia, casos isolados de pessoas apresentando comportamento violento e suicida causaram preocupação na irmã de Malorie. A cada dia os jornais noticiavam novos casos, porém sem saber o fator responsável por esses acontecimentos. Relatos apontavam que as vítimas teriam visto alguma coisa minutos antes de perderem a razão, por esse motivo as pessoas mais apreensivas tomaram precauções como cobrir as janelas com lençóis e caminharem nas ruas com a cabeça baixa ou mesmo com os olhos fechados. Em pouco tempo foram noticiados casos nos Estados unidos, inclusive na cidade onde os pais de Malorie moravam. Malorie, que até então não demonstrava muita preocupação com os fatos, descobriu que estava grávida. Após o número de casos subirem consideravelmente e Malorie perder completamente o contato com os pais, as irmãs decidiram permanecer trancadas em casa com portas e janelas cobertas. Os meses se passam e após um incidente muito próximo, Malorie decide atender a um anúncio de jornal que oferece abrigo em uma casa isolada da cidade. Tendo que sair de casa com os olhos fechados e dirigir por vinte minutos até chegar ao seu destino, Malorie receava ver aquilo que não podia ser visto. Ao chegar na casa, Malorie e recebida por outras cinco pessoas. Após alguns dias uma nova pessoa bateu a porta em busca de um abrigo seguro, seu nome era Olympia que morava na casa ao lado. Assim como Malorie, Olympia também estava grávida de aproximadamente 4 meses, Apesar de terem alimentos suficiente por alguns meses e um poço com água potável os ocupantes da casa demonstram preocupação com dias que virão. Semanas se passaram e uma nova pessoa bate a porta, um homem chamado Gary que relata ter vindo de uma casa com pessoas excêntricas e maluco que não acreditava no potencial de periculosidade desse “ser” que apavorava a todos. Após a saída de dois integrantes mais antigos da casa em busca de mantimentos, Malorie desconfia do comportamento de Gary e do conteúdo de sua misteriosa mala. Após descobrir fatos relacionados a Gary, Malorie, na presença de todos, comunica suas descobertas e os moradores da casa votam pela expulsão de Gary. Semanas se passam, e um dos moradores mais próximos a Gary, Don apresenta um comportamento antissocial. Chega o dia de Malorie e Olympia darem a luz, ambas são levadas para o sotão, lugar mais seguro da casa, porém apesar da dor e da angustia sentida, Malorie percebe há algo de errado no andar de baixo. Pessoas discutem, há muito barulho e confusão. Após darem a luz, Malorie descobre finalmente o que aconteceu. Sendo incapaz de ajudar a todos, Malorie protege a visão do seu filho e da filha de Olympia. Ao descer as escadas de olhos fechados e com os bebês no colo, Malorie percorre toda a casa até ter certeza de que é seguro abrir os olho. O telefone toca e Malorie recebe uma proposta de Rick, um sobrevivente que pode oferecer um lugar seguro para Malorie e as crianças, porém o único caminho até lá é através do rio que corre por trás da casa. Não se sentindo segura de descer o rio vendada, em um barco com dois bebês, Malorie espera mais de quatro anos até finalmente decide ir em busca de um local onde possa viver em seguranças com os filhos. No caminho até o local oferecido por Rick há quatro anos Malorie enfrentará muitos desafios, com os olhos vendados depende inteiramente da audição aguçada e treinada dos filho e segundo instruções de Rick ao se aproximar do local será possível ouvir uma gravação e o rio se dividirá em quatro e Malorie precisará pegar a segunda entrada e para isso será necessário finalmente abrir os olhos.
Caixa de pássaros é o romance de estreia de Joss Malerman, um thriller psicológico narrado em dois momentos, o presente com Malorie e as crianças dentro do barco tentando chegar às cegas em um local seguro, e o passado quando tudo começou. A história é contada em capítulos alternados o que aumenta a ansiedade do leitor em saber o que aconteceu em seguida no passado ao mesmo tempo em que anseia descobrir o que acontece em seguida no presente. A narrativa de Malerman é intensa, de prender o fôlego, mexe com um dos maiores medos do ser humano: o medo do desconhecido. Os momentos de maior tensão na obra são descritos através dos sons ouvidos pelos personagens fora da casa com os olhos vendados, assim como eles, o leitor também receia descobrir o que rodeia esses personagens.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 8 de janeiro de 2017
O mundo esta em caos, diversos acontecimentos ao longo do globo noticiam que há algum tipo de criatura para a qual ao olharem as pessoas enlouquecem e se matam, ninguém sabe o que é ou como se parece isso, somente que não se deve abrir os olhos. Malorie esta cética no início, ela tem preocupações maiores, precisa descobrir se esta grávida, em meio as primeiras noticias relacionadas aos Estados Unidos ela faz um teste e descobre que dentro de si cresce uma vida. Dali em diante as coisas irão piorar e Malorie fará de tudo para sobreviver e proteger os filhos.
Caixa de Pássaros é o primeiro livro de Josh Malerman, e ele se saiu muitíssimo bem para uma estréia, o livro é bom e tem a tensão que promete entregar, no entanto, achei que poderia sentir mais medo, visto o tanto que foi falado a respeito do livro. Gostaria também que houvessem mais esclarecimentos sobre o fenômeno.
Amei a textura da capa, que me passou desejar dar a impressão de uma madeira bem rústica.
No geral é um bom livro pra ler se você deseja um thriller.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 16 de agosto de 2017
Me decepcionei, o livro tem uma premissa ótima, porém os pontos mais importantes não foram explorados: a relação humana. Nenhum personagem foi tão bem construído que me fez lamentar a sua morte, todos que morriam a torto à direita eram indiferentes para mim.
Por fim, o final me decepcionou demais, esperava que o livro poderia ser recompensado por um final sensacional e bem explicativo, diante das diversas possibilidades existentes, mas foi um final sem graça, transcorrido por aquela viagem de barco massante que recorreu o livro inteiro.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 11 de agosto de 2017
Acredito que o título deveria ser Teia de aranha ou algo parecido porque uma vez iniciada a leitura não há como parar. A curiosidade de saber o que aconteceu e acontecerá nos prende à estória e o narrador nos transporta ao mundo novo. Senti como se estivesse lá com Malorie, a personagem principal. Se houvesse uma continuação, eu leria em seguida.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 8 de outubro de 2017
Confesso que li porque foi bem recomendado, e como gosto de assistir filmes de terror, tentei ler um livro de terror! ( pois nunca havia lido um )e apesar de ter uma historia que narra e descreve cenas de violência sinistras não senti medo,na verdade senti tudo meio distante - eu de fato me senti uma leitora e não uma "personagem dentro da historia ". Ou seja eu não consegui sentir empatia ( algo que eu prezo muito ) e achei o livro frio, embora esta tivesse sido a intenção. Recomendo pra quem busca um livro que não de medo e que goste de ficção ( a historia em si, é diferente e interessante, embora não haja uma explicação)
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 3 de agosto de 2017
Bem, o livro é bem escrito, cria uma trama interessante, baseando-se num evento e em algumas personalidades sombrias, tornando a história tensa e interessante.

O grande problema é não dar QUALQUER explicação sobre o tal evento, fiquei com a sensação de uma história pela metade, realmente me senti frustrado.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Piano vermelho
R$24,90

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui