Amazon Prime Video Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Direct Publishing Kindle Paperwhite Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick HI home_kitchen Office Computers VideoGames Wireless

Avaliação de clientes

4,9 de 5 estrelas
13

AVALIADOR Nº 1em 29 de junho de 2017
"Le Tour de Monde en Quatre-Vingt Jours" ou "A Volta ao Mundo em Oitenta Dias" conferiu a Julio Verne renome mundial e fez dele um homem rico. Para se ter uma ideia do estrondoso sucesso, quando publicado em 1873, o livro vendeu surpreendentes 180.000 exemplares, com as traduções para o inglês, russo italiano e espanhol.

Sua história gira em torno de uma aposta entre o excêntrico Phileas Fogg e os membros do Reform Club da qual ele faz parte. O que está em jogo são 20.000 libras, caso não consiga circunavegar a Terra em "apenas" oitenta dias na companhia de seu criado, o francês Jean Passepartout. Por sinal, a bordo de navio, trem, coche, escuna, cargueiro, trenó e até elefante, a dupla revela-se bem ajustada mas também singular. Enquanto Mr. Fogg é o estereótipo do inglês: fleumático, polido e metódico; Verne foi mais generoso com seu compatriota, Passepartout é perspicaz e empático com pessoas e lugares.

Munido de muita imaginação e de um exemplar do Bradshaw's Continental Railway Steam Transit and General Guide, um guia com horários de partidas de chegadas de trens e navios, o escritor criou uma história deliciosa, repleta de aventuras e capaz de perdoar todas as inconsistências geográficas que aparecem em suas 234 páginas. Partindo de Londres, Phileas e Passepartout cruzam com personagens interessantes, como Mr. Fix, um detetive atrás de um ladrão de banco, e Mrs. Alda, uma indiana condenada a morrer queimada junto do cadáver do marido num bizarro ritual. Enfim, após inúmeros acidentes e imprevistos, um erro de cálculo marca um dos desfechos mais brilhantes da literatura mundial.

Em 1956, o livro recebeu sua melhor adaptação para o cinema e no ano seguinte, ela levou o Oscar de melhor filme, roteiro adaptado, montagem, fotografia e trilha sonora. Trata-se de uma superprodução com David Niven, Cantinflas (Mário Moreno) e Shirley MacLaine nos papéis principais. Conta ainda com a participação especial de grandes astros da época, merecendo destaque Frank Sinatra, Marlene Dietrich, John Gielgud e Buster Keaton. Caso encontre uma cópia, não deixe de assistir.

Finalmente, adquiri o ebook, porém, quando conheci a edição em capa-dura, apresentando um irrepreensível projeto gráfico, concluí que, por conta da pequena diferença de preço, deveria ter optado por este formato. Com boa tradução de André Telles e competente apresentação do escritor Jocas Reiners Terron, o livro ainda traz ainda Cronologia da Vida e Obra de Jules Verne. Parabenizando a Editora Zahar, só resta desejar a todos uma boa leitura!

Fotos (da esquerda para direita): antiga edição ilustrada do livro, cartaz e imagem do filme de 1956.
review imagereview imagereview image
0Comentar| 7 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 12 de maio de 2017
Esta maravilhosa edição de "A Volta ao Mundo em 80 Dias" da série Clássicos Zahar foi um grande adendo à coleção. Este é um livro que transcende o tempo e gerações e gerações de leitores. Lembro que li quando adolescente uma adaptação e me encantei à época do mesmo modo como estou encantado agora com a leitura do texto integral. Esta edição em particular vem com confortáveis folhas amareladas de boa textura que propiciam leitura fácil, além de belíssimas ilustrações de DeNeuville e capa dura. Altamente recomendável.
0Comentar| 6 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 21 de setembro de 2017
Indiscutivelmente, Júlio Verne foi um mestre na arte de contar aventuras. A maneira como o autor descreve com nitidez os detalhes da curiosa jornada de Phileas Fogg e Passepartout ao redor do mundo é excepcional. A trama é objetiva e enxuta, não permitindo uma análise psicológica mais profunda dos personagens, no entanto, Verne consegue imprimir uma ótima impressão do perfil de cada um dos viajantes na medida em que a história se desenvolve.
Os argumentos do autor são convincentes e críveis no decorrer de cada referência, fazendo uso de dados históricos e geográficos que enriquecem ainda mais a narrativa (aconselho, inclusive, que a leitura seja feita com o acompanhamento de um mapa-múndi ou um atlas para melhor compreensão do texto).
Talvez, a única "desvantagem" deste clássico, ao meu ver, seria a rapidez com que algumas situações são descritas, sem dar margem para explicações mais minuciosas (quem sabe, isso até tenha sido feito propositalmente pelo autor no intuito de atribuir uma dinâmica mais concisa à obra).
No demais, esta é uma leitura obrigatória e imprescindível que apresenta um dos maiores êxitos de Júlio Verne na literatura mundial.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 19 de março de 2017
Este, de todos, é meu livro favorito!
Então, agora que esclarecemos que serei totalmente parcial falando dele, comecemos:

Este é o mais famoso dos livros de Jules Verne e, acredito eu, que isso se deva ao fato de ser a estória de um inglês que faz uma aposta que conseguiria dar a volta ao mundo e estar de volta à Londres em 80 dias. Estória cheia de aventura, com inúmeros desafios que o inglês, Sr. Phileas Fogg, deve enfrentar.

Neste livro, você percebe o cuidado que Sr. Verne tinha com seus escritos e pesquisas.
Embora os personagens, hoje, estejam um pouco datados e que um certo preconceito pode ser notado quando o escritor trata de culturas diferentes da sua, o livro é alegre e jovial, então, se você esta procurando por uma leitura mais densa e, talvez, psicológica, nem chegue perto! tirando esses detalhes, o livro continua uma obra-prima da ficção científica!

Mas, uma dúvida permanece: em vários lugares, o Sr. Phileas Fogg é dado como sendo Dinamarquês e, no livro pelo menos, ele nunca dá tal informação e, mesmo, chega a responder quando um homem o chama de "Inglês". Então, para mim, Phileas Fogg é tão Inglês quanto o Big Ben!

Leia o livro, nem que seja só para poder discuti-lo nas rodas de amigos!

Li a maravilhosa edição da série Clássicos Zahar da Editora Zahar. O livro vem em confortáveis folhas amareladas e belíssimas ilustrações de DeNeuville.
0Comentar| 13 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 9 de março de 2017
Fiquei impressionado com o excelente trabalho de pesquisa do autor nesta obra comentada.
A obra de Jules Verne o transporta aos lugares em que Philleas Fogg percorre.
A obra é um misto de ficção e realidade. Recomendo firmemente como uma ótima leitura.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 26 de novembro de 2017
Muita aventura e emoção numa história que te prende do começo ao fim. Adoro as histórias do Jules Verne desde criança e essa edição da Zahar está muito bonita e de qualidade.
Recomendo
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 4 de maio de 2017
Recomendadíssimo. O livro é espetacular e a edição muito bem feita.
Vale a pena ter na coleção.
A apresentação brasileira no começo do livro é chata e arrastada, pulei ela e fui direto para o livro.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 28 de agosto de 2017
Comprei cheia de expectativa e todas foram supridas. Posso dizer que dei a volta ao mundo junto com os personagens, os quais me vi muito apegada antes mesmo de chegar no meio da estória. Super recomendo para quem está a procura de um clássico e de muita aventura.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 20 de fevereiro de 2017
A edição da zahar nos faz ficar impressionados antes mesmo de ler a obra. A história em si é sem dúvida a obra prima de Julio Verne e adornada de forma tão bela quanto o foi nesta nova edição, é transformada em uma obra para se ter e reler diversas vezes.
0Comentar| 11 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 10 de dezembro de 2017
Livro cativante do início ao fim! A história passa por diversas partes do mundo, sempre de forma acelerada e impetuosa. Jules Verne tem uma maneira incrível de descrever lugares e fazer relatos de viagem. Recomendadíssimo para quem gosta de uma boa aventura.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso