Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Paperwhite Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick HI home_kitchen Office Computers VideoGames Wireless



em 22 de junho de 2017
Uma análise impecável sobre o capital na sociedade atual. Indispensável para quem deseja desenvolver uma consciência mais ampla da nossa realidade. Magnifico!
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 12 de março de 2016
O autor propõe uma abordagem multidisciplinar e pretende aplicar as teorias de John Rawls e Amartya Sen. Eu efetuei uma leitura sob a ótica do Direito, minha área de atuação.
É muito bom o histórico da tributação sobre o patrimônio e heranças no início do século XX na Europa, além de descrever os cadastros de patrimônio o que é fundamental para efetuar a tributação.
O livro não fornece dados sobre o Brasil, mas se revela útil para a leitura que adotei, uma que é notória a desigualdade de renda entre capital e trabalho. Assim fornece subsídios para a instituição do imposto sobre grandes fortunas, previsto no artigo 153, inciso VII da Constituição, bem como do imposto sobre a transmissão causa mortis (herança) e doação, previsto no artigo 155, inciso I da Constituição.
A análise da dinâmica do sistema financeiro na globalização e a proposta de uma tributação mundial revela-se um tanto otimista, em vista do número de países no mundo que não têm uma sistema democrático.
Enfim um livro que merece ser lido com atenção.
0Comentar| 27 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 4 de janeiro de 2015
Fiquei impressionada com a clareza e a habilidade do autor em fazer quem não é da área entender e gostar do assunto, usou de Aristogatas à Balzac. Importante perceber como o mundo pulsa, os problemas são repetitivos e em escala global!
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 30 de dezembro de 2014
Assunto fundamental para o conhecimento de todos. As desigualdades e injustiças materiais são a causa dos maiores sofrimentos humanos. Já não sei se a natureza está em condições de rir do poder do capital.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 15 de maio de 2017
Recomendo para todos aqueles que se interessam por economia e política. O livro é um trabalho científico. Ensina economia amparado em estudos que levam em consideração dados econômicos de mais de 2 séculos, Contradiz muitos dos argumentos dos que defendem um estado mínimo. E demonstra, se os instrumentos de tributação não forem aperfeiçoados, a tendência de uma enorme concentração da riqueza no século XXI.
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 21 de agosto de 2016
Densidade acadêmica apresentada de forma clara e elegante. Inteligível para o grande público, o que adiciona mais méritos ao livro, cujo tema é fundamental nos dias de hoje: caminhamos para níveis de desigualdade semelhantes aos do início do século XX.
Em poucas palavras; se Kuznets tivesse vivido até o ano 2010, certamente veria sua teoria ir por água abaixo.

Necessário, agradável, complexo, acessível, interessante, elegante, instigante, obrigatório.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 5 de janeiro de 2015
UM LIVRO COMPLEXO, MAS BEM DIDÁTICO. APROXIMA UM ASSUNTO DIFÍCIL A QUALQUER LEITOR MAIS AFASTADO DESSE TEMA. OTIMA LEITURA !
0Comentar| 2 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 25 de maio de 2015
Piketty foi capaz de condensar a macro e microeconomia, contextualizando a questão do capital, em um livro facil de ler e sem o economês habitual dos teóricos. Leitura altamente recomendável.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 28 de dezembro de 2014
Interessante e pedagógico. Contribui com a evolução e formação da opinião dobre a atualidade e futuro vindouro para a humanidade.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
100 PRINCIPAIS AVALIADORESem 4 de agosto de 2016
O livro cai na armadilha de tentar ser profundo e científico ao extremo e, ao mesmo tempo, um livro para leitores não acadêmicos. Assim, os primeiros 2/3 compilam dados e tabelas e fórmulas que muitas vezes se repetem para dizer o seguinte: 1. Os dados podem ser imprecisos e apontam tendências ou cenários possíveis e não certezas absolutas. 2. A diminuição da concentração da riqueza no século XX foi causada pelos choques nas e entre as duas guerras mundiais, efeito que a partir dos 90 se reverteu para uma concentração de riqueza próxima ao final do século 19. 3. O capital ocioso ( ou não produtivo) voltou a rentabilizar, quando é de grande soma, mais do que o crescimento econômico. No seu terço final o autor aponta algumas reflexões sobre o Estado Social ( e não socialista) e os mecanismos para lidar com a economia numa sociedade globalizada. Algumas são reflexões muito interessantes. Me surpreendeu que ele atribui a desconcentração às ações destrutivas das duas grandes guerras e ignora por completo a influência da revolução comunista na Rússia ( na 1a guerra) e o fortalecimento da mesma após a Segunda Guerra. As classes dominantes nos países ricos entenderam que era melhor aumentar os salários e criar mecanismos de previdência e seguridade social do que encarar o risco de uma revolução. A partir da queda do Império Soviético ( anos 90) a desigualdade voltou a aumentar. Ao contrário do que dizem algumas críticas o autor não faz uma ode ao comunismo e/ou marxismo. Ao contrário, prima pela preocupação com a democracia e mostra que a concentração exacerbada da riqueza ameaça o estado democrático. Por outro lado, não acredita no poder regulatório do mercado o que fica bem comprovado nas grandes crises, a mais recente em 2008. Leitura um tanto maçante no início que se torna interessante no terço final.
0Comentar| 40 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso


Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui