Amazon Prime Video Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Direct Publishing Kindle Paperwhite Kindle Unlimited Cloud Drive Photos Electronics Kitchen Computers VideoGames Wireless



50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 29 de julho de 2015
Quando comecei a ler Black Para Sempre pensei que fosse mais do mesmo, pelos seguintes motivos : cara rico que não quer se envolver e que só usa as mulheres para o sexo. Bom, logo me vi lendo mais uma histórias baseada no Sr. Grey, mas para minha alegria, informo que apesar de parecer o livro é diferente e tem um romance tão contagioso que fica impossível não chegar a última página sem aquele sorriso bobo dos apaixonados no rosto.
A protagonista da vez se chama Ellery, mas gosta de ser chamada de Elle. Aos 23 anos , a moça trabalha, pinta e ainda arruma tempo para levar um fora do namorado que veio com ela de Michigan após a faculdade : Kyle. O idiota dá um pé na bunda dela depois de 4 anos de relacionamento e de terem se mudado juntos para NY. Logo no primeiro capítulo já teve aquela identificação básica de " sofrência" com personagem.
Claro que como toda mulher ela tem aquela amiga que curte a night, que acha que os problemas do mundo se resolvem enchendo a cara e dançando como se não houvesse amanhã, e a do livro atende por Peyton, juntas elas irão até uma boate local onde mesmo ainda lembrando do ex ela logo vê o gato Connor, mais para lá do que para cá o galã acaba bebendo demais e sendo expulso do lugar.
O que vem por aí, pode cheirar a mesmice, mas acreditem, tem muito de envolvente no que a autora nos proporciona.
O gostosão acha que dormiu com ela e a trata super mal, quando na verdade ela só teve a boa vontade - e um passe direto para o céu sem escalas - de leva-lo de volta para casa e espera-lo vomitar e ainda limpar o sujeito. Uma santa essa moça, certo?
Óbvio que ele vai ficar louco por ela, claro que ela vai tentar não gostar dele. E o fator " sou dono de tudo e todos fazem o que quero " impera, já que somente a protagonista parece desconhecer que o cara é , aos 30 anos, presidente de uma super empresa.
Se Connor demorou a ganhar meu coração , o motorista Denny o fez facilmente. Aguentando seu chefe mandão mas sempre aparecendo nas horas que Elle precisa, o moço é um fofo.
Se vocês acham que o relacionamento dos dois vai ser puro sexo, algemas e quartos coloridos, meçam seus preconceitos, a autora leu El James e Sylvia Day mas também andou lendo Nicholas Sparks e ao mesmo tempo que os dois tem química a vida deles não será só felicidade não.
Sim, há o fator " Maria do Bairro" para a história de vida da moça , mas ele também tem seus traumas e os dois juntos fazem os ganhos anuais de um bom terapeuta.
Na medida certa, Black Para Sempre é uma grata surpresa, uma história gostosa, dessas que amamos ler e suspirarmos. Recomendo.
0Comentar| 11 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 22 de agosto de 2015
A sinopse do livro já nos diz como Ellery irá conhecer Connor Black um grande empresário, famoso por usar as mulheres e nada mais.
Ellery é uma moça que ama pintar, e vive sua vida intensamente, aproveita os momentos mais simples, seu namorado a deixou, e trazendo a tona o medo de ficar sozinha novamente, ao conhecer Connor. sua personalidade marcante o intriga, ela não se deixa intimidar pelo jeito mandão dele, eles começam a passar mais tempo juntos, ela o desafia sempre a vivenciar momentos simples, que ele havia esquecido a magia deles.
Após mais um perda em sua vida, Connor e Ellery não irão resistir a atração entre eles, muito mais que afinidades os sentimentos foram se solidificando com a convivência, então explode a paixão.

Ellery tem um grande segredo que pode quebrar, destruir o homem que a ama... ele vai descobrir seu segredo e a trama vai tomar outro rumo comovente e muito intenso nas próximas páginas.
Nosso casal de protagonista irão enfrentar muitas batalhas no decorrer do livro devido ao segredo de Ellery.

O livro tem muitas mudanças devidos a fatos novos, por esse motivo não posso falar muito sobre o livro.
Um final sonhado por toda leitora, repleto de declarações.

Eu particularmente amo essa trilogia, a premissa do livro pode parecer clichê, mas o livro é muito mais intenso, ele fala sobre um amor que tem uma base sólida, superações.
E mostra como é difícil ver a dor de quem amamos, nos sentimos despedaçados ao ver, é preciso muita maturidade e muito amor para estar ao lado das pessoas que amamos nessa situação.
Ellery se mostrou uma protagonista corajosa, o amor a fez enfrentar seus medos, ir a luta, e nosso lindo Connor um homem que conheceu o amor verdadeiro.

Além de um lindo romance repleto de superações, Connor é um sonho para todas as mulheres, o que me chamou atenção nele, foi ele perceber os menores detalhes em tudo que se refere a Ellery, algo que ela disse que gosta ele se lembra, são esses detalhes que fazem a grande diferença.
Hoje em dia acredito que falta muito nos relacionamentos é exatamente isso, perceber os detalhes, ele sabe o que ela gosta, seus sonhos, a casa de seus sonhos se importar realmente com a pessoa que amamos.
Percebemos o quanto ele se importa com ela. o quanto quer agrada-lá, viver seus sonhos com ela.
Por isso não há como não se apaixonar por ele...

Um romance maravilhoso, os sentimentos estão em cada superação dos personagens.

A autora tem uma escrita envolvente, com muita emoção nas cenas, o livro é curto mas muito intenso.
A leitura fluiu muito bem, gostei muito da forma como a autora abordou os temas no livro, sem ficar uma leitura pesada, e com grande destaque para as cenas de superação. Pude sentir o conforto que Connor transmitia a Ellery.
Capa linda, representa uma das cenas mais lindas do livro.

Joyce - Blog Livros Encantos
0Comentar| 4 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 25 de julho de 2016
Infelizmente, para mim, o enredo previsível, extremamente entediante e me fez lembrar porque eu muitas vezes evito estes livros.
O protagonista, Connor Black não traz nada de especial. Cópia de vários CEOs misóginos que usam o sexo como diversão e demonstração de poder, porque em algum momento da vida aconteceu algo traumatizante, e para variar a única resposta é: transe como se não houvesse amanhã.

A mocinha, Ellery é, talvez, a única coisa que se salve neste livro. Embora teimosa como todas as outras, ela realmente não se tornou complacente, aceitando todas as imposições sem sentido de Connor, que estava acostumado a dar ordem para tudo e todos. Mas seu comportamento era uma contradição, assim como aparentava amar a vida e sua liberdade tinha atitudes que demonstravam o completo oposto.

Os demais personagens são totalmente dispensáveis, com destaque para Peyton, a melhor amiga de Ellery. Ela é sem dúvida a “pior melhor amiga” que eu já li. Logo após uma atitude extremamente insuportável e egoísta de Connor, momento que Ellery mais precisava de sua melhor amiga, a única pessoa que ela realmente tinha na vida, esta resolve viajar por duas semanas com o novo amor de sua vida, que ela conheceu três dias antes, e a abandona totalmente.
Com um infinito de cenas clichês que nada acrescentavam a trama, a autora se perde até no fuso horário. No mundo dela, Nova York tem 3 horas a menos que Los Angeles.

Na tentativa de criar uma comoção, um tema bem delicado foi inserido, mas não sei se eu realmente fiquei de má vontade, mas não me comoveu em nenhum momento, e eu sou daquelas que chora em comerciais de televisão. Não teve nenhuma atitude não previsível em todo o decorrer. Levou metade do livro para os personagens fazerem sexo, mas depois que isso ocorreu, era um infinito de prazer para todos os lados, não importando o momento nem o local. O normal comportamento de usar sexo como fuga se torna cansativo, e em vários momentos, pulei as páginas.
O livro foi narrado pela Ellery, mas perdido em um capítulo, Connor também fez uma narrativa que não acrescentou nada a trama e eu sinceramente não entendi porque foi feito, pois quando isso ocorre é para entendermos melhor alguma coisa, mas isso não ocorreu.

Tentei ler este livro realmente com boa vontade, mas neste caso parece só um livro igual aos demais como ‘Cinquenta Tons de Cinza’ ou ‘CrossFire’, que foram livros que eu gostei, mas não preciso ler outro livro igual.
O livro faz parte de uma trilogia que eu não vou ler, mas todos os livros foram publicados pela Editora Valentina. Dou duas estrelas, porque estou de boa vontade, porque na verdade merecia só uma.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 31 de dezembro de 2016
Na linha açucarado-picante dos novos YA, a abordagem até que foi bem trabalhada. A forma como as personagens Black e Ellery se conhecem; como o romance começa; e como termina também... Apesar de ser açucarado, tem um quê amargo quando Black vacila diante dos problemas de Ellery. Mas da forma como a autora apresenta a coisa toda, é a real. Quero dizer, a única coisa real num romance de Cinderela... As pessoas lidam de maneiras diferentes diante do supostamente inevitável, e tem gente que foge porque não suporta passar por esse tipo de situação. (Quando você ler, vai entender o que quero dizer). É um romance urbano, com um pouco de erótico, mas nada exagerado, que fuja da ideia central que é a construção de um relacionamento de contos de fada. Ela é a típica madalena-sofredora e batalhadora. A Cinderela! Ele é o milionário dono de várias empresas. O príncipe meio-desencantado-com-a-vida. O enredo me lembra um pouquinho os livros da Abbi Glines misturado com os da Jennifer Lyon.
Devo avisar que é preciso adquirir todos os três livros para se chegar ao final da estória do casal. Infelizmente, é assim. Eu não gosto muito de continuações, para mim, servem apenas para manter a gente ligada na série, comprando. Contudo, há séries que valem o nosso esforço. Black pode ser considerado uma delas.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 28 de agosto de 2015
Uma história que poderia ser classificada como clichê, o empresário rico que só quer sexo sem compromisso e a mocinha linda que entra em sua vida e o amor acontece... só que nessa história o começo já é um pouco diferente. No decorrer da leitura você deseja ter um Connor na sua vida.
Um livro curto e gostoso de ler, vale a pena esperar pela sequencia.
0Comentar| 6 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 20 de outubro de 2015
Comprei o livro pelos comentários, mas confesso que não foi tudo isso que eu esperava... Esperava mais romance, mais amor, mais drama, mais lagrimas, mais sofrimento, mais sexo e não foi nada disse que encontrei... Como sempre o mocinho nesta caso Connor Black que só faz sexo por prazer e nunca por amor (diz que tem curte algo diferente e só faz o tradicional com a mocinha) e em pouco tempo se apaixona pela mocinha Elle que está doente mas esconde isso dele... Ai tem também sempre uma mulher na vida do Connor que ele tenta esconder da Elle, para no final mostrar um estorinha muito sem graça... O enredo não foi aquilo que os comentários prometeram, por isso fiquei decepcionada... Elle tem um temperamento forte e esta sempre entrando em conflito com Connor e os sintomas e o tratamento da doença dela não conseguiram me levar as lagrimas, não sofri, não chorei e não amei com o casal, não consegui me apaixonar por eles... E teve algo que me incomodou muito, Ella fez quimioterapia e um tratamento que é teste para tratamento de leucemia e não teve problemas de fertilidade? Agora o pior de tudo é o super garanhão Connor ter várias parceiras sexuais e não usar preservativo porque fez vasectomia, gente olha as doenças venéreas ai... senhoras escritórias usem o poder que vcs tem na mão e façam uma campanha a favor do uso do preservativo, camisinha não previne só contra gravidez, que isso gente achei um absurdo... Para ser sincera é um livro com um tema pesado demais que ficou leve demais... pra quem gosta de uma leitura rápida e leve, vai amar o livro, mas eu não sei se gostei... Quem sabe a continuação faça com que eu me apaixone... O segundo livro é a mesma estoria contada pelo Connor, bobeira ler os dois, se preferir leia apenas o segundo que tem mais alguns capítulos no final...
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 3 de novembro de 2015
Esse livro além de lindo, ele me surpreendeu, pois ela é fora dos clichês. Geralmente as mocinhas conhecem os caras, aí eles começam com aquele sexo casual, aí rola aquelas divergências, depois eles percebem que estão apaixonado e aí voltam para os braços um do outro. Esse não, eles começam com uma amizade, eles se conhecem, fazem coisas juntas e acabam se apaixonando um pelo outro. Aí quando rola o "rala e rola", eles já sabem que se amam, só que a divergência acontece aí. É engraçado o quanto eles brigam, e a Ellery não se dobra fácil. O Black é um mocinho super fofo, ele não é daquele tipo frio e sem emoções, no começo ele até tenta ser, mas a gente percebe que ele é do tipo explosivo e emocional, o que o torna bem mais humano do que muitos mocinhos por aí. Gostei muito!
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 10 de dezembro de 2015
Leitura muito boa que me fez rir, chorar, ficar triste e também ter esperança... e o final foi lindo!
Recomendo!
----------------------------
Very good reading, made me laugh, made me cry, made me sad and also have hope ... and the ending was beautiful!
Recommend!
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 29 de fevereiro de 2016
Merece 05 estrelas porque é uma linda história. Muito bem construída, pois tem começo, meio e fim que te deixa sempre empolgado querendo ver a próxima págima. Tudo de bom! A Kyle é uma personagem forte, mas muito amorosa e o black é o sonho de consumo de todas as mulheres... e outros. Recomendo claro e muito. Sandi Lynn, você tem minha atenção.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso
em 2 de janeiro de 2016
No meu título desta resenha disse que espera mais, pelo frissom que muito antes do livro ser lançado no Basil ele já causava em inúmeros grupos de leitura, eu não li, esperei sair em físico para poder ler e não vi nada demais, na verdade vi mais do mesmo e muitos momentos da leitura. O que é uma pena.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você?SimNãoInformar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Fica comigo
R$22,41
Espero por Você
R$5,64

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui