eBooks Kindle eBooks Kindle Books Kindle Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick home_improvement HI Office PC videogames wireless



50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 30 de outubro de 2017
De enorme influência na cultura, "O estranho caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde" se prova uma das mais excelentes obras da literatura vitoriana. Com uma premissa básica que seria repetida inúmeras vezes - a de que uma pessoa respeitável e um monstro dividirem o mesmo corpo - o livro em si acaba sendo esquecido, mesmo que contenha muitas outras qualidades além de sua criativa premissa. Situando-se dentro da tradição de horror vitoriano, mas expandindo-a, Robert Louis Stevenson pela primeira vez situa o horror não num passado, em terras longínquas e em fatores externos, mas trás para o seio do local de publicação (Londres), num período contemporâneo e apresenta o terror contido dentro do próprio humano, retornando o tema do conflito interno entre o Bem e o Mal que existe dentro de cada pessoa, mas corporificando este mal na forma de Mr. Hyde, que exibe facetas físicas de sua degradação moral enquanto divide o mesmo corpo do respeitável médico Dr. Jekyll. Mas não é preto ou branco, como a narrativa prova: as qualidades morais de Dr. Jekyll / Mr. Hyde, a prova de que o indivíduo não é uno mas ao menos um duplo, acabam se tornando mais ambíguas do que inicialmente se poderia imaginar.

Além disso, este romance curto tem diversas outras engenhosidades: a sugestão sutil de um relacionamento homossexual entre Dr. Jekyll e Mr. Hyde, retratando o escândalo que essa forma de relacionamento gerava na época; a utilização da geografia num tom realista e verossímil ao mesmo tempo que utiliza uma representação fantástica para demonstrar a situação psicológica dos personagens; a adaptação de conceitos darwinianos na sociedade e nos indivíduos e o entendimento da época das teorias darwinianas; as questões postas sobre moral, opinião pública e a divisão entre a imagem exterior e o âmbito interior das pessoas, entre outras muitas questões postas magistralmente em um texto curto.

Esta edição da Penguin Companhia se sobressai das outras por conter uma excelente introdução de Robert Mighall, que apresenta a tradição que Stevenson adentra e inova, além de discutir vários dos temas do livro, de forma que não se pode encará-lo de forma simplista ou rasa.
5 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
10 PRINCIPAIS AVALIADORESem 10 de janeiro de 2016
Li recentemente Dança Macabra de Stephen King onde ele discorre sobre livros marcantes de suspense e horror, O médico e monstro fazem parte deste arsenal. A história é curta mas intensa, muito intensa, o autor escreve de forma a capturar a atenção do leitor completamente. Como é um livro escrito em 1885 obedece ao estilo da época, mas voce nem vai se aperceber disso, o interesse em descobrir o que sucederá a Jekill e Hyde vai lhe tomando conta da mente a cada página.
Escolhi a edição da Penguim/Companha das letras pelo farto material introdutório e esclarecedor escrito pelo escritor carioca Luis Alfredo Garcia-Roza e do inglês PhD em ficção gótica Robert Mighall. O livro conta com uma tradução impecável do diplomata brasileiro Jorio Dauster. O livro também conta com um apêndice de notas importantes para a compreensão do enredo e da Londres de 1885 on se passa a história.
Imagem da contracapa incluída
review image
7 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 2 de julho de 2016
Conhecia a história de Dr. Jekyll e de Mr. Hyde, mas ainda não havia lido o livro. Digo-lhes: foi uma experiência absurdamente gratificante!!!

A "dupla personalidade" tem um amplo espectro, indo desde um fenômeno de bipolaridade (euforia e depressão numa "mesma mente") até casos de acúmulo genuíno de personalidades, mentes distintas com traços próprios. Não conheço da psiqué este tanto, mas chega a dar vontade de estudar o tema, de tão legal que é o livro! Nele o horripilante está na reação quase de hospedeiro-parasita que há entre os dois e - para mim, chocante, intrigante - na alteração das formas corpóreas que as personalidades assumem!

Tal livro é um patrimônio da literatura, que inspirou desde "comic books" (como a relação entre Hulk e Bruce Banner, da Marvel) a filmes (por exemplo, "As duas faces de um crime", de Richard Gere e um Edward Norton quase juvenil). Recomendo demais, é a obra prima deste famoso autor escocês!
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 29 de maio de 2018
Escrito há 132 anos, é impressionante o ainda tamanho da atualidade desse pequeno romance, da lavra escritor britânico Robert Louis Stevenson.

A história, passada na Londres do fim do século XIX, conta a tragédia pessoal de Henry Jekyll, um médico inglês que, ao buscar experiências intensas, acaba descobrindo uma beberagem que o transforma num monstro. Os espaços entre os momentos em que Jekyll vive sob o efeito do seu tônico sinistro se encurtam, gerando em Jekyll uma espécie de êxtase viciante, a ponto de criatura se apoderar do criador…

Considerado a primeira de terror nos moldes como conhecemos, o clássico gótico “O médico e o monstro” tem ambições ainda mais profundas que somente causar aquele arrepio na nuca. O autor trve seu nome grafado na curtíssima primeira divisão da literatura ao criar uma história que mexd com a dualidade, com os amplos significados do que se pode considerar como liberdade (não o ato ds ir e vir, mas o limite das ações humanas e suas consequências).

Jekyll, uma vez dominado pelo elixir maldito, se transforma numa criatura de aspecto repugnante, a quem ele nomeia como Hyde. Este, parte do próprio Jekyll, é dominado pelo mal e suas implicações, o anseio por maltratar, fazer sofrer e até dar cabo da vida de outra pessoa, são vistas como normal aos olhos da criatura Hyde. Em dado momento, Jekyll vai percebendo que sua personalidade, até então íntegra e lúcida, vai sendo corróida pela má índole de Hyde, e pior, percebe que encontra prazer em tudo de ruim que este faz. Uma partícula de humanidade impele o médico a tentar “fazer desaparecer” a criatura Hyde, mas para isso, precisa encontrar o ingrediente principal da porção, sem sucesso, contudo.

Nisto se encerra a grande tragédia de Henry Jekyll: a degradação moral, o assustador prazer em ver a consecução do mal, praticado por seu lado sombrio, o caminho sem volta ao Jekyll bondoso, inteligente e íntegro, o problema da moralidade humana posta nas curtas páginas, páginas que, com mais de um século de vida, ainda fazem-nos pensar sobre quão obscuros e repudiáveis as nossas inclinações.
|0Comentar|Informar abuso
em 8 de março de 2018
A historia e contada por relatos do advogado Sr. Utterson,que fica abismado ao descobrir que um de seus melhores amigos Dr. Jekyll,escreveu um testamento deixando toda a sua heranca para um desconhecido chamado Hyde.Um sujeito suspeito, que ninguem conhecia.Preocupado o advogado começa a investigar, mesmo com o proprio Jekyll insistindo para ele parar.O livro é bem curto,mas a historia te prende do inicio ao fim.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 11 de agosto de 2016
A história trata da existência do bem e do mal dentro de cada um. Através da fantasia onde um médico, que através de uma poção química é capaz de fazer sua aparência exterior alternar completamente entre um ser que é todo mal e o outro que é o bem, o autor mostra a luta constante entre os dois lados no ser humano, bem como o perigo de alimentamos o mal ao invés de combate-lo. Trata-se de um clássico da literatura inglesa.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 5 de setembro de 2017
Diferente do que eu esperava e, talvez por isso, muito mais fascinante. Uma leitura rápida, capaz de deixar mesmo os leitores que têm uma vaga noção do enredo com a pulga atrás da orelha. Faz refletir sobre a natureza humana de uma forma incrível, definitivamente vale a leitura.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 26 de dezembro de 2016
Como dito em todas as avaliações, trata-se da luta do bem contra o mal que existe dentro de nós. O ser humano é capaz de fazer coisas maravilhosas e ao mesmo tempo coisas terríveis. Essa bipolaridade é retratada de maneira alegórica, mas de forma direta e sem enrolação pelo autor. Vale a leitura.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 14 de junho de 2016
O trecho da obra pouco lembrado, e a meu ver a mais interessante é no último capítulo quando o autor descreve a psicologia por trás dos personagens: suas razões, motivos, e comportamentos. Essa parte considero primorosa justificando o título de obra prima. A novela acaba sendo lembrada só pelo seu lado sinistro.
|0Comentar|Informar abuso
em 11 de abril de 2017
Clássico da literatura, escrito em 1886 mostra o lado sombrio que todos temos e devemos domar. Extremamente bem escrito e as descrições da "transformação" de Dr. Jekyll para o Sr. Hyde (que acredito vir de Hide em ingles - esconder) é perfeita.

Recomendo aos que gostam de uma literatura forte.

Cethlys
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Ratos e Homens
R$16,06

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui