Books eBooks Kindle eBooks Kindle Novo Kindle Oasis Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick home_improvement HI Office PC videogames wireless



100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 26 de maio de 2017
Obra com excelente tradução, índice e preço.

Compra obrigatória. Leitura obrigatória.

Sobre o livro em si, me sinto incapaz de resenhar ou julgar Shakespeare. Tudo que já li é fascinante, inteligente e atual como poucos autores no mundo consegue fazer.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
10 PRINCIPAIS AVALIADORESem 26 de abril de 2015
Procurar singularidade na vingança é um vão propósito, mas abster-se da vingança num mundo que a considera um “dever sagrado” é excluir a si próprio da sociedade; é tornar-se mais uma vez um não ente. Não há escapatória para Hamlet; ele passa indefinidamente de um impasse a outro, sem conseguir se decidir porque nenhuma das opções faz sentido. Muitos foram os livros escritos sobre isso. Shakespeare, com a sua inteligência, concordaria com a vingança, sabendo que o evangelho põe no lugar de todas as leis religiosas anteriores um único mandamento: "desista de todas as formas de retaliação e de vingança"? A profecia apocalíptica não é nada mais, nada menos do que uma previsão racional daquilo que os homens provavelmente farão uns aos outros e a seu ambiente, caso continuem a desprezar o alerta sobre a vingança. Para executar uma vingança com convicção, você tem de acreditar na justiça de sua própria causa. Mais, se a vítima da vítima já é um assassino, e se aquele que busca vingança reflete um pouco demais sobre a circularidade da vingança, sua fé na vingança há de desabar. É exatamente isso que temos em Hamlet. Não pode ser despropositadamente que Shakespeare sugere que o velho Hamlet, o rei assassinado, era ele mesmo um assassino. O problema de Hamlet é que ele não consegue esquecer o contexto. O resultado é que o crime de Claudio parece a ele mais um elo numa corrente já bem longa, e sua própria vingança vai parecer só um outro elo, perfeitamente idêntico a todos os demais elos. No final, Laertes leva Hamlet a agir. Laertes oferece o espetáculo mais persuasivo não porque oferece o “melhor” exemplo, mas porque sua situação é paralela à de Hamlet. Hamlet diz: “Mas, meu bondoso Horácio, fico triste por me haver esquecido de mim mesmo, frente a Laertes; vejo em minha causa representada a sua...” Na verdade, ele deveria dizer” vejo na causa dele representada a minha”.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 15 de abril de 2018
Ótimo texto, compreensível, com ilustrações de quadros feitos de cenas da peça. Estória interessante e bastante atual, com temas do ser humano e não só de teatro.
|0Comentar|Informar abuso
em 23 de setembro de 2014
Sem dúvidas uma obra prima! Livro que deve ser lido com bastante atenção, cada palavra possui um significado único, diferente do habitual. Hamlet não é uma obra pra qualquer leitor, mas para aquele que está preparado para uma leitura difícil e reflexiva.
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 11 de maio de 2015
Excelente o livro, tradução fantástica, índice completo muito prático. Shakespeare é sempre atual, a gente faz comparações com a realidade atual e vê que se compatibiliza.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 16 de agosto de 2015
Trara-se de um clássico que vai muito além da trajetória do filho de um rei em busca de vingança, aborda questões profundas como amor, existencialismo e muitas outras, só lendo para descobrir o imenso universo de ideias presente nessa obra.
|0Comentar|Informar abuso
em 19 de maio de 2017
Como avaliar Shakespeare? No entanto embora seja uma de sua obras mais famosas, preferi Rei Lear a essa. Mas ainda lerei suas demais obras.
|0Comentar|Informar abuso
em 18 de maio de 2017
Hamlet is a timeless book. It is suitable to understand Brazil politician.
A good way to know further our country.
|0Comentar|Informar abuso
em 30 de novembro de 2015
O livro é muito bom e não se perde nada com leitura digital. Os comandos funcionam. O livro prende do inicio ao fim.
|0Comentar|Informar abuso
em 11 de agosto de 2017
Interessante como peça de teatro e para acadêmicos, mas não era o que eu esperava, apesar do autor ser um mito.
|0Comentar|Informar abuso


Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui