Books eBooks Kindle eBooks Kindle Novo Kindle Oasis Cloud Drive Photos Electronics Fire TV Stick HI home_kitchen Office Computers VideoGames Wireless



500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 7 de outubro de 2017
Gosto muito da autora porque quase todas suas obras nos levam a refletir sobre assuntos polêmicos e delicados .Nesse livro paramos para refletir quanto de sofrimento íntimo, individual, podemos suportar em nome de conceitos que nos levam a crer que só na frustração, obediência cega e sufocamento de nossos mais inocentes desejos de liberdade de viver, sorrir, e procurar o mínimo de felicidade em nosso dia á dia, estaremos pecando e envergonhando pessoas que amamos e com quem só queremos compartilhar nossas realizações pessoais. Nossa personagem Isabel é essa pessoa , infeliz , amedrontada e extremamente triste, que não era vista por ninguém como pessoa, Ela era a filha do pastor, a esposa do Isaque, enfim, alguém sem vontade própria e sem nenhuma perspectiva e coragem para mudar esses fatos. A descoberta de que no mundo havia uma pessoa como Enrico, que era livre, que se fazia feliz , sem se recriminar e julgar-se um pecador por isso, pois em xeque todos os medos, e questionamentos de Isabel, e então a borboleta saiu do casulo e voou, não sem sofrimento e recriminações, mas lutou e encontrou sua liberdade.
0Comentar| 4 pessoas acharam isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 21 de agosto de 2017
Parabéns a Nana por abordar um tema tão forte como esse. Frequento uma igreja batista e por ser cristã, creio muito no que está na Bíblia. Mas não concordo com alguns líderes que tem o comportamento igual ao Pai da Isabel. Deus nos deu escolhas na vida... cada um faz a sua e arca com as consequências. Mas Deus nunca nos abandona e está sempre de braços abertos para nos receber com nosso arrependimento. Ninguém pode julgar ninguém pois todos somos pecadores. Obrigada Nana, pela maneira que abordou e colocou tão perfeito o assunto.
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 20 de setembro de 2017
A Nana não deixa a desejar nunca... Me emocionei demais. Foi muito marcante ao abordar um tema forte "Religião, fanatismo". Eu me sentia na pele da Isabel, havia tantas dúvidas, culpas. Tinha hora que eu pensava que ela ia surtar. Muito difícil mesmo, era angustiante... Eu me derreti demais em muitos momentos... Simplesmente me apaixonei e na minha opinião ela nos transmitiu uma grande lição. Uma estória contada com tanta veracidade que me pareceu o tempo todo que a estória era realmente da vida da autora, os sentimentos são muito bem relatados. Senti falta de um desfecho para os colegas de trabalho dela, a verdade não foi dita ao Enrico do que fizeram com a Isabel e isso me deixou no vácuo. Mas emfim, uau!!!! Perfeito!!! Recomendo demais!!! Daria um filme maravilhoso.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 21 de junho de 2017
Minha nossa!
Única expressão que posso usar agora depois de ler este livro.
Foi de uma avalanche de sentimentos junto com a Isabel que uau... Parece que meu vocabulário fugiu todo.. hahahaha
A Nana abordou um assunto do nosso cotidiano que não prestamos atenção sem no mínimo estar perto. Foi de uma clareza nas explicações que não deixou nenhuma ponra solta.
Nunca me decepciono no tom hot que os livros dela têm. É muito bom conseguir comer literalmente um livro e sair feliz... Entender e respirar aliviada quando tudo dá certo.
Eita livro gostoso... eu amei...simplesmente isso!
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 8 de junho de 2017
Pecadora foi o primeiro livro de Nana Pauvolih que eu li. A autora, que é referência em literatura erótica no país, me surpreendeu de maneira que jamais imaginei ser possível. Quando li a sinopse de Pecadora, confesso, imaginei que a história seguiria um caminho muito diferente. Primeiro pelo tom inovador e ao mesmo tempo delicado, pois falar em uma mesma narrativa sobre temas tão polêmicos não é tarefa das mais simples. Mas ela conseguiu, e adianto que fez isso com maestria. Este é um romance erótico e como tal, as cenas mais quentes estão ali. Mas diferente de diversos livros no estilo, aqui a relação carnal não é o foco, mas sim um meio para um fim. A autora fala sobre uma personagem que sente uma dor existencial imensa, porque luta contra sentimentos e sensações que foram desde cedo condenados por conta da religião. Coisas muito simples e para muitos corriqueiras, não fazem parte da vida de Isabel. Por isso ouvir rock ou MPB, cortar os cabelos, usar uma roupa mais sensual, receber carinho do marido, ou simplesmente questionar seu papel e posicionamento na relação, são atitudes inaceitáveis. Então a narrativa mostra a jornada de auto descoberta e transformação de uma menina em uma mulher. E é lindo ver Isabel desabrochar e tomar as rédeas da própria vida. Uma das maiores dúvidas que tive ao iniciar esta leitura, foi relacionada a como a autora iria conciliar a religião de Isabel e sua necessidade de mudança. Ela se voltaria contra Deus e contra a igreja? Deixaria de acreditar em tudo aquilo que a guiou durante sua existência? Abriria mão do amor por conta da culpa? E essa dúvida foi se dissolvendo durante a narrativa, e a cada página que eu virava mais percebia que Nana Pauvolih conseguiu sublimar todos os sentimentos ruins que haviam ali. Com muita sutileza e assertividade, transformou um romance erótico em um livro que fala sobre questões difíceis de maneira sensível. Aqui não há vulgaridade, aqui não existe a relação carnal usada como artifício para preencher espaços vazios na página. Pecadora é uma história sobre amor, sobre descoberta, sobre perdão e aceitação. É um livro que prende o leitor com uma escrita fluida e envolvente, com diálogos que são ao mesmo tempo quentes e encantadores. É um livro que promete agradar aos fãs do gênero e que pode também servir como porta de entrada para aqueles leitores que não conhecem o trabalho da autora, mas que preferem iniciar com um erótico mais leve, por assim dizer. Minha única ressalva é que eu queria mais do casal como casal. Digo isso porque o livro mantém uma atenção maior à jornada de Isabel enquanto pessoa, enquanto mulher, e quando ela finalmente se encontra e descobre maneiras de viver em paz sem abrir mão de suas paixões, o livro acaba. Ficou aquele gostinho de quero mais, seja esse mais em forma de epílogo do epílogo, em forma de conto, em forma de continuação… Cabe a autora decidir
review image
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
1000 PRINCIPAIS AVALIADORESem 22 de janeiro de 2018
Confesso que como filha de Evangélicos e fiquei grávida aos 17 anos sei como algumas pessoas podem ser más. Mais tbm conheci pessoas evangélicas que me deram força e me ajudaram a superar tudo e levantar a cabeça e ver dessa estória que muitas podem passar por isso mais da a volta por cima devemos ser feliz respeitando uns aos outros sempre ....
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
500 PRINCIPAIS AVALIADORESem 16 de outubro de 2017
Uma historia, que nos faz pensar até onde somos capazes de aguentar.
e o medo do novo mesmo que sabemos que nossa felicidade depende de nos, sera que vale a pena lutar
li e reli essa historia e me identifiquei na maneira que aborda de nao querer decepcionar a familia e o medo do futuro.
e compreendi que so depende nos para escrever cada historia.
venha se surpreender e linda envolvente vale a pena.
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
Acredita que aja pessoas como Isabel. Ela! Que acreditou numa religião que nada podia fazer e se sufocou com a própria religião e se libertou aos poucos dos costumes e preconceito que vinha da religião que ela seguia des que de criança junto com os pais que era cevero em relação às iscrituras sagrada de Deus. Bom! Se eu digitar mais um pouco vou contar a história toda. Lei vcs vão amor se comover com a história de um romance que começou com Isabel que evangélica. Uma menina meiga que ama sua família
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 26 de junho de 2017
O livro saiu a alguns meses e eu acabei demorando pra poder começar mas quando peguei não consegui mais largar . Maravilhoso a história te prende te faz pensar em muitas coisas , um dos melhores livros da Nana Pauvolih ... E uma frase vai ficar em minha memória pra sempre " A Dor tem esse poder de deixar a gente na dúvida, temendo que coisas ruins aconteçam e tragam de novo o desespero" Parabéns Nana Pauvolih fantástico ....
0Comentar|Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso
em 11 de novembro de 2017
As histórias da Nana são impossíveis de não adorar.
Tudo que ela escreve, até receita de pão é perfeito.
Te prende do começo ao fim, vc só respira o livro.
Como todos os outros livros da autora, super indico e recomendo.
Se tiver o oportunidade leia tudo que essa autora publicou.
Simplesmente apaixonante Pecadora
0Comentar| 1 pessoa achou isso útil. Esta avaliação foi útil para você? Informar abuso

Os clientes também visualizaram estes itens:

Libertina
R$7,99

Precisa do serviços de atendimento ao cliente? Clique aqui