Books eBooks Kindle eBooks Kindle Novo Kindle Oasis Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick home_improvement HI Office PC videogames wireless

  • Hamlet
  • Avaliação de clientes



50 PRINCIPAIS AVALIADORESem 26 de abril de 2018
Poderíamos ler Hamlet apenas como uma peça sobre vingança que ainda assim nos sentiríamos fascinados, pois é uma leitura tão prazerosa que o leitor se sente preso do início ao final. Contudo, podemos enriquecer ainda mais nossa leitura ao observar o teor filosófico e psicológico que transborda da obra.
A citação de Hamlet: “Há algo de podre no reino da Dinamarca” já indica ao leitor que não se trata somente de uma vingança contra um crime, mas de algo ainda pior, algo que transgrede a natureza humana; isso se constata ao verificarmos que o vilão não só matou, mas matou ao seu rei e seu irmão, e pior, tomou como esposa, numa relação quase incestuosa, a mulher de seu irmão. Todas essas perversões podem ser vistas como as perversões que há no mundo: pais que violentam seus filhos; ladrões que matam suas vítimas; pessoas que cometem genocídio com seus semelhantes por se julgarem superiores, etc. E quantas vezes não desejamos ter nascido num tempo melhor, tal qual Hamlet: “Nosso tempo está desnorteado. Maldita a sina, que me fez nascer um dia pra consertá-lo!” Essa última citação de Hamlet para mim é uma das que mais podem resumir a obra, ao menos na minha interpretação, pois aqui o protagonista lamenta sua sorte, mas pretende se lançar para a ação, para mudar o seu mundo. Contudo, Hamlet é muito racional, e sua racionalização muitas vezes retarda sua ação. Veja bem, a lógica ou a racionalização empregada pelo protagonista é perfeita, e convence o leitor, mas o atraso nas suas ações acarreta em implicações a pessoas inocentes, é como se apenas a racionalização não fosse suficiente, é preciso agir, não podemos apenas apontar o problema, é preciso resolver.
E no meu ponto de vista, o excesso de razão de Hamlet o levou não a uma loucura apenas disfarçada, mas real. Por exemplo, podemos dizer que o espectro do pai é a prova da loucura de Hamlet se nós enxergarmos simbolicamente o espectro como sua própria consciência, que seus amigos veem algum distúrbio, mas não consegue perscrutar, e que sua mãe sequer consegue ver (pois de alguma forma ela já não conhece o filho), e apenas Hamlet consegue falar com o espectro/consciência. E na sua loucura, tal qual o capitão Ahab de Moby Dick, Hamlet acaba carregando inocentes na sua busca por vingança. Mas essa é uma análise que precisa de mais amadurecimento.
Por fim, queria falar, talvez, da frase mais famosa de Hamlet: “Ser ou não ser... eis a questão”; essa citação tem uma relação direta com a existência: viver ou morrer. E a isso, dada a situação da personagem, ele pondera entre vida e morte, já que a vida é um constante sofrimento, então a melhor solução seria a morte, mas o que há além da vida? É essa incerteza da morte que supera o sofrimento da vida que nos acovarda diante da morte, do suicídio. Medo que é ainda amplificado pela possibilidade do flagelo eterno. E aqui novamente vemos o dilema de toda a obra exposto: pensar ou agir.
Por fim, sobre a tradução, ela é bem fluente, mas não recupera bem todos os trocadilhos sarcásticos de Hamlet, devido à própria complexidade da tradução. Contudo, há um vasto acervo de notas que o tradutor colocou ao final do livro que explica algumas das citações e escolha do tradutor, o que ajuda muito. O livro ainda conta com uma introdução bastante densa sobre a obra, suas origens e suas interpretações, etc., por fim conta com um ensaio do T. S. Eliot que achei muito interessante, mas que não concordei muito, apesar de ser de grande gênio, mas que com certeza enriquece essa edição como um todo.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
AVALIADOR Nº 1em 26 de março de 2013
Escrita em data incerta, provavelmente entre 1599 e 1607, "Hamlet" é uma das mais poderosas tragédias de William Shakespeare, um dos textos mais conhecidos no mundo todo.

Seu cenário é o belíssimo Castelo de Kronborg ou Elsinor na Dinamarca que tive o prazer de visitar. Hoje em dia, no seu pátio central, eventualmente é realizada a encenação da tragédia realizada durante a noite e sob a luz de tochas. É um espetáculo belíssimo que merece ser visto.

A obra descreve como o Príncipe Hamlet tenta vingar a morte do pai, assassinado por Cláudio, seu tio, que após o crime assume o trono, casando-se com a rainha Gertrudes.

Ao explorar diferentes temas como loucura, traição, incesto e devassidão, seu texto permite diferentes abordagens interpretativas, sendo motivo de constantes teses e debates entre críticos e estudiosos, desde a primeira encenação em 1611.

É a peça mais longa do autor, representada na íntegra, tem aproximadamente quatro horas de duração, porém, possui ainda outra peculiaridade, possui uma das mais célebres frases da literatura: "Ser ou não ser, eis a questão."

Boa leitura!
9 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 24 de fevereiro de 2018
Ao terminar de ler me dei por conta do número de obras contemporâneas que se banharam nesse clássico que é Hamlet. Recomendo a todos e digo que passa a ficar interessante após a peça que o Príncipe monta.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 30 de janeiro de 2016
Hamlet é uma obra, que não precisa de apresentações.
O livro chegou super rápido, é um livro lindo, bem trabalhado. A edição bilíngue tem inglês em uma pagina e português na outra ao lado, coisa que ajuda muito as pessoas que estão aprendendo a língua.
Na minha opinião, na qual já conhecia toda a historia do livro, foi uma excelente aquisição.
6 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 19 de abril de 2018
Shakespeare é essencial, Hamlet mais essencial ainda. Para entender o homem moderno, o humano, o falho, as referências que aparecem depois, os quadros de Ofélia, a caveira que nos faz lembrar e existência.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 7 de janeiro de 2018
Achei o livro intenso. Genial.
Trágico no final. Uma obra-prima.
Em alguns momentos ri. É completo. Sem tirar nem por.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 16 de setembro de 2016
A entrega foi espantosamente, rápida! Comprei dia 13/09/2016 e o meu livro chegou hoje, 16/09/2016. Parabéns ao site, pois a entrega e eficiência são impecáveis.Quanto à obra, não preciso dizer nada. Impecável e ainda mais com essa nova versão, que é estonteantemente fácil, tranquila e prazerosa de ler. Com total certeza, voltarei a realizar novas compras, por aqui.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 28 de março de 2016
Ótima formatação e espaçamento entre palavras e falas.
Ler Shakespeare no Kindle é incrível, grande parte das palavras arcaicas são conceituadas e traduzidas quando se usa o dicionário.
Recomendo para todos que até hoje tiveram medo de ler Shakespeare em seu original!
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 16 de dezembro de 2017
Capa bonita, paginas amareladas e muito confortável de ler. Além de ter muitas notas.
A unica pena é q editora não tem a obra completa do Shakespeare.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 8 de novembro de 2017
Imprescindível para amantes da literatura. William Shakespeare é de fato um arquétipo de escritor classista, e a tradução feita neste livro ficou incrível e moderno.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Romeu e Julieta
R$1,99
Hamlet
R$11,30
Hamlet
R$7,45

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui