Books eBooks Kindle eBooks Kindle Kindle Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick HI home_kitchen Computers VideoGames Wireless



500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 12 de julho de 2017
Se vc não entende a frase "Olavo tem razão" é pq ainda não leu este livro. O livro é de um brilhantismo espetacular, talvez seja a melhor obra de Olavo de Carvalho.

Através de uma palestra que participou, que pregava uma idéia distorcida de ética (do epicurismo), Olavo faz digressão do período grego até o cenário atual, em que o PT foi alçado ao poder - o livro foi publicado na era do Collor!!! Algumas análises do panorama político e cultural foram proféticas.

Com um brilhantismo ímpar Olavo consegue amarrar os assuntos e nos dar um senso de unidade de assuntos das idéias filosóficas que permeiam a antiguidade e afetam hj nossas vidas. Por vezes o assunto é denso e um pouco pesado. Há um capítulo que já li e reli várias vezes, demonstra como os avanços científicos na área de psicologia, neurologia e marketing possibilitam uma atividade de engenharia social.
9 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 30 de junho de 2017
É com estas palavras que poderíamos calcar toda a história ocidental, desde à formação do império de Carlos Magno até o "pós-moderníssimo" império global em ascensão; diversos jogos de tentativa-e-erro num plano global - entenda-se global por territórios conhecidos - que compreendem toda a história de nossa civilização.

O termo usado pelo autor nessas transições do poder global é "translatio imperii", representa sempre uma nova e mais tenebrosa mudança no sentido das ondas ocidentais. Nem sempre estas mudanças desenvolvem-se premeditadamente, muitas delas acabam sendo absorvidas pela cultura, e esta por sua vez integra-se ao todo, formando uma mistura insolúvel que dirige a civilização ao mero acaso das fatalidades. Porém, engana-se quem pensa que estas fatalidades são realmente espontâneas e que tais mudanças em maior ou menor grau premeditadas não possam ter uma base ou um arcabouço teórico por trás.

É nesse véu de incertezas que Olavo de Carvalho mergulhou ao procurar respostas para suas indagações surgidas durante o ciclo de Ética no MASP. Ao meu ver, este é o real exercício filosófico e a arte da Filosofia propriamente dita; o produto deste fio que é desenrolado o livro inteiro chega finalmente no Jardim de Epicuro em que ressurgirá o novo César. Tal conexão, que à priori parece ilógica com a proposta de império, mostra-se - após as descobertas do autor - límpidas e cristalinas aos olhos do leitor.

Só é possível a ressurreição de César mediante a fuga para o Jardim.
6 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 20 de janeiro de 2018
Livro muito bem escrito, o autor apresenta uma vasta erudição e tem uma visão bem particular do mundo, a qual sustenta com fortes argumentos. Cada capítulo é como a peça de um quebra-cabeça, apresentando um assunto que aparentemente foge ao tema mas que, na junção com as demais peças, vão formando o vasto cenário do Jardim. Como ainda não cheguei ao último capítulo, minha opinião vale para 3/4 da do livro até aqui. Se ele está realmente certo em todas proposições apresentadas é algo que o leitor tem que descobrir, seja confrontando-as com seu próprio conhecimento ou pesquisando em outras fontes.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 1 de setembro de 2017
Revela a estratégia de comunicação das esquerdas no Brasil e as armadilhas em que ela se enrola.
Destaca a tendência imperial que vem desde os romanos, passa pela Europa e floresce nos EUA.
Uma belíssima lição de filosofia aplicada!
5 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 7 de novembro de 2017
A obra do Olavo de Carvalho é excelente, e de fato fornece um panorama realístico do que se passa no Brasil (ainda que escrita em 1995, daquele tempo até hoje só pioramos como nação e sociedade).
Minha única restrição não vem do autor, é pessoal: acredito que uma apreciação muito maior da obra aconteceria se eu tivesse lido boa parte das incontáveis referências bibliográficas do livro, o que não é o caso. De todo modo, mesmo um leitor iniciante é capaz de compreender as ideias e aí sim, com base nessas referências, buscar se aprofundar nos diversos temas mencionados na obra.
1 pessoa achou isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 4 de dezembro de 2017
O livro me chamou atenção por seu conteúdo. A abordagem lúcida do tema é de fato algo que me fez ficar muito satisfeito, mas não surpreso, considerando a habilidade do Olavo de Carvalho no trato dos assuntos a que se dedica.
Indico a qualquer um que deseja uma boa leitura de um tema bem interessante e atual.
3 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 8 de março de 2018
Trabalho brilhante, erudito e sintético. Retrata a decadência histórica do pensamento filosófico e dos filósofos que aos poucos foram substituidos por pseudo filósofos desde os gregos até a atualidade. A decadência se reflete no afastamento da busca da verdade e da crença em Deus, substituída pela prática da mentira e pelo ateísmo presente nos sofistas e seus sofismas ( raciocínios falsos e mentirosos com o intuito de apenas persuadir e enganar os mais ignorantes) . Na esfera da politica mostra a história dos poderosos e suas relações com as idéias dos "filósofos" e o clero, sempre retornando a idéia de dominação imperialista sobre as nações conjuntamente com a supressão das religiões. Tudo se passa numa espiral cada vez mais involutiva da consciência geral da humanidade acompanhada do verniz do avanço tecnológico e técnicas de manipulação de massas.
|0Comentar|Informar abuso
em 15 de dezembro de 2017
Só leia...e se prepare! Fantástico, preciso, profundo, abrangente, bem escrito, atual...incrível como a gente perde tempo lendo besteira quando poderia estar se deleitando com livros como esse
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 12 de agosto de 2017
Esse livro mudou minha vida,
Meu modo de pensar e analisar tudo!
Em cada página tem uma analise coerente, sempre citando fontes refutando, confirmando, uma obra prima!!
2 pessoas acharam isso útil
|0Comentar|Informar abuso
em 8 de maio de 2018
Para quem sempre leu o mesmo padrão de literatura Olavo vai proporcionar a opção que nunca lhe foi disponível. Usando formas simples conta a história recente do Brasil e as causas da degradação como nação.
|0Comentar|Informar abuso