Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick HI home_kitchen Computers VideoGames Wireless



em 20 de janeiro de 2018
Sou psicóloga e estudo assassinos em serie por conta própria ha muito tempo e gostei muito do livro. Li e reli e o livro realmente explica claramente a historia da unidade comportamental do FBI. Muito elucidativo e esclarecedor.
0Comentar| 13 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 22 de outubro de 2017
Claro, o autor apresenta os métodos utilizados para se realizar uma análise de perfil (que ajudará a identificar o suspeito de um crime) e conta um pouco sobre como esse método foi desenvolvido dentro do FBI, porém não se trata de uma manual com passos a serem seguidos, e os autores deixam isso bem claro. É um livro autobiográfico, um pouco científico e funciona como um bom thriller, pois os casos reais que o autor apresenta são narrados como uma história de suspense contada por um amigo.
A leitura fica um pouco repetitiva da metade para frente, pois os casos são apresentados da mesma forma, com a mesma escrita. O final quebra isso, pois é um pouco mais científico e crítico, com críticas à psiquiatria e ao DSM. É bem legal o reconhecimento de falhas que Douglas faz no último capítulo.
Quando o autor fala sobre sua vida, ele tende a se vangloriar, de maneira egoísta às vezes, dando menos importância aos agentes que trabalharam com ele no desenvolvimento do método de pesquisa sobre criminosos. A vida dele é interessante, mas parece ser contada por alguém exibido.
Edição padrão, brochura, capa com orelhas, miolo em papel Pólen Soft, boa diagramação e boa tradução, com bom emprego dos termos técnicos.
Um livro bem completo para quem se interessa sobre a temática de assassinos em série, escrito de maneira descomplicada. Uma boa leitura, me deixou satisfeito ao final. Recomendo. Ninguém vai se tornar um especialista em assassinos em série ao terminar o último capítulo, porém, um grande conhecimento, sobre como esses indivíduos pensam e agem, será adquirido.

Alan Martins, Blog Anatomia da Palavra
review imagereview imagereview imagereview image
0Comentar| 57 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 17 de dezembro de 2017
John Douglas (1945 -) foi o fundador da Unidade de Apoio Investigativo do FBI e iniciou a prática da análise de perfis de serial killers. Durante os anos 1970-1980 ele entrevistou dezenas de assassinos e auxiliou na investigação de outras dezenas de investigações.
Confesso que estava com um pouco de medo de ler esse livro. Achei que ficaria impressionada com o relato de vários crimes. De fato, o livro contém várias histórias tenebrosas. No entanto, os relatos são feitos de um ponto de vista da pessoa que procura juntar fatos e pistas para entender a mente do criminoso e, finalmente, capturá-lo. Não há apenas a descrição dos crimes. Na verdade, o leitor começa a raciocinar com os elementos que o autor forneceu nas páginas anteriores.
John Douglas organizou cursos de treinamento para agentes do FBI e policiais por todo o país e tornou-se uma lenda. As autoridades de diversas cidades ligavam para ele, descreviam a cena do crime, enviavam as fotografias e as provas recolhidas. Algumas horas depois ele conseguia fornecer os dados que orientariam os investigadores. Alguns chegavam a crer que ele fosse médium.
A personalidade da vítima também era estudada, levando a outros questionamentos. Por exemplo, por que essa pessoa foi escolhida pelo criminoso? O que ela poderia ter dito ou feito que pudesse alterar a decisão do assassino? O que serve para encorajar ou inibir a execução de um crime?
Depois de estudar tantas mentes assassinas, John Douglas tornou-se descrente quanto à chamada “recuperação” desses criminosos.
Trata-se de um livro muito interessante, que inspirou a série de sucesso da Netflix.
“Assassinos em série são, por definição, assassinos bem-sucedidos, que aprendem com a própria experiência. Precisamos apenas ter certeza de que estamos aprendendo mais rápido do que eles”.
CONCLUSÃO: MUITO BOM
0Comentar| 3 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 26 de março de 2018
No livro, os assassinatos são detalhados em um nível mais superficial (talvez para não assustar parte dos leitores) e, embora o perfil do assassino seja exibido com muitos detalhes, senti falta dos motivos que levaram os agentes a traçar o perfil daquela forma. Em muitos casos, o autor discute um pouco sobre o que o levou a alguns detalhes do perfil, mas eu senti falta de mais detalhes.

Apesar disso, a leitura do livro flui muito bem e ele não fica maçante em nenhuma parte. Aparentemente, além de prender serial killer, o autor também sabe como prender leitores!
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 27 de fevereiro de 2018
Eu já havia visto a (e gostado da) série de mesmo nome, produzida pela Netflix em 2017, baseada neste livro, escrito em 1996 mas somente agora lançado no Brasil, na esteira do sucesso da citada série. O livro é bastante extenso (384 páginas) e descreve, em primeira pessoa, dezenas de casos onde o autor (Douglas) atuou como especialista da Unidade de Ciências Comportamentais do FBI, criada por ele mesmo. A narrativa é bastante fluente, apesar de não manter uma ordem cronológica precisa, de um certo grau de repetitividade e de alguns capítulos poucos interessantes sobre a vida do autor, cuja vaidade transparece ao longo de todo o livro (e não que isso não se justifique: o trabalho dele foi inovador e extremamente importante). Uma das melhores partes da série, as entrevistas dos agentes do FBI com Ed Kemper, não tem o mesmo destaque no livro, embora vários outros crimes e criminosos sejam descritos com maior riqueza de detalhes. Enfim, um bom livro, que li em poucos dias mas que contraria aquele ditado de que os livros são melhores que os filmes (ou séries) neles baseados. Nesse caso, a série é melhor.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 8 de março de 2018
Agente aposentado do FBI, John Douglas mostra em seu assustador livro as "obras" de alguns dos sanguinários assassinos americanos, os "serial killers". O leitor impressionável deve sentir algo mais que repulsa, talvez medo, ainda mais quando Douglas cria um departamento revolucionário de comportamento para entrevistar esses criminosos e revela todos os horrores de que foram capazes. Douglas, frente a frente com eles na prisão , às vezes sozinho, sem a proteção de um policial, ele próprio teme por sua vida. O livro inspirou a série da Netflix do mesmo nome, que amenizou consideravelmente os detalhes dos crimes dessa gente insana e impiedosa.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 2 de dezembro de 2017
Recomendo a leitura e a série.
Ótima história, revela muita coisa sobre perfil comportamental, que devemos compreender a pintura pra depois entender o pintor, etc.
Quem assistiu a série da Netflix lerá alguns casos que passaram na série, muitos outros que devem passar na segunda temporada.
Livro com uma leitura fluída, com cenas bem detalhadas e mordidas.
Recomendo para quem assistiu a série.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 11 de janeiro de 2018
O livro apresenta os casos e as recomendações do dadas pelo FBI para suas resoluções e indiretamente o impacto na vida pessoal do John Douglas. O início e o fim o foco é em sua vida e impacto do trabalho na sua saúde é no seu casamento. No interior estão os casos e os insign que auxiliaram na resolução dos crimes. Pessoas que gostam de história políciais devem gostar deste livro.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 11 de janeiro de 2018
Recomendo a todos que gostam de psicologia comportamental e como padrões podem ajudar a solucionar crimes. São casos reais em que o autor descreve de uma maneira fácil de acompanhar e mantém a atenção do leitor para a solução dos casos.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 28 de fevereiro de 2018
Um livro muito bom. Os relatos sobre os crimes e os métodos de investigação são ótimos. A única coisa que me incomodou foram os relatos da vida pessoal do autor. Achei chata essa parte. Mas recomendo a leitura.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Serial Killers
R$2,99
3096 dias
R$7,59

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui