Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Paperwhite Cloud Drive Photos Electronics home_improvement Fire TV Stick home_kitchen Office Computers VideoGames wireless



em 27 de julho de 2017
Esperava um conto de terror como os outros dois que li da autora, mas me enganei. Mesmo assim, achei interessante, mas estranhei muito o final. Fiquei imaginando mil possibilidades, das mais simples até às mais terríveis. No fim, decidi ser otimista e imaginar o final mais ameno possível.
|0Comentar|Informar abuso
em 7 de julho de 2015
O conto relata uma conversa aparentemente despretensiosa entre mãe e filha que culmina em um final sensível que faz você repensar tudo o que acabou de ler. Adorei.
4 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 25 de outubro de 2015
Gostei muito do conto. A principio não compreendi muito bem. Mas logo entendi que era um jogo que a mãe e a filha estavam brincando. E o final me surpreendeu.Eu me emocionei. Porque eu me vi naquela menininha, lá na minha infância quando tinha tantas indagações sobre a minha vida e poucas respostas que me satisfaziam.
|0Comentar|Informar abuso
em 21 de setembro de 2015
A autora constrói uma relação mãe e filha que a cada diálogo envolve mais e mais o leitor. E após a afirmação na última frase, é impossível não ficarmos curiosos com o porquê. Promessa de um bom texto a ser publicado. Torcendo aqui.
|0Comentar|Informar abuso
em 9 de julho de 2015
O que dizer de um conto desses?
Que a autora fez uma construção incrível em tão poucas linhas. De cortar o coração, de criar laços com a menina, com a mãe, com as pessoas de quem falam. De pensar sobre a vontade de ser aquilo que não se é, de pensar em construir sua própria história/estória, seja o que for.
Inspirado ao extremo, bem escrito, gostoso de ler, fácil de chorar.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 8 de julho de 2015
O conto me pegou de surpresa e me fez pensar. A história não precisa ser complexa e nem longa pra gerar algum tipo de identificação ou reflexão, e acho que a Viviane conseguiu dar aquela cutucada que tira a gente um pouquinho do prumo, mas não tanto a ponto de não querer pensar no assunto.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 9 de agosto de 2017
Que enredo formidável acabei de ler! Viviane Maurey, finalista do concurso Brasil em Prosa e também autora de "Papel de sangue" ou "O jogo da moeda", cria este conto para incomodar o pior cego que existe: aquele o qual nem quer enxergar. Qual história é mais interessante? A nossa ou a dos outros? Com maestria, ela usa um simples passeio de ônibus para nos fazer refletir. Leiam, descubram e se encontrem... Recomendado para todas as idades!

Jeremias Bimbatti Filho, autor de A traição do sapato novo (O Livro dos Mistérios 1), dentre outros...
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 19 de julho de 2015
Em alguns momentos da vida você percebe que encontrou um pequeno tesouro. Esse conto é exatamente isso. Um breve momento, que te faz pensar por um bom tempo. Pensar sobre a vida, sobre como percebemos o mundo e as histórias que as vezes contamos para dar sentido a vida.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 7 de julho de 2015
A ficção sempre expõe algumas realidades, principalmente, do próprio autor. A bonita relação entre mãe e filha neste conto mostra não apenas o limite do que a menina quer compartilhar com a mãe, mas também o que ela quer compartilhar de si consigo mesma.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 7 de julho de 2015
Um conto sensível sobre a relação mãe e filha que te faz ver além das aparências. Falar que nem tudo parece o que é. pode ser clichê, mas esse conto te faz prestar mais atenção naquilo que você acha que já conhece. Belíssimo!
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

O jogo da moeda
R$1,99
Fugaz
R$2,99
Papel de sangue
R$1,99

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui