Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick home_improvement HI Office PC videogames wireless

  • 1906
  • Avaliação de clientes

Avaliação de clientes

4,6 de 5 estrelas
6
1906
Preço:R$1,99

AVALIADOR Nº 1em 14 de setembro de 2015
Classificado entre os vinte finalistas do concurso "Brasil em Prosa", esse conto aborda a transitoriedade da paisagem da cidade do Rio de Janeiro durante o início do século XX e a decorrente transformação pessoal, profissional e econômica de seus habitantes.

Destilando ironia, a medida que todos os lugares citados não existem mais por conta da ganância, políticagem ou interesse, Constantinescu faz uso da norma culta do idioma para retratar a questão, entretanto, o uso da ênclise seria mais adequado para caracterizar a aparente antiguidade do texto.

Em poucas páginas e com um desfecho capaz de despertar o riso, eis o lado tragicômico da vida.
|0Comentar|Informar abuso
em 31 de julho de 2015
Escrito de forma que te remete ao passado, mostra ironicamente como não preservamos nosso patrimônio cultural. Me senti no Rio antigo!
|0Comentar|Informar abuso
em 24 de agosto de 2015
A história tem uma boa ambientação e desperta a curiosidade sobre os fatos descritos que se passaram no Rio de Janeiro em torno de 1906. A meu ver, é um ponto bastante positivo, pois aprecio ficção histórica.
Porém, a tentativa de emulação dos diálogos da época é, por vezes, cansativa. Assim como comentou outro avaliador, não tenho conhecimento suficiente para analisar a propriedade da linguagem nesse sentido, mas parece-me um tanto artificialmente arcaica para a época. Pode ser uma tentativa do autor de desfilar a crítica social por meio de poesias embutidas nas conversas dos personagens.
Enfim, texto um pouco hermético cuja apreciação dependerá muito do gosto específico do leitor.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 23 de agosto de 2015
Ainda não li o conto, mas receba os meus votos de parabéns por estar entre os 20 melhores contos.
É uma vitória.
Silvio T Corrêa
|0Comentar|Informar abuso
em 22 de agosto de 2015
O máximo que se poderia criticar nesse conto seria um deslize aqui ou ali no vernáculo do início do século passado, posto que é escrito como se de um vivente daqueles tempos já distantes. No entanto, não reúno as qualificações necessárias para julgar isso.
Para alcançar a gargalhada citada mais acima é necessário conhecer um pouco da história do Rio, dos acidentes geográficos devorados, por acidente ou de propósito, pelo progresso. Também é desejável saber das construções imponentes de outrora desconstruídas nos jogos políticos e sociais do último século.

Quem gostou de ler esse comentário gostará do conto ;-)
|0Comentar|Informar abuso
em 22 de agosto de 2015
Um conto bem escrito e com uma ambientação muito boa do Rio de Janeiro. O sarcasmo que o autor usa no final foi muito bom!
|0Comentar|Informar abuso


Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui