Books eBooks Kindle eBooks Kindle Novo Kindle Oasis Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick home_improvement HI Office PC videogames wireless



500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 17 de agosto de 2017
O conteúdo deste livro é muito claro, porém ao mesmo tempo é difícil descrevê-lo, pois é muito abrangente. Considero o autor, desde já, um dos maiores pensadores e escritores do século XXI, desde Sapiens e agora com Homo Deus veio a comprovação.

O autor nos coloca à refletir os questionamentos que ele faz, com sua escrita provocadora, clara e coerente, nessa obra que é como se fosse uma continuação de seu livro anterior Sapiens: Uma breve história da humanidade, o livro começa no passado, mostrando o processo de desvalorização das divindades antigas até adotarmos o humanismo como nossa "religião", abordando de forma impressionante o tema, que deixa até o mais fanático dos religiosos muito pensativo.

Em seguida seu ensaio vai em direção a futurologias, porém não como um profeta, mas sim como um cientista/historiador com argumentos baseados em pesquisas científicas, com explanações muito coerentes e de fácil entendimento, mesmo com assuntos espinhosos.

Ele fecha o livro no chamado dataísmo - a crença nos dados, explicado incrivelmente bem. Apesar dos benefícios presentes dessa "nova religião" me causou preocupação o fato de estarmos vivendo uma falsa sensação de que estamos no controle de tudo.

Um livro para ler e reler, refletir profundamente.
15 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 27 de dezembro de 2017
Se alguém fosse ler somente um livro no ano eu recomendaria esse. O autor é muito hábil em avaliar em que ponto estamos no mundo e para onde nossa sociedade pode evoluir. E os cenários que ele imagina, apesar de serem realmente impressionantes, não nos parece tão distantes de acontecerem. É por isso que associo com o seriado Black Mirror!!
Ele discute bastante a revolução humanista pela qual a sociedade humana passou e a relação ciência e religião. E apesar dele defender que os ser humano já não depende de nenhum ser divino para guiar suas ações, ainda temos uma grande porção de regiões no planeta onde essa revolução humanista ainda não chegou. O autor, sendo residente de Israel, faz parte desse mundo desenvoldido mas está bem perto de povos que ainda dão muito valor a divindades.
Enfim, vai abrir muito seus horizontes sobre a sociedade humana. É um pensador que vale pena ser lido e a sua visão particular é bem interessante, mesmo que você não concorde totalmente com ele!
7 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
10 PRINCIPAIS AVALIADORESem 26 de outubro de 2017
Após terminar de ler o livro "Homo deus: uma breve história do amanhã", cuja leitura indico para quem leu o livro "Sapiens: uma breve história da humanidade", chego à conclusão de que o olhar do autor, tanto para o passado quanto para o futuro, aparenta ser algo fantástico e distópico, não fosse o fato de essa "distopia" estar amparada no conhecimento que, atualmente, dispomos do mundo e de nós mesmos, o que mostra que a natureza é muito mais fantástica do que qualquer estória ou mitologia que possamos inventar. O livro "Homo deus", na minha opinião, é tão bom quanto o "Sapiens" e até mesmo o supera, uma vez que retoma e aprofunda ainda mais os temas anteriormente tratados, além de acrescentar uma visão prospectiva para o futuro. Este livro traz elementos de história, biologia, neurociência e ciência da computação. É uma grande obra, merecidamente celebrada, que nos faz refletir, e muito, sobre a vida, sobre a nossa história e sobre o que nós realmente somos. O autor coloca em xeque até mesmo a nossa visão humanista do liberalismo, que é bastante antropocêntrica e vê o ser humano como o centro de tudo. Harari relativisa esse entendimento com os atuais dados da biologia, em que podemos ser vistos como um sistema de processamento de dados, como algoritmos biológicos. Parece aterrorizante, mas o objetivo do autor não é amedrontar, nem trazer certezas quanto a previsões para o futuro, mesmo porque toda previsão é limitada pelos dados que possuímos no presente. Este livro analisa os dias de hoje, em que algoritmos computacionais são uma realidade utilizada em todos os âmbitos da sociedade e em que desenvolvimentos tecnológicos, como o capacete de ondas eletromagnéticas, é capaz de modificar o funcionamento do nosso cérebro e de alterar estados emocionais, como curar a depressão como em um passe de mágica! O autor fala sobre a busca da medicina pela imortalidade ou pelo prolongamento indefinido da vida, o que pode vir a se tornar factualmente possível, embora possa vir a causar inúmeros outros problemas, bem como do potencial risco de criarmos super humanos, os "homo deus", convivendo ao lado dos "homo sapiens", assim como estes, um dia, conviveram com o "homo erectus", o "homo neandertalense" e outras espécies de humanoides que comprovadamente coexistiram há milhares de anos. O livro fala também da questão ambiental e da natureza, que, como se sabe, engloba todas as espécies de animais, inclusive o "homo sapiens", embora nós tenhamos a tendência a nos colocarmos do lado de fora, como seres especiais para quem Deus criou a natureza, como diz a Bíblia. O autor fala também de comportamentos, questões éticas, direitos humanos e muitos outros temas relevantes. Este livro desconstrói uma série de ideias e apresenta muitas outras, mais consentâneas com o mundo em que vivemos, em que não há mais certezas absolutas, mas meras probabilidades!

# Indico a resenha em vídeo de "Homo deus" feita pelo Lucas, do canal Livros & Negócios, disponível no YouTube. Ao final, ele apresenta 5 aprendizados que podemos ter com a leitura deste livro!
review imagereview imagereview image
39 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 6 de dezembro de 2017
O professor Harari, que já é um consultor de decisões políticas e que é ouvido por líderes de diferentes partes do planeta, nos presenteia com essa continuação de Sapiens: Uma breve história da humanidade, que é em si um livro excelente, e nos dá a oportunidade de revisitar alguns de seus pensamentos mais engenhosos a respeito da história da humanidade e dos rumos que ela está tomando.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 5 de novembro de 2017
Excelente análise da vida e nossas possibilidades no futuro. Um livro imprescindível em sua coleção. Para refletir e considerar. Para interiorizar e colocar nas suas opções para tomadas de decisões. Somos mesmo apenas um conjunto de algoritmos? A inteligência tem mais significado que a consciência?
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 1 de junho de 2018
Não sem razão, o livro ganhou destaque na imprensa brasileira e internacional. O autor, que já fez sucesso com outro excelente best-seller (Sapiens – a História da Humanidade), nos instiga a discutir o futuro da humanidade de forma bastante racional. A tecnologia nos leva a patamares nunca antes alcançados, mas também pode nos conduzir para a rota de extinção do Homo Sapiens, pelo menos como o hoje conhecemos.
Mesmo se entendido como um difícil exercício de futurologia, o texto é bem didático e merece ser lido pela ótima discussão filosófica.
Recomendo!
|0Comentar|Informar abuso
em 15 de janeiro de 2018
Muito bom, talvez um pouco otimista demais. O primeiro definitivamente é melhor, mas vale a leitura. Sobre a busca da felicidade, acredito que a argumentação é um pouco ingênua, dado que o sistema (seja imperial, capitalista, etc.) SEMPRE a utilizou para manipular as massas e, não acredito que isso mude tão cedo ou em algum momento.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 27 de março de 2018
Maravilhoso. Uma leitura agradável, assuntos abordados de forma inteligentes, com informação encadeada. Um livro para ler e reler com o mesmo gosto, pois é muita informação para digerir, mas estas são sempre expostas de uma forma fácil para quem lê. Um livro para indicar aos amigos e parentes sem receio.
|0Comentar|Informar abuso
em 12 de março de 2018
O livro possui muita badalação e sucesso comercial. Se for olhar mais a fundo, o Yuval Harari realiza uma boa abertura nos primeiros capítulos, juntando conceitos recentes discutidos em diferentes esferas do conhecimento (biologia, tecnologia, sociologia) no entanto ao longo do tempo deixa o rigor técnico-científico e se ampara em opiniões pouco embasadas e alguns clichês.

Não espere um livro profundo ou estruturado através de pesquisa científica. Se estiver buscando algo nessa linha, prefira livros como O Capital no Século XXI (Thomas Picketty) ou Sixth Extinction (Elizabeth Kolbert).
|0Comentar|Informar abuso
em 22 de novembro de 2017
Livro muito bom, qualidade Harari. As ideias apresentadas te fazem mudar a maneira de olhar o mundo, o autor escreve muito bem também.
Recomendo ler primeiro homo deus e depois Sapins: uma breve história da humanidade que é pra mim é o melhor livro dele.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso


Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui